BRMX Tips e os detalhes prévios da terceira etapa do AMA Supercross 2014

karsmakers
O primeiro campeão do AMA SX – Foto: Chris Ganz / Feld Motorsports

 

Neste sábado, 18, acontece a terceira etapa do AMA Supercross 2014. O palco da rodada é o Angel Stadium, em Anaheim, Califórnia – mesmo lugar que recebeu a abertura da competição.

Mais do que a terceira etapa na briga pelos títulos da 250 e 450, este evento será especial por causa da participação de TODOS os campeões do AMA Supercross desde 1974, quando a competição iniciou. O BRMX Tips desta semana apresenta os detalhes do que pode acontecer. Acompanhe!

 

:: Ao vivo

Para acompanhar as provas ao vivo, vá até nossa página de eventos ao vivo. A transmissão dos treinos começam às 20h pelo horário de Brasília. As provas iniciam à 1h30 da madrugada de domingo, dia 19.

>>> BRMX AO VIVO – clique para acessar!
>>> Aposte no Bolão BRMX e concorra a prêmios!
>>> Confira uma análise TRESLOUCADA das rodadas anteriores

 

:: Festa em Anaheim

025110fa-7b92-4e4c-8a07-75337d988412
Presente e passado se encontrarão em A2 – Foto: Feld Motorsports

 

A rodada celebrará os 40 anos de AMA Supercross. Por isso os organizadores do evento chamaram TODOS os 22 campeões de AMA SX para receber uma homenagem no sábado à noite e as principais equipes devem adotar um visual retrô nas motos e equipamentos para homenagear os velhos tempos.

O primeiro campeão da história, um holandês chamado Pierre Karsmakers, esteve presente na coletiva de imprensa que antecedeu esta rodada na terça-feira, ao lado de outras lendas como Jimmy Ellis, Donnie Hansen, Johnny O’Mara, e Jeff Ward.

– Sempre senti que o Supercross seria algo grande. Os americanos são esportistas e gostam do espetáculo. Vim da Europa com experiência e tive que provar com resultados. Aproveitei meu tempo e fui tratado muito bem durante minha carreira –disse Karsmakers, que ficou conhecido como “O holandês voador”.

O primeiro norte-americano campeão do AMA SX foi Jimmy Ellis, em 1975, abrindo uma hegemonia de estadunidenses campeões pelos próximos 15 anos. Foi Ellis que começou a técnica de emendar saltos, dando origem aos duplos e triplos.

barciaretro
Moto com visual retrô para Justin Barcia – Foto: Divulgação Honda

 

Confira quem são os 22 campeões, o número de títulos e os anos das conquistas na classe principal do AMA Supercross desde 1974.

:: Piloto / Anos das conquistas

7 títulos
Jeremy McGrath – ‘93; ’94; ’95; ’96; ’98; ’99; ’00

5 títulos
Ricky Carmichael – ’01; ’02; ’03; ’05; ’06

3 títulos
Ryan Villopoto – ’11; ’12; ‘13
Jeff Stanton – ’89; ’90; ’92
Bob Hannah – ’77; ’78; ’79

2 títulos
James Stewart – ’07; ’09
Chad Reed – ’04; ’08
Jeff Ward – ‘85; ’87
Rick Johnson – ’86; ’88

1 título
Pierre Karsmakers – 1974
Jim Ellis – 1975
Jim Weinert – 1976
Mike Bell – 1980
Mark Barnett – 1981
Donnie Hansen – 1982
David Bailey – 1983
Johnny O’Mara – 1984
Jean-Michael Bayle – 1991
Jeff Emig – 1997
Ryan Dungey – 2010

 

:: Lesionados

tomac
Eli Tomac – Foto: Divulgação

 

Tudo indica que Eli Tomac segue fora de combate. Depois da queda em A1, ele esperava voltar em Phoenix, mas ainda sentia dores e preferiu se poupar. Agora, a previsão de retorno é para a quarta rodada, dia 25, em Oakland.

Josh Grant caiu durante os treinos de Phoenix há uma semana e machucou o ombro. Ele fará testes na véspera para avaliar se tem condições de competir neste fim de semana. Caso não tenha, seu substituto estará lá: Phil Nicoletti entra em sua vaga na equipe.

Trey Canard e Davi Millsaps, lesionados na pré-temporada, seguem fora. A previsão de retorno para Canard é dia 15 de fevereiro, na sétima etapa, em Arlington (Dallas). Já Millsaps deve retornar às pistas apenas para a temporada de Motocross.

Na 250, a principal ausência é de Zach Bell, que caiu em Phoenix e quebrou a clavícula em três lugares. Ele passou por cirurgia e está fora do restante da temporada de Supercross.

 

:: Panorama da 450

AMASXphoenix-10
Justin Brayton – Foto: Divulgação AMA

 

Ryan Villopoto venceu pela primeira vez em 2014 na rodada passada e assumiu a liderança da competição. Ele tem um ponto a mais que Ryan Dungey na tabela e três a mais que Ken Roczen, que completa o TOP 3 do campeonato.

James “Bubba” Stewart vacilou na primeira rodada, quando provavelmente venceria a prova, e foi mais cauteloso na segunda etapa, quando terminou na quarta posição. Bubba precisa recuperar o tempo perdido se quiser brigar pelo troféu, pois é apenas o nono na tabela de classificação, tendo 21 pontos a menos que Villopoto.

Quem surpreendeu bastante na rodada passada foi Justin Brayton. Com a nova Yamaha 2014, Brayton deu trabalho a Ryan Villopoto e terminou a prova em segundo. Será que o piloto de quase 30 anos tem condições de brigar pelo título?

>>> Confira a classificação atualizada!

 

:: Panorama da 250

AMASXphoenix-16
Jason Anderson – Foto: Divulgação AMA

 

A 250 teve um fato curioso nas duas primeiras rodadas. A classificação dos quatro primeiros se repetiu com Jason Anderson, Cole Seely, Zach Osborne e Dean Wilson, respectivamente em primeiro, segundo, terceiro e quarto colocados.

Anderson foi o grande protagonista não apenas pelas vitórias, mas pelas ultrapassagens na última volta de cada corrida. Vale lembrar que o campeonato da 250 é mais curto, com apenas oito rodadas, e a dificuldade de recuperar pontos perdidos é maior.