O envenenado mundo de Caboclo – AMA SX 2014

Yamaha

topoblogcaboclo

NOTA DA REDAÇÃO: Nosso ilustre colaborador e sócio, Marco Dotto Kohler, tem ideias malucas desde sempre. A cabeça dele funciona como uma 450 ENVENENADA, muitas vezes sem controle. Eis que neste mundo de maluquices, surgem trocadilhos e piadas como as que você vai ler abaixo. Assim, nesta quarta-feira moribunda, abrimos espaço para que o bom-humor de Caboclo (apenas mais um dos apelidos de Marco) possa invadir seu universo.

Obs.: clique nos links alaranjados para aproveitar melhor as piadas. 😀

—————————————————-

bubba007

Buenas! Buenas, amigos leitores apaixonados por motor, gasolina, terra, MX, SX, BRMX e tudo quanto é xis, seja bacon, egg ou salada mista! Haha!
Mas, falando sério (Ou não, como diria o cantor aquele). O que pode ser dito sobre esse início do AMA Supercross 2014?

A coisa começou pegando fogo, com Villopoto surpreendendo e caindo. E James Bubba Stewart não surpreendendo, e caindo também! Acho que os anjos do estádio não estavam cuidando deles.

Quem se manteve zen na pedreira foi o alemãozinho Roczen, da KTM 94 (é tetra! É tetra! Haha), que não se intimidou com seu perigoso colega de equipe, Ryan DUNGEROUS Dungey e venceu a primeira etapa, com um Reed fazendo uma boa LEITURA da pista e ficando com a terceira posição.

Na segunda etapa, com a vitória de Villopoto a regularidade de Dungey, que sempre está no pódio, as coisas começaram a voltar ao lugar, fazendo o Tenys Pé aparecer na ponta nas transmissões, e trazendo a dupla risonha dos Ryan novamente para as duas primeiras posições do campeonato. Muito riso e meditação zen no topo da tabela, pro meu gosto!

E o que dizer do 007 do Supercross? Terá alguma arma secreta guardada na manga? Será que JS7 fará como outro James, cujo bonde era também de número 7, e dirá “meu nome é Stewart, James Stewart”, e mostrará toda sua técnica para derrotar VILLÃO-POTO? Sinceramente, acreditava mais no ressurgimento do Bubba.  Mas, se a Criação se deu em sete dias, quem sabe ele precise de sete etapas para se recriar…

>>> Confira a galeria de imagens do AMA SX
>>> Assista aos vídeos das corridas de Phoenix

Na 250 a coisa foi de cinema, com direito a Jason moto-serrando adversários na última curva.

Aconteceu na primeira etapa, quando Cole Seely certamente relaxado e já contando com a vitória, relaxou, esfriou feito um COOLER e quem veio fervendo nas ventas foi Jason Anderson, que derreteu a vitória de Seely na última curva com uma ultrapassagem feroz e ficou com o primeiro lugar.

A segunda etapa não ficou atrás em emoção. Novamente na última volta a surpresa veio como num filme de terror e Jason Anderson atacou novamente e venceu a etapa. À minha mente veio a narração de uma das tantas entregadas de posição de Barrichelo para Shumacher na Fórmula 1, quando o apresentador de TV, desempolga com o inesquecível “hoje não! Hoje não! Hoje siim!”.

A diferença é que no AMA Supercross a coisa foi de verdade, sem ordem dos boxes, na disputa dentro da pista, com os pilotos duelando de forma feroz, mas leal.

Então, depois dessas duas etapas, que foram apenas um aperitivo do que está por vir, o que esperar do AMA SX 2014?

Sinceramente, não sei. Mas torço para que o produto final seja tão bom quanto as amostras grátis que até agora vimos. Torço para que NÃO haja hegemonia, que ninguém se machuque nem perca ritmo, para manter a disputa até o fim. E que os zebrões e zebrinhas desbanquem algumas vezes os favoritos, para deixar ainda melhor as noites de sábado com o BRMX!

Abraço, e até a próxima.

Caboclo!

Ah! Antes que eu esqueça, caro leitor, uma pergunta: entendeu por que chamo Villopoto de Tenys Pé?

tenysperv

Yamaha