AMA SX e AMA MX 2020: pilotos e equipes para a categoria 450

 

Confira a seguir quais são as equipes que já definiram seus pilotos para a disputa da categoria 450 na temporada 2020 do AMA Supercross e AMA Motocross.

 

HRC Honda

Ken Roczen – Roczen renovou por três temporadas com a HRC Honda ainda antes da final do AMA Supercross 2019 em Las Vegas.

 

Justin Brayton – Com Cole Seely aposentado e a “promoção” de Chase Sexton para a categoria 450 marcada apenas para o AMA Motocross 2020, Justin Brayton foi contratado para ser o segundo piloto da equipe na disputa do AMA Supercross 2020.

 

JGRMX Yoshimura Suzuki Factory Racing

Joey Savatgy – Inicialmente Savatgy iria disputar apenas corridas de pré-temporada com apoio da equipe, mas durante o Supercross de Paris 2019, foi anunciada a sua contratação para o AMA Supercross 2020.

 

Monster Energy Kawasaki

Eli Tomac – Teve seu contrato renovado por várias temporadas ainda na rodada de abertura do AMA Motocross 2019.

 

Eli Tomac

 

Adam Cianciarulo – Assinou em agosto com a equipe e já estreou com vitória em outubro, ao sagrar-se campeão do Monster Energy Cup 2019 (mesmo sem levar o prêmio máximo de 1 milhão de dólares).

 

Adam Cianciarulo

 

Monster Energy Yamaha Factory Racing

Justin Barcia – Teve seu contrato renovado com a equipe por várias temporadas, em agosto de 2018. Há duas semanas, venceu o Supercross de Paris 2019.

 

Justin Barcia

 

Aaron Plessinger – Assim como Barcia, assinou contrato de várias temporadas com a equipe, em agosto de 2018.

 

Aaron Plessinger

 

Red Bull KTM

Marvin Musquin – Teve seu contrato renovado por duas temporadas durante a rodada de High Point do AMA Motocross 2019.

 

Marvin Musquin

 

Cooper Webb – Assinou com a equipe em outubro de 2018, e em 2019 foi campeão do AMA Supercross na categoria 450SX. Por isso, durante a temporada 2020, terá o privilégio de correr com o number plate #1.

 

Cooper Webb

 

Rocky Mountain ATV MC-WPS-KTM

Blake Baggett – Assinou contrato de três temporadas com a equipe em abril de 2018. Ou seja, seu vínculo encerra em abril de 2021.

 

Justin Bogle – Foi contratado para substituir Benny Bloss, que sofreu uma lesão no joelho ainda antes do início do AMA Supercross 2019. E mesmo quando Bloss voltou, durante a rodada de High Point do AMA Motocross 2019, a equipe conseguiu manter os três pilotos até o fim da temporada. Mas em outubro, a equipe anunciou que seguiria com apenas dois pilotos, e que Bogle havia se tornado oficialmente o segundo piloto para 2020.

 

Rockstar Energy Husqvarna

Jason Anderson – Tem contrato de 4 anos com a equipe, assinado em janeiro de 2018, temporada na qual foi o campeão do AMA Supercross na categoria 450SX.

 

Jason Anderson

 

Zach Osborne – Assinou contrato em abril de 2018, e, em novembro, renovou até o final da temporada 2021.

 

Dean Wilson – Foi trazido oficialmente de volta à equipe quando Anderson ficou fora do AMA Supercross 2019 por causa de uma lesão. Assinou contrato em julho, e segue com a equipe até o final de 2020. Atualmente se recupera de uma lesão no quadril, sofrida no Monster Energy Cup 2019.

 

Dean Wilson

 

Smartop Bullfrog Spas MotoConcepts Honda

Malcom Stewart – Renovou com a equipe até o final de 2020, durante a última rodada do AMA Supercross 2019 em Las Vegas.

 

Malcom Stewart

 

Vince Friese – Segue na equipe por mais um ano.

 

Vince Friese

 

Justin Hill – Assinou com a equipe em outubro e estreou no Supercross de Paris 2019, onde terminou em 6º na geral. Anaheim 1 será sua estreia a bordo da nova CRF450R.

 

Hep Motorsports Suzuki

Adam Enticknap – Embora ainda seja inexistente um anúncio oficial, parece que apenas Adam Enticknap segue com a equipe em 2020. Kyle Chisholm e Alex Ray, que correram para o time em 2019, estão fora.

 

Rock River Yamaha

Benny Bloss – Há rumores de que Benny Bloss fará parte desta equipe em 2020, embora nada tenha sido anunciado oficialmente. Seria uma equipe interessante também para Kyle Chisholm.

 

Team All South

Vann Martin – Será o único piloto da equipe na categoria 450 em 2020.

 

SGB Racing Kawasaki

AJ Catanzaro – A empresa anunciou em seu Instagram que está muito animada em poder começar uma equipe profissional para a temporada 2020. Embora nada tenha sido anunciado oficialmente ainda, AJ Catanzaro postou em seu Instagram que assinou com uma equipe para o AMA Supercross 2020, além de uma foto treinando com uma KX450F com grafismo da SGB. Ah, e também marcou a empresa na postagem.

 

Alex Ray – Em uma postagem recente no Instagram, agradeceu a equipe HEP Motorsports Suzuki, e também tweetou o seguinte: – agora, o sangue que corre nas minhas veias é 100% verde.

 

Team Tedder Racing

Dakota Tedder – Perdeu a temporada 2019 por causa de uma lesão no pulso, cuja a recuperação levou mais tempo do que o previsto. Mas deve estar apto para a temporada 2020.

 

Martin Davalos – O equatoriano deixou claro na rodada de Nashville do AMA Supercross 2019 que não quer encerrar sua carreira sem disputar pelo menos mais uma temporada, e de preferência na categoria 450. Aos 32 anos, rumores indicam que ele deve assinar com a Tedder Racing, para correr de KTM.

 

PR-MX Pelletier Kawasaki

Cade Clason – Assinou com a equipe para disputar o Canadense de Supercross deste ano e deve ser aproveitado no AMA Supercross 2020.

 

Joshua Cartwright – Outro que competiu no Canadá este ano e deve ser aproveitado no AMA Supercross 2020.

 

Pilotos sem equipe

Chad Reed – Disputou o Supercross de Paris 2019 num esquema privado com a Honda, onde fraturou duas costelas, lesão que o fez perder a rodada de Auckland do Australiano de Supercross 2019, mas deve estar apto para a próxima rodada, em Melbourne.

Em entrevista recente (leia aqui), disse que não importa o que aconteça, estará em Anaheim 1 na abertura do AMA Supercross 2020. Se Reed se classificar para o Main Event, será o 250º de sua carreira na categoria 450SX.

Ele disse que no momento suas chances de disputar a próxima temporada do supercross é de 50%.

 

Chad Reed

 

Tyler Bowers – Ainda sem equipe para 2020, mas deve aparecer em algum esquema privado com a Kawasaki.

 

Brock Ticke – Sem equipe, segue suspenso por doping, punição que o deixará apto para disputar competições oficiais apenas a partir da rodada de Tampa do AMA Supercross 2020.

 

Kyle Chisholm – Anunciou sua saída da equipe HEP Motorsports Suzuki na semana passada, com planos de disputar a temporada 2020 num esquema privado. Mas rumores também indicam que ele pode assinar com a equipe Rock River Yamaha.