Suspense em torno da ida de Ryan Villopoto ao Mundial só aumenta

Villopoto_MXGP_11_D_2014
Villopoto em sua recente visita ao Mundial de Motocross, quando os rumores ganharam força – Foto: Youthstream

 

A mesa de apostas está movimentada. Ryan Villopoto vai ou não disputar o Mundial de Motocross em 2015?

Enquanto o piloto mantém suspense sobre o assunto, o mundo inteiro vai especulando. O jornalista Adam Wheeler, da OTOR Mag, nos traz algumas linhas sobre o assunto. Escreve que os três principais envolvidos na história são a Monster Energy (o patrocinador mais importante do atleta, com quem o piloto tem contrato até 2015); a equipe de fábrica da Kawasaki na Europa e os organizadores do Mundial de Motocross. Nenhum deles tem dado declarações, mas o que se sabe é que a gingante dos energéticos NÃO está muito otimista com a ideia, apesar de ser também patrocinadora do campeonato.

Tem-se falado bastante a respeito de obstáculos que impedem Villopoto de se transferir para a MXGP, inicialmente entre a Kawasaki Motor Company (EUA), Kawasaki Europa e a KHI (Japão). O próprio Villopoto tem que decidir entre correr mais uma temporada, se aposentar ou tirar umas férias prolongadas devido à sua recuperação demorada de uma cirurgia no joelho. É sabido que a situação da perna do piloto torna improvável que ele esteja em forma para a abertura da temporada do AMA Supercross, em janeiro, o que também inibiria uma preparação adequada para o Mundial MX.

O fim da parceria com o treinador Aldon Baker e a venda de sua propriedade (casa, sítio, pistas) na Flórida são outros fatores que colocam ainda mais suspense no futuro de RV. Aqui no BRMX, Baker afirmou que era quase certa a aposentadoria de RV (a propósito, o mais badalado treinador está perto de fechar com Ryan Dungey para 2015, além de manter a parceria com Ken Roczen e Adam Cianciarulo, que voltou a pilotar recentemente depois da lesão no supercross).

O presidente da Youthstream (organizadora do Mundial), Giuseppe Luongo, se limitou a comentar em uma coletiva de imprensa no recente GP da Bélgica que a perspectiva de RV correndo a temporada 2015 na MXGP traria “um sorriso ao meu rosto”, nas palavras dele.

A Kawasaki dos Estados Unidos deve contar com Davi Millsaps para a próxima temporada. O piloto já anunciou sua saída da Rockstar Energy KTM e já apareceu pilotando uma verdinha. Na Europa, a Kawasaki deve ficar sem Gautier Paulin, que já estaria acertado com a Honda, e ainda não anunciou nenhum piloto para 2015. Segue tudo em aberto, e esta talvez seja a notícia mais aguardada dos últimos meses. Qual é a sua aposta? Villopoto vai ou não?