BRMX Tips apresenta tudo o que você precisa saber sobre o AMA Supercross 2015

anaheim1_answer
Angel Stadium, em Anaheim, já está pronto para a festa – Foto: Divulgação Answer

 

A 42ª edição do AMA Supercross inicia na madruga deste domingo, 4 de janeiro, com a disputa da primeira etapa da temporada em Anaheim, Califórnia, Estados Unidos. Para os fãs brasileiros que costumam virar a noite ADRENADOS em frente ao computador, tablet ou smartphone, isso significa diversão até o dia 2 de maio, quando a temporada chega ao fim depois de 17 TREPIDANDES rodadas.

Inaugurado em 1974, o campeonato norte-americano de SX se tornou a principal atração do mundo do motocross, angariando legiões de fãs a cada noite de sábado ao redor de todo mundo a ponto de se tornar oficialmente o Mundial de Supercross da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) a partir de 2004.

Todas etapas acontecem dentro de estádios de futebol americano ou baseball (como o da foto acima), com garantia de mais de 40 mil espectadores nas arquibancadas e transmissão ao vivo na televisão dos EUA e na internet.

Como em anos anteriores, o BRMX é a “casa do AMA SX para brasileiros e latino-americanos”. Com informações precisas, rápidas, detalhadas, e transmissões ao vivo, a Rede BRMX traz para você todos os detalhes da competição, seja no site, no Instagram, no Twitter, no Google Plus ou no Facebook.

Abaixo você acompanha um guia especial para esta rodada de abertura. Analisando estes detalhes, você terá todas as informações que precisa para acompanhar o evento sem perder nenhum lance!

Acompanhe!

 

Como faço para assistir ao vivo?

A transmissão do AMA SX no Brasil será apenas pela internet. Você sempre encontrará a transmissão no link “AMA AO VIVO” localizado no menu do site, ali em cima, na barrinha cor de rosa.

>>> Clique aqui para ver a transmissão ao vivo

Esta primeira etapa, por causa do fuso horário, começa à 1h da madrugada de domingo, 4 de janeiro. Fique ligado!

 

:: Janela de transmissão ao vivo

:: Transmissão dos treinos
Você pode assistir aos treinos também. Eles começam às 18h50 de sábado, 3. Clique aqui para ser redirecionado

 

 

Destaques da categoria 450

Três grandes mudanças
Todos os anos apresentam novidades. Desta vez, três grandes pilotos mudaram de equipe para 2015. Ken Roczen saiu da Red Bull KTM para a RCH Suzuki. Davi Millsaps se mudou da Rockstar Energy KTM para assumir a vaga de Villopoto na Monster Energy Kawasaki. E Justin Barcia largou a Honda Muscle Milk para integrar a JGR Yamaha. São mudanças interessantes e todos eles tiveram tempo de sobra para se adaptar à nova casa. Quem será que leva a melhor?

 

2015-rchken-roczen2
Ken Roczen volta pra Suzuki depois de quatro anos de KTM – Foto: Suzuki Racing

 

millsaps
Davi Millsaps pega a moto que era de Ryan Villopoto para tentar o título – Foto: Divulgação

 

justinbarcia
Justin Barcia agora anda de JGR Yamaha – Foto: JustinBarcia.com

 

 

:: Vídeo de apresentação da Red Bull KTM com Dungey, Wilson, Hill e Musquin

 

:: Vídeo mostra um dia na vida de Ken Roczen

 

 

Sem favorito

Treino de Villopoto em Milestone para 2015
A temporada de 2015 começa diferente, sem um grande favorito. O tetracampeão Ryan Villopoto está fora da disputa pois vai correr o Mundial de Motocross e assim deixa o posto de favorito vazio. Ryan Dungey e Chad Reed, que já foram campeões? Ken Roczen, atual campeão do AMA MX? Justin Barcia? Eli Tomac? Davi Millsaps, o vice-campeão em 2012 e 2013? Trey Canard? Quem vence o campeonato? Quem vence a primeira etapa? – Foto: Divulgação

 

 

Pré-temporada forte

elitomac2015
É claro que todos os pilotos treinaram muito na pré-temporada, mas um deles se destacou. Eli Tomac venceu as principais corridas de fim de ano na Europa, como o Bercy SX (França), o Genebra SX (Suíça) e o Gênova SX (Itália), mostrando que entraria em 2015 para brigar pelo título do AMA SX depois de perder grande parte da temporada 2014 por causa de lesão. Você aposta nele? – Foto: Divulgação AMA SX

 

 

Mais um australiano na área

mattmoss_bredheyes
Matt Moss, multicampeão australiano de motocross e supercross fará uma participação especial no AMA SX neste ano. Ele correrá de Suzuki, na 450, com o número 102. Tem talento. Será que briga pelo pódio? – Foto: Bred Heyes

 

 

Husqvarna is back, baby!

jasonanderson_marcoCampello
A lendária marca europeia está de volta ao AMA Supercross com a equipe Rockstar Energy Husqvarna. Seu principal piloto, na 450, será Jason Anderson, que foi campeão da 250 Costa Oeste em 2014 – Foto: Marco Campelli

 

 

:: Trey Canard e Cole Seely pela Honda Muscle Milk

 

 

#bubbafora

bubba2015
A campanha #freeBubba não conseguiu sensibilizar a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) e James “Bubba” Stewart segue impedido de participar do AMA SX por causa do doping em 2014. Uma atração a menos para esta temporada, que já sente a ausência de RV2 🙁 – Foto: Suzuki Racing

 

 

E na 250?

tylerbowers
Justin Hill, Cooper Webb, Malcolm Stewart ou o veterano Josh Hansen. Talvez Zach Osborne ou Tyler Bowers (foto). Nomes que devem brilhar na 250 se os deuses do motocross não resolverem aprontar uma surpresa na estreia do campeonato da Costa Oeste. Tyler Bowers muda em definitivo para o AMA SX depois de grandes temporadas no AMA Arenacross – Foto: Divulgação

 

 

Estreantes

hampshire_lovrekphoto
É importante ficar atento aos estreantes da temporada. RJ Hampshire, da Geico Honda, e Aaron Plessinger, da Star Racing Yamaha, são os principais “rookies” deste ano. Olho neles! – Foto: Lovre Photo

 

 

Sai Honda e entra KTM

troyleektm_jessynelson
A equipe Troy Lee Desings de Jessy Nelson (foto), Shane McElrath e Darryn Durham, trocou de moto para 2015, saindo da Honda para a KTM. Vale curtir o novo visual do time e acompanhar se os pilotos terão melhores resultados neste ano! – Foto: Divulgação

 

 

:: Jean Ramos é o Brasil no AMA SX
O brasileiro Jean Ramos fará sua terceira temporada de AMA SX na 250. Já correu uma de Honda, outra de Kawasaki e agora vai de Yamaha. Seu melhor resultado foi um 14º lugar em 2013. Abaixo o vídeo de um de seus últimos treinos antes da estreia! Assista!

 

 

Concorra a prêmios

O Bolão BRMX é uma brincadeira que acontece todos os anos. Você aposta nos nomes de sua preferência e concorre a prêmios. Você também pode chamar seus amigos e utilizar o Bolão BRMX para fazer uma aposta interna com eles! É divertido. Participe!

 

 

Conheça a pista da etapa de abertura

 

Formato de disputa

– Treinos livres: apenas para os pilotos reconhecerem a pista
– Treinos cronometrados: apenas os 40 pilotos que fizerem o melhor tempo passam para as corridas da noite. Os melhores tempos escolhem primeiro o gate nas corridas classificatórias (Heats 1 e 2).

250SX
– Classificatória 1 (ou Heat 1): 6 voltas de corrida, 20 pilotos no gate. Os 9 primeiros passam direto para a final (Main Event)
– Classificatória 2 (ou Heat 2): 6 voltas de corrida, 20 pilotos no gate. Os 9 primeiros passam direto para a final (Main Event)
– Repescagem (ou LCQ – Last Chance Qualifier): 4 voltas de corrida, 22 pilotos no gate. Os 4 primeiros passam para a final.
– Final (ou Main Event): 15 voltas, 22 pilotos no gate.

450SX
– Classificatória 1 (ou Heat 1): 6 voltas de corrida, 20 pilotos no gate. Os 4 primeiros passam direto para a final (Main Event), enquanto os demais vão para as Semis
– Classificatória 2 (ou Heat 2): 6 voltas de corrida, 20 pilotos no gate. Os 4 primeiros passam direto para a final (Main Event), enquanto os demais vão para as Semis
– Semi 1: 5 voltas de corrida, 16 pilotos no gate (vindos das Heats). Os 5 primeiros passam para a final (Main Event).
– Semi 2: 5 voltas de corrida, 16 pilotos no gate (vindos das Heats). Os 5 primeiros passam para a final (Main Event).
– Repescagem (ou LCQ – Last Chance Qualifier): 4 voltas de corrida, 22 pilotos no gate. Os 4 primeiros passam para a final.
– Final (ou Main Event): 20 voltas, 22 pilotos no gate.

 

:: Atração extra
Quem não conhece a Miss SX Dianna Dahlgren? Confira o vídeo mais recente da “moça da placa”!

 

 

Formação das equipes

Yoshimura Suzuki
James Stewart – 450
Blake Baggett – 450 (ex-Pro Circuit Kawasaki)

RCH Suzuki
Ken Roczen – 450 (ex-Red Bull KTM)
Broc Tickle – 450

Toyota JGRMX Yamaha
Justin Barcia – 450 (ex-Honda Muscle Milk)
Weston Peck – 450 (ex-Suzuki)

Monster Energy Kawasaki
David Millsaps – 450 (ex-Rockstar Energy KTM)
Wil Hahn – 450 (ex-GEICO Honda)

Discount Tire Racing Kawasaki Two Two Motorsports
Chad Reed – 450
Josh Grant – 450 (ex-Yamaha JGR)

Rockstar Energy Racing Husqvarna (nova equipe)
Jason Anderson – 450 (ex-Rockstar Energy KTM)
Martin Davalos – 250 (ex-Pro Circuit Kawasaki)
Zach Osborne – 250 (ex-GEICO Honda)
Zach Bell – 250 (ex-GEICO Honda)

Muscle Milk Honda
Cole Seely – 450 (ex-Troy Lee Honda)
Trey Canard – 450

Monster Energy Pro Circuit Kawasaki
Adam Cianciarulo – 250
Tyler Bowers – 250 (ex-Babbits Kawasaki)
Chris Alldredge – 250
Arnaud Tonus – 250 (ex-CLS Kawasaki Europa)
Joey Savatgy – 250 (ex-Rockstar Energy KTM)

GEICO Honda
Eli Tomac – 450
Matt Bisceglia – 250
Malcolm Stewart – 250
Justin Bogle – 250
RJ Hampshire – 250
Jordan Smith – 250

MotoSport.com Crossland Racing Merge Racing
Jimmy Albertson – 450

Red Bull KTM
Ryan Dungey – 450
Dean Wilson– 450 (ex-Pro Circuit Kawasaki)
Marvin Musquin – 250
Justin Hill – 250 (ex-Pro Circuit Kawasaki)

Troy Lee Designs Lucas Oil Red Bull KTM (antes a moto era Honda)
Shane McElrath
 – 250
Darryn Durham – 250 (ex-Pro Circuit Kawasaki)
Jessy Nelson – 250
Sean Cantrell – 250 (ex-Team Green Kawasaki)

AG Motorsports
Kyle Peters

Moto Mafia Crew
Nick Wey – 450

Star MyPlash Yamalube Yamaha
Jeremy Martin – 250
Cooper Webb – 250
Anthony Rodriguez – 250

Rocket Exhaust
Michael Leib – 250

BTO Sports KTM
Justin Brayton – 450 (ex-JGR Yamaha)
Andrew Short – 450

Cycle Trader Rock River Yamaha
Ben Lamay – 450
Alex Martin – 250

Team Tedder
Dakota Tedder – 250

Jab Motorsports
Matt Lemoine – 250