Ryan Villopoto vence 450SX em Daytona e assume liderança do AMA Supercross 2013

Yamaha

E agora, alguém tira o título de Villopoto? – Foto: Daytona Speedway

Talvez tenha sido a noite mais interessante do AMA Supercross 2013. Daytona apresentou uma pista diferente das nove anteriores – arenosa, mais longa, com retas velozes – e outros atrativos suficientes para manter os fãs do BRMX acordados, acompanhando as disputas da décima etapa da competição, neste sábado, 9.

>>> Veja os vídeos da etapa de Daytona

O mais importante da noite é o fato de que Ryan Villopoto venceu sua quinta corrida da temporada na 450 e roubou a liderança do campeonato das mãos de Davi Millsaps, que liderava desde a primeira etapa, mas foi apenas o décimo colocado na prova desta noite.

Marvin Musquin também viveu uma noite incrível ao conquistar pela primeira vez em sua carreira uma corrida de AMA Supercross. O francês venceu a bateria da 250SX e com isso deu o recado a Wil Hahn e Dean Wilson que, se bobearem, pode estragar a festa deles.

Como coadjuvantes, o Daytona Speedway teve Ken Roczen e Eli Tomac. Depois de protagonizarem a briga pelo título da 250 na Costa Oeste (e eles ainda têm três etapas para terminar esta disputa), ambos fizeram participações especiais na 450SX do lado Leste. E nesta noite, em especial, foram muito bem.

Roczen chegou a liderar as três primeiras voltas do Main Event da 450 depois de ter liderado quase toda classificatória. Perdeu a Heat 1 para James \”Bubba\” Stewart e, na final, acabou perdendo posições para os mais experientes e ficou em sétimo.

Depois das participações discretas em Atlanta e Saint Louis, Eli Tomac conseguiu seu melhor resultado, fechando a noite de Daytona na quarta posição.

Outro fato importante para quem assistiu junto com o BRMX foi a promoção realizada na página do Facebook. A foto mais criativa de acordo com os jurados da casa foi a enviada por Matheus Cicliote, que teve direito a capacete de LIXEIRA e desenho! PARABÉNS! Você vai receber um camiseta do site em sua casa! Entraremos em contato pelo Face para pegar seu endereço!

Além disso, as classificatórias tiveram grandes “pegas” e a LCQ da 450 teve um final superemocionante, com Weston Peick e Robert Kiniry cruzando a linha de chegada lado-a-lado. Vale a pena rever os vídeos!

>>> Acesse a classificação da 250SX – Leste
>>> Acesse a classificação da 450SX

Resumo das provas

250SX

O francês Marvin Musquin conquistou sua primeira vitória no AMA Supercross em toda sua carreira. Era a 15ª etapa do piloto da Red Bull KTM, e ele mostrou muita velocidade em Daytona.

Começou com uma largada incrível. Depois, após suportar a pressão de Dean Wilson nas primeiras voltas, Musquin começou a abrir vantagem, chegando a ter 12 segundos de diferença para o vice-líder da prova.

Wil Hahn, líder da competição, largou em segundo, mas teve uma pequena queda ao ser ultrapassado por Dean Wilson na segunda volta. Mesmo assim, acompanhou o ritmo e, junto com Musquin e Wilson, se distanciou do segundo pelotão.

A partir da metade da prova, Hahn foi buscar Wilson e, com a disputa dos dois, quem se aproximou foi Jeremy Martin.

Hahn e Wilson brigaram por duas voltas, até o piloto GEICO Honda levou a melhor. A partir daí, Wilson começou a se defender de Martin. Foi uma bela batalha, até que Martin levou a melhor e ficou com a terceira posição da corrida.

1) Marvin Musquin

2) Wil Hahn
3) Jeremy Martin
4) Dean Wilson
5) Blake Wharton
6) Justin Hill
7) Kyle Peters
8) Zackery Freeberg
9) Cole Thompson
10) Vince Friese
Completo

450 SX

Ryan Villopoto saiu na frente, mas errou ainda na primeira volta deixando a liderança para Ken Roczen. Na sequência vinham Justin Barcia, Ryan Dungey, Bubba, Trey Canard e Chad Reed.

A alegria de Ken Roczen, porém, durou apenas três das 20 voltas do Main Event. Villopoto se recuperou rápido e reassumiu a dianteira com tranquilidade para NUNCA mais largar.

Era estranho não avistar Davi Millsaps entre os dez primeiros. Em sua segunda largada ruim consecutiva em Main Events, o piloto Rockstar Energy Suzuki via sua liderança escapar de muito longe. Em apenas duas corridas, RV tirou 22 pontos de diferença e ainda colocou dois de vantagem após Daytona.

Bubba, que vinha se recuperando bem, viveu uma noite difícil depois de vencer a sua classificatória. Sofreu uma queda TOSCA na quarta volta e acabou o Main Event em oitavo.

Na parte final da corrida, uma boa briga entre Ken Roczen, Trey Canard e Chad Reed segurou quem já pensava em abandonar as arquibancadas. Reed levou a melhor e acabou no TOP 5.

1) Ryan Villopoto
2) Ryan Dungey
3) Justin Barcia
4) Eli Tomac
5) Chad Reed
6) Trey Canard
7) Ken Roczen
8) James “Bubba” Stewart
9) Broc Tickle
10) Davi Millsaps
Completo

Yamaha