Ken Roczen comenta disputa intensa com Ryan Dungey na sétima etapa do AMA Supercross

roczen_amasx (5)
Ryan Dungey e Ken Roczen colados na largada – Crédito: AMA SX

 

Esqueça o Ken Roczen que você viu nas quatro primeiras etapas do AMA Supercross 2016. A versão atual é muito melhor! O alemão está mais confiante, positivo, focado e muito determinado.

Roczen venceu a quinta etapa, em Phoenix, e a sétima etapa, em Arlington. O piloto da equipe RCH Suzuki tem 23 pontos a menos que Ryan Dungey, líder da competição, mas garante que está determinado a vencer.

Após a corrida, o site norte-americano Racer X conversou com Roczen sobre esse momento. Confira!

 

Então você garantiu a vitória!
Ken Roczen: Temos mais uma vitória. Eu e Oscar – mecânico – todo dia dissemos que estávamos caminhando para mudar as coisas e começamos nessa noite. Nós colocamos isso na cabeça e acreditamos. Então começamos pela Heat e garantimos a vitória lá. É aí que começa. Sabíamos que precisávamos de uma boa colocação no gate no Main Event, então nós ganhamos. Fui para o Main Event com pensamentos fortes. Acho que é isso que me fez ganhar o holeshot. Realmente queria e ao meu ver, fiz uma largada perfeita. Demorou para acontecer, acho que tenho mais vitórias que holeshot. É muito legal conquistar eles. Obviamente Ryan Dungey estava bem atrás de mim. Tivemos uma boa briga nas primeiras voltas. Ele fez uma ultrapassagem e eu não queria me afastar. Então passei de volta e, basicamente, a bandeira quadriculada apareceu. Ele estava na minha cola o tempo todo. Não tive tempo para relaxar. Alguns pontos da pista estavam realmente difíceis e exigiam muito foco, mas conseguimos. Foi uma corrida divertida. É dessa maneira que você quer ganhar uma corrida. Vou lutar e ser agressivo novamente no próximo fim de semana.

O que você vê na escolha do gate? Ao lado de Vince Friese e Mike Alessi. Ambos são bons com largadas. Você pensou em algum momento que ficaria sem espaço entre os dois?
Ken Roczen: Não mesmo! Eu tinha um bom lugar no gate e acreditava em mim, então realmente não me importei em quem estava do lado. Apenas olhei o primeiro canto da curva e sabia que estava indo em direção ao primeiro lugar. É o foco. Estamos trabalhando muito com largadas. Chega um ponto em que você se concentra em cada detalhe e isso funciona. Nós fizemos nosso trabalho essa noite.

Na semana passada você não foi o melhor. Como é, você acorda esta manhã e pensa “hoje vai ser bom”?
Ken Roczen: Lutamos um pouco com a moto na semana passada. Fui para o treino classificatório e a moto estava boa. Acho que foi o ponto chave. Sinto que posso seguir em frente para qualquer treino ou qualquer corrida e apenas deixar acontecer. Antes, tínhamos nossas lutas, principalmente em San Diego na semana passada. Me senti como um novato. Isso não é um bom sinal. Não que eu me importe muito, porque sei que uma vez que você larga, você vai fazer algo acontecer, mas não estava andando do jeito que queria. Obviamente, nesta noite nós conseguimos. Por que não fazer isso na semana passada? Por isso, fizemos algumas pequenas mudanças e eu senti que me ajudaram muito, apenas para ir confiante para o primeiro treino e manter da mesma forma o dia todo.

Você é um cara que não parece ter que lutar para ter confiança. Parece que nunca fica muito desanimado, mesmo com algumas coisas que acontecem.
Ken Roczen: Não sou. Sei que sou capaz e estamos trabalhando muito. Isso é tudo o que você pode fazer. Ir para a corrida a com a mente clara e saber o que se quer. Quero vencer e vou fazer tudo o que puder para estar no topo do pódio. Se isso não acontecer, pelo menos tentei. Estou mantendo a calma porque ainda temos várias corridas. A competição é muito forte e tudo pode acontecer.

Todos estavam comentando que a pista estava ruim.
Ken Roczen: Sério?

Você não acha?
Ken Roczen: Não mesmo. Já andei em muitas piores.

Todo mundo disse isso!
Ken Roczen: Não sei. Havia outras pistas que foram piores ao meu ver. Que exigiam o tempo todo e algumas pistas onde chega um ponto que você tem que manter a calma e não pode acelerar tanto assim. Por exemplo, Oakland foi super difícil. Essa pista não é nada comparado à Oakland. Nós conseguimos um bom traçado e ainda estava escorregadio. Mas não acho que saiu da linha ou ficou super difícil.

Havia uma parte em que você estava saltando diferente de Dungey. Ele estava atrás de você e acho que ele percebeu que você estava fazendo isso. E vocês seguiam linhas diferentes. Quando ele te passou, você percebeu isso ou realmente pensou em sua própria corrida?
Ken Roczen: Bem, Ryan é realmente bom nas curvas em baixa. Depois do túnel, havia apenas um ponto fraco. Não que quase caí, mas cometi um erro e soube imediatamente que precisaria de uma nova linha. Então comecei a cortar um pouco antes. Quando uma disputa destas está acontecendo, você tem que tomar a decisão certa. Você não tem tempo para organizar tudo na sua mente. É muito difícil, especialmente quando as últimas voltas estão chegando. Você comete um erro, ele ultrapassa e fica mais confiante. Definitivamente não é fácil, mas nunca olhei para trás. Estava concentrado na minha corrida o tempo todo. Ao meu ver, é isso que os campeões fazem.

 

roczen_amasx (7)
Disputa intensa – Crédito: AMA SX

 

roczen_amasx (6)
Ken Roczen – Crédito: AMA SX

 

roczen_amasx (3)
Colados – Crédito: AMA SX

 

roczen_amasx (2)
Largada do Main Event – Crédito: AMA SX

 

roczen_amasx (1)
Pódio final – Crédito: AMA SX