James Stewart: uma história incrível e inúmeros desafios pela frente

jamesstewart_bubba
James Stewart – Crédito: Divulgação

 

Velocidade, estilo, carisma e talento. A história de James “Bubba” Stewart abrange muitos assuntos no esporte. Filho de um eterno apaixonado por motos, Bubba começou a pilotar com três anos de idade e, aos quatro, já estava alinhando no gate para participar de corridas amadoras – conquistou 11 títulos antes de chegar à carreira profissional.

Aos 17 anos, o americano fez sua estreia no AMA Supercross sendo nomeado o grande estreante de 2002. Bubba venceu três das oito etapas e finalizou em segundo lugar na categoria 125 Oeste. Em 2003, conquistou o primeiro título da 125 Oeste com sete vitórias nas oito corridas. No ano seguinte, além de ser campeão da 125 Oeste novamente, Bubba garantiu seu primeiro título no AMA Motocross na 125.

Os anos de 2005 e 2006 foram momentos de adaptação. Em 2005, subiu para a categoria 250, conquistou três vitórias no Supercross, mas sofreu uma lesão no pulso e precisou abandonar a temporada. Em 2006, Stewart estreou de 450. Chegou a vencer o Motocross das Nações com sua equipe.

O primeiro título de 450 saiu em 2007, no AMA SX, quando Bubba venceu 13 corridas e teve mais dois pódios. No Motocross, o piloto fechou em sétimo.

No ano seguinte, em 2008, Bubba recebeu o título Fastest Man on the Planet – o Homem mais rápido do planeta – e comprovou o feito na temporada perfeita do AMA Motocross, com 24 vitórias em 24 corridas. Ainda foi campeão do Bercy Supercross e integrou o time da equipe campeã do Motocross das Nações.

E o ano de 2009 marcou o último título do piloto no AMA Supercross.

 

bubba2007
Em 2007, quando conquistou o primeiro título da 450SX – Crédito: Simon Cudby

 

De 2010 até 2015, o melhor resultado na classificação geral foi um quarto lugar no AMA SX, em 2011. Bubba vive um momento complicado na carreira, enfrentando lesões e até uma punição da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) de doping por anfetamina, em 2014 – o que levou o piloto a ficar de fora das pistas durante um ano e quatro meses.

Bubba voltou no final de 2015 durante o Red Bull Straight Rhythm, quando conquistou a vitória e deu esperança a muitos fãs. Logo depois participou da Monster Energy Cup, mas não teve bons resultados e ainda sofreu algumas quedas. Na sequência, participou do Supercross de Bercy e teve mais problemas, caindo no início da primeira bateria e perdendo o restante do evento.

Em 2016, a má fase continua presente na vida do piloto. Na abertura do AMA Supercross, Stewart sofreu uma queda após tentar ultrapassar Ryan Dungey e ficou de fora na segunda e na terceira etapa. Em Oakland, na quarta etapa, não concluiu a prova pois alegou que sua visão estava embaçada e decidiu voltar apenas quando estivesse 100% recuperado.

Perto da oitava etapa, em Atlanta, Bubba divulgou que tentaria voltar, mas acabou sendo retardatário e chegou até a atrapalhar a corrida da Marvin Musquin. Na nona etapa, em Daytona, uma queda desastrosa em uma sessão de costelas atrapalhou a corrida do piloto, que foi levando até a 14ª etapa, quando fraturou o tornozelo e sofreu uma lesão nas costas. Depois disso, Bubba decidiu encerrar seu campeonato de supercross e se voltar para a abertura do AMA Motocross, que acontecerá no dia 21 de maio.

Que ano, hein?

 

jamesstewartbubba_amasx
Uma lesão atrás da outra em 2016 – Crédito: AMA Supercross

 

Apesar dos últimos acontecimentos, Stewart segue com uma quantidade enorme de fãs que torcem por sua recuperação e por temporadas melhores. Adam Cianciarulo, por exemplo, postou em seu Instagram um depoimento emocionante sobre o piloto. Confira:

James Stewart. Eu conheci ele, mas isso não quer dizer que eu realmente o conheça. O que eu sei, no entanto, é que quando eu assisti ele indo do último lugar para o primeiro em Budds Creek em 2003, ele mudou para sempre a maneira como eu vejo o esporte. Havia agora um objetivo para alcançar, um nível mais alto de velocidade e qualquer outro garoto sonharia em se tornar profissional. Em qualquer esporte, há sempre alguém que muda a forma como ele é visto. Um dia haverá alguém mais rápido de James Stewart, mas é por causa dele que o esporte está nesse nível. Eu entendo, as pessoas se esquecem disso facilmente. Você acaba sendo o resultado da sua última corrida e isso é a realidade. Mas se você não pode apreciar James por seus resultados agora, mostre-o as crianças que, como eu, vi ele fazer o que pensava ser impossível.

É um momento difícil, mas não todos torcem para que acabe logo, de forma feliz.

 

Vídeos da lenda James Stewart

:: Batendo Villopoto em 2014

 

:: Em 2009, ano do último título, contra Chad Reed

 

:: Grandes batalhas com Ricky Carmichael