Onde correr em 2015? Especulações sobre o futuro de Ken Roczen

Yamaha
AMASX2014-SanDiego-50
Ken Roczen – Foto: Simon Cudby / KTM Images

 

Até parece que o BRMX deu uma atenção especial para Ken Roczen esta semana (e deu), mas na verdade ele é um dos pilotos que mais chamam a atenção de todos os amantes de motocross neste momento. E as especulações sobre seu futuro já começaram.

No atual cenário das equipes que participam do AMA, praticamente todos os grandes pilotos estão com renovações de contratos acertadas para a próxima temporada – as exceções são Ryan Dungey, da Red Bull KTM, e Eli Tomac, da Geico Honda. E também Ken Roczen. O nome do jovem alemão está no topo da lista de compras das grandes equipes e marcas para 2015, segundo as informações de Adam Wheeler, da OTOR Magazine.

Os rumores indicam três opções para Kenny. A mais óbvia de todas é continuar com a KTM, onde ele pode conquistar patrocinadores independentes, como faz com a Red Bull e a Fox. Roczen também foi procurado por outras marcas japonesas antes do Motocross das Nações, no último setembro, mas reafirmou seu compromisso com a KTM e partiu para um novo tipo de treinamento, com Aldon Baker. Hoje ele não pode reclamar de sua competitividade na temporada de estreia na categoria 450SX. Fechar um novo acordo com a KTM poderia significar ao rapaz um belo aumento de salário.

Outra opção – que também teria procurado Roczen – seria a RCH Suzuki, que tem Ricky Carmichael como um dos proprietários e uma relação sólida com a marca construtora. Sem dúvidas seria lucrativo, mas o afastaria do relacionamento direto com a fábrica, o que ele pode encontrar na Honda, Kawasaki e na própria KTM.

O ‘Green Camp’, do qual participaria ao lado de Villopoto (a não ser que o campeão decida mudar de ares e trabalhar com outra marca pela primeira vez em sua carreira), também teria um grande poder de sedução para levá-lo para outra companhia e equipe. Porém, isso significaria deixar a Red Bull, o que não deve ser um grande problema, já que a Monster Energy estaria ansiosa para fechar com Roczen, um natural sucessor de Villopoto – RV inclusive já falou sobre aposentadoria.

Ryan Villopoto é hoje o piloto mais rápido do AMA Motocross, possivelmente de todo o esporte, e seu crescimento nos últimos anos o levou a um patamar quase inalcançável. E isso pode ser outro complicador para a decisão quanto ao futuro de Roczen. Eles dividem o mesmo treinador, e estão disputando ponto a ponto a liderança da classe 450SX. Com a luta pelo título ficando mais acirrada, a relação cordial entre os dois pode sofrer alterações.

Yamaha