Em noite incrível para Ryan Dungey, KTM vence as duas categorias na quinta etapa do AMA Supercross 2013

Yamaha

Primeira vitória de Dungey em 2013 lhe dá também a vice-liderança – Foto: KTM Images / S. Cudby

Ryan Dungey foi o protagonista da quinta etapa do AMA SX 2013, que aconteceu na noite de sábado, 2, em Anaheim, Califórnia.

Quem venceu o sono e atravessou a madrugada no Brasil acompanhando as corridas com o BRMX, vivenciou uma noite inesquecível para o numeral #5 e para a equipe Red Bull KTM, que pela primeira vez na história ganhou as duas categorias em uma etapa de AMA Supercross (450 com Ryan Dungey e 250 com Ken Roczen).

>>> Assista aos vídeos da etapa!

Dungey teve que disputar a repescagem para chegar ao Main Event depois de ver a tão falada suspensão a ar dar “pane” na largada da Heat 2. O piloto nem conseguiu largar, pois a traseira da moto ficou “socada no chão”.

Não bastasse tamanho estresse, ele quase ficou fora do Main Event porque teve sérios problemas na LCQ. Caiu ao se envolver em um acidente na segunda curva e teve que fazer uma corrida de recuperação para terminar a repescagem em segundo, atrás de Jimmy Albertson.

Por incrível que pareça, na final, sua vida foi mais fácil (pero no mucho). Após largar em segundo, atrás de Mike Alessi, assumiu a liderança na segunda volta e abriu vantagem, se aproveitando das quedas de Ryan Villopoto, Trey Canard, Chad Reed, e das disputas intensas entre Davi Millsaps, Bubba Stewart e Justin Barcia.

Ao final, a vitória trouxe redenção e pontos importantes ao piloto da KTM, que subiu duas posições e agora ocupa a vice-liderança da competição, 14 tentos atrás de Davi Millsaps.

:: Veja a \”pane\” na suspensão da KTM #5

:: Assista a LCQ da 450

Jean Ramos conquista vaga na final com sétimo lugar na classificatória

As classificatórias começaram com corridas interessantes. Martin Davalos ganhou a primeira bateria da 250, à frente de Ken Roczen, e Eli Tomac ganhou a segunda bateria, que também tinha Jean Ramos.

O brasileiro largou na sexta posição e ENCRESPOU a vida de Max Anstie e Travis Baker. Apareceu na TV com seu nome destacado na tela e teve quase meia volta sob os holofotes do Speed Channel. Acabou a classificatória em sétimo, seu melhor desempenho até aqui.

– Feliz pelo o que andei hoje desde os primeiros treinos. No Main Event, andei boas voltas entre os TOP 10, mas cometi muitos erros. Acabei tomando alguns block passes também e acabei me desconcentrando, mas estou feliz que hoje faltou pouco para um bom resultado – declarou Jean em seu perfil de Twitter.

Balbi Junior esteve muito perto de conquistar a vaga pela primeira vez na 450. Em sua bateria (Heat 2), largou no primeiro pelotão, completou a primeira volta em sétimo, mas foi perdendo terreno com o passar do tempo. Acabou em 11º. Até mesmo Bubba largou pior que ele, e teve que superá-lo. Na repescagem, Balbi ficou no mesmo “enrosco” de Ryan Dungey e acabou abandonando.

Davi Millsaps venceu a bateria classificatória número 1 da 450SX, enquanto Justin Brayton ganhou a Heat 2.

>>> Assista aos vídeos da etapa, com as corridas de Balbi e Jean!

Resumo dos Main Events

Ken Roczen abre vantagem na liderança da 250
Joe Savagty largou na frente, fazendo o holeshot e mostrando mais uma vez que é um piloto veloz. Ken Roczen largou em segundo e demorou pouco para assumir a liderança, trazendo Martin Davalos no seu embalo.

Eli Tomac teve um início difícil, saindo de oitavo para buscar posições após uma briga bem interessante com Cole Selly, até então vice-líder da competição (mas que teve uma noite complicada em A3 e acabou apenas em 12º).

Na quinta volta, Selly errou na frente de Tomac, que se aproveitou, levando mais algumas voltas para chegar ao terceiro lugar. Nesta posição, pareceu se acomodar, uma vez que Roczen e Davalos já haviam aberto vantagem de quase dez segundos.

O brasileiro Jean Ramos largou em décimo e acabou em 17º após brigar até o fim para se manter entre os 15 melhores.

Com os resultados, Ken Roczen abriu 20 pontos de vantagem sobre Eli Tomac, que agora é o vice-líder da categoria na conferência Oeste.

Martin Davalos, segundo lugar em A3, conseguiu colocar a equipe Pro Circuit Kawasaki em quarto lugar na classificação após um início de temporada complicado. Sem Blake Baggett, machucado desde a primeira rodada, os de Mitch Payton estão enfraquecidos.

:: Resultados de A3
1) Ken Roczen
2) Martin Davalos
3) Eli Tomac
4) Kyle Cunningham
5) Jason Anderson
Completo

:: Classificação da 250
1) Ken Roczen – 116 pontos
2) Eli Tomac – 96
3) Cole Seely – 89
4) Martin Davalos – 70
5) Jason Anderson – 68
Completo

Ryan Dungey vence na 450
A principal prova da noite começou com pingos de chuva e o holeshot de Mike Alessi, seguido de Ryan Dungey, Trey Canard e Davi Millsaps (e mais uma queda de Chad Reed nas primeiras curvas).

Alessi suportou a pressão de Dungey na primeira volta, enquanto Canard e Millsaps duelavam pela terceira posição até o piloto da Honda cair, ficar para trás e abrir espaço para a chegada de James “Bubba” Stewart entre os líderes.

Na segunda volta, Dungey passou Alessi, que caiu. A partir deste momento, Millsaps e Dungey passaram a duelar pela liderança, até o piloto Suzuki errar e permitir que Dungey disparasse na frente.

A batalha da corrida passou a ser então pela segunda posição, entre Millsaps e Bubba, que chegou assumir a vice-liderança na sétima volta, mas tomou o troco na volta de número 13.

Bubba voltaria a errar faltando duas voltas para o fim, deixando com que Justin Barcia (que também teve que se recuperar de uma largada ruim) ficasse com a última vaga no pódio.

A noite foi complicada para Trey Canard e Ryan Villopoto. Com diversas quedas, eles terminaram a prova em sétimo e oitavo, respectivamente.

:: Resultados de A3
1) Ryan Dungey
2) Davi Millsaps
3) Justin Barcia
4) James “Bubba” Stewart
5) Chad Reed
Completo

:: Classificação da 450
1) Davi Millsaps – 107
2) Ryan Dungey – 93
3) Trey Canard – 92
4) Ryan Villopoto – 90
5) Chad Reed – 81
Completo

Yamaha