Em entrevista emocionante, Malcolm Stewart dedica o título da 250 Leste no AMA Supercross 2016 ao irmão mais velho

Yamaha
malcolmstewart_amasx
Malcolm Stewart, emocionado com a vitória – Crédito: AMA Supercross

 

Até o último sábado, 7, Malcolm Stewart era conhecido como o irmão mais novo de James “Bubba” Stewart. Após a final do AMA Supercross 2016 em Las Vegas, Malcolm conquistou o título e passou a ser o Campeão da 250 Leste!

Dificuldades, incertezas e muita garra. Nas últimas etapas, o americano estava com a mente conturbada em relação à liderança do campeonato. Se não fosse o irmão mais velho, a quem dedicou o título, o piloto da equipe GEICO Honda conta que não teria conseguido.

Em entrevista ao site norte-americano Racer X, Malcolm contou as sensações e batalhas que enfrentou para conquistar seu primeiro título. Confira!

 
Você conseguiu!
Malcolm Stewart: Finalmente! Foi um grande peso sobre meus ombros, mas é uma sensação incrível conseguir e fazer história com o meu irmão. Estou sem palavras, não consigo nem explicar. Os dias que eu e meu irmão passamos juntos neste ano foram loucos. Em Saint Louis eu comecei a duvidar de mim mesmo e estava pensando se realmente tinha o que era preciso para vencer. Eu caí três vezes, perdi vários pontos e consegui manter a liderança. Em Boston, senti uma loucura ainda maior, pensando o que estava fazendo de errado, fingindo que tudo estava perfeitamente bem, mas na minha cabeça não estava. Tinha esquecido o principal objetivo das corridas, que é a diversão e não o trabalho. Você corre porque você quer. E queria fingir que nada estava acontecendo (a liderança e luta por um título). “É apenas um fundo vermelho no numberplate“, eu pensava. Conversei com o meu irmão após a corrida em Boston e ele me lembrou porque eu escolhi correr. Ele me lembrou que, “você fez isso. Você trouxe isso para si. Você ganhou a liderança. Você ganhou esse fundo vermelho no numberplate. Isso não foi apenas dado a você.” Aquilo foi como um “você ganhou”. E pensei que ele estava certo, eu merecia ganhar! E na semana passada eu não estava me preocupando com os pontos na classificação. Apenas corri. Então, chegou a final em Las Vegas e fiquei um pouco tenso quando começou a chover. Senti que ia ser um desafio, afinal estava tentando vencer o campeonato! Claro que comecei a surtar, quem foi que trouxe aquela chuva? Felizmente me senti bem na pista, estava confiante. Quase consegui o holeshot na Heat e no Main Event, fui bem no começo e depois me senti como em Boston, parei de respirar, entrei em pânico. E essa é a última coisa que pode acontecer quando você está correndo na lama. Alguma coisa aconteceu com Plessinger (principal concorrente de Malcolm) na primeira volta, e tiro o chapéu para esse cara, por ter saído em último e quase chegar em mim. Ele teria vencido a corrida se tivesse mais voltas. Foi engraçado que quando saltei na chegada, vi o meu irmão. Ele estava tão feliz! Eu estava gritando dentro do meu capacete e caí. Essa foi a parte mais engraçada. Apenas caí e depois comecei a rir. Pelo menos caí após a bandeira quadriculada, ninguém se importou. Não poderia ter feito isso sem minha família e a GEICO Honda. Volto a repetir: metade deste título vai para o meu irmão, se eu não tivesse conversado com ele sobre as minhas piores noites, provavelmente não teria vencido. Ele já ganhou campeonatos e sabe como lidar com isso. Era o meu dever correr e vencer, e finalmente consegui.

 

malcolmstewart_amasx2
James Stewart comemora o título com o irmão – Crédito: AMA Supercross

 

Nós finalmente vamos ver você na 450 no próximo ano?
Malcolm Stewart: Obviamente vou ser um novato, então vou encarar o próximo ano com calma. Claro que você quer correr e bater os caras da 450, mas todo mundo sabe que no ano de estreia as coisas são complicadas. Portanto, será uma longa temporada. Se fracassar na primeira etapa, tem mais pela frente. Vai ser divertido. Estou animado para correr com o meu irmão no próximo ano em Anaheim 1.

Você estava lutando pelo título por sua família? Foi um período complicado para vocês…
Malcolm Stewart: Sim, eu definitivamente queria me vingar por conta do que aconteceu com o meu irmão, especialmente em Anaheim 1, quando ele foi derrubado, pensei “vou ganhar esse campeonato para ele”. Mas não foi fácil! Foi mais fácil falar do que fazer. Eu queria mostrar às pessoas que não estamos indo embora, que os Stewarts não estão desaparecendo do esporte. Queria mostrar que estamos por perto e ainda podemos vencer. E fiz isso essa noite.

 

malcolmstewart_amasx4
Na lama em Las Vegas – Crédito: AMA Supercross

 

malcolmstewart_amasx3
The champion! – Crédito: AMA Supercross

Yamaha