BRMX Timeline: atualizações e resultados da 1ª etapa do AMA SX 2016

A 1ª etapa do AMA SX 2016 aconteceu neste sábado, 9, em Anaheim, na Califórnia, no estádio de baseball Angel Stadium. Nesta página você confere tudo o que aconteceu, com resultados, resumos, vídeos e fotos.

 

Resumão geral

Foi uma noite bastante agitada. Os pilotos estavam com muita gana! Houve emoção em casa corrida, desde as primeiras classificatórias. Dois pontos negativos marcaram a noite:

1 – o tombo seguido de abandono de James “Bubba” Stewart.

2 – os socos de Weston Peick em Vince Friese. A cena chega causar vergonha alheia – assista abaixo!

>>> Clique aqui para assistir aos melhores momentos!

Também foi uma noite de muitos pontos positivos, como as performances surpreendentes de Jason Anderson e Cole Seely. Dungey continua o motor a diesel de sempre, regular, quieto, técnico. Roczen largou mal depois do tombo na Heat. Tomac mostrou velocidade mas ainda deve evoluir. Canard estava rápido, mas algo aconteceu. Barcia largou bem, mas terminou mal. Reed mostrou boa desenvoltura. Enfim, veja os detalhes abaixo.

No próximo sábado, 16, neste mesmo horário, acontece a segunda etapa, em San Diego, também na Califórnia. Estaremos juntos!

 

Resumo das corridas finais – Main Event

450 – Main Event

jasonanderson_anaheim1
Jason Anderson levou a primeira

 

Justin Barcia e James Stewart dividiram a primeira curva. Barcia saiu na frente e, ainda na primeira volta, Bubba tomou pressão de Jason Anderson. Anderson estava muito agressivo, mas sempre limpo. Que batalha!

Na terceira volta, Dungey entrou nesta briga e, na tentativa de ultrapassar Bubba, derrubou o piloto da Suzuki. Bubba ficou caído e a organização imediatamente parou a corrida. JS7 levantou e saiu da pista no carro dos socorristas.

Na nova largada, Cole Seely saiu na frente com Justin Barcia em segundo, Tomac em terceiro e Dungey em quarto. Seely abriu boa vantagem no início, e o trio Barcia-Tomac-Dungey ganhou companhia de Trey Canard, que logo ultrapassou Dungey dando um blockpass que levou o atual campeão ao chão.

Muito rápido e agressivo, Canard deixou Tomac e Anderson para trás e iniciou sua caça à Barcia, que ele ultrapassou na oitava volta. Mas Anderson se recuperou e deu o troco, roubando a segunda posição de Canard.

Enquanto isso, protagonistas como Chad Reed e Ken Roczen brigavam para entrar no Top 5, assim como Dungey, que havia caído nas primeiras voltas.

Dungey se colocou entre os primeiros e foi pra cima de Tomac, lhe roubando a terceira colocação na 13ª volta, ao mesmo tempo que Canard sofria com problemas mecânicos e Jason Anderson atacava Cole Seely para assumir a liderança da prova.

Anderson seguiu na frente até o fim. E Dungey ainda alcançou a segunda colocação nas voltas finais, deixando Cole Seely em terceiro.

450_anaheim1_2016

 

 

250 – Main Event

webb_anaheim1_2016
Webb começa a temporada no mesmo lugar que encerrou ano passado, o topo do pódio

 

Jessy Nelson, da TLD KTM, mostrou mais uma vez que é bom de largadas e saiu na frente. Jordan Smith, Alex Martin, Cooper Webb e Zach Osborne completavam o Top 5 na primeira volta.

Joey Savatgy e Alex Martin travaram uma bela disputa pela quinta colocação. Christian Craig também estava no bolo, e não demorou muito para dar XABÚ. Craig saltou demais, bateu em Savatgy, e caiu, deixando Martin escapar de ambos.

Webb imprimiu um ritmo forte e na quinta volta já estava na segunda colocação, mirando Jessy Nelson. Jordan Smith, em terceiro, fazia uma grande prova até cair.

Restando seis voltas para o fim, Webb encostou de vez em Jessy Nelson, o vencedor de Anaheim 1 em 2015. Foi só Nelson cometer um pequeno erro que o atual campeão da Costa Oeste assumiu a ponta para não largar mais.

250_anaheim1_2016

 

 

Corridas classificatórias

canard_anaheim1_2016
Canard foi o melhor nos treinos e venceu a sua classificatória

 

250 – Heat 1 / Top 9 passa para a final
Jach Osborne, da Rockstar Energy Husqvarna, assumiu a ponta no início da prova, seguido de Aldredge, Nelson e Alex Martin. Osborne segurou a ponta e garantiu o primeiro lugar.

A melhor batalha aconteceu na última volta, entre Frederic Noren e Maxime Desprey, pela nona e última posição de entrada para o Main Event. Melhor para Desprey, que passou direto. Noren foi para a respescagem (LCQ).

250_heat1_anaheim1_2016

 

250 – Heat 2 / Top 9 passa para a final
Christian Craig, da Geico Honda, saltou na frente, com Savatgy e Cooper Webb na sequência. Webb logo fez a ultrapassagem em Savatgy e partiu pra cima de Craig. A briga foi boa, e no início da última volta, o atual campeão levou a melhor.

250_heat2_anaheim1_2016

 

450 – Heat 1 / Top 4 passa para a final
Vince Friese largou na frente, seguido de Tomac, Dean Wilson, Mike Alessi e Marvin Musquin. Na terceira volta, Tomac mostrou o que todos esperam dele e ultrapassou Friese. No mesmo lance, ao ir para o lado, Friese fechou Wilson, que caiu.

Chad Reed botou fogo na classificatória. Após uma largada apenas razoável, foi pra cima do adversários e alcançou a terceira posição – atrás de Tomac e Jason Anderson – com ultrapassagens ousadas.

450_heat1_anaheim1_2016

 

450 – Heat 2 / Top 4 passa para a final

Uma queda coletiva marcou a primeira classificatória da 450. Na reta de largada, Roczen se chocou com Barcia e se atravessou, levando uma turma junto. KRoc, puto da vida, abandou a classificatória e só voltou à pista na Semi.

La na frente, Cole Seely e Trey Canard, ambos da Honda HRC, lideravam a prova seguidos de James Stewart, Justin Bogle e Justin Barcia. Canard levou a melhor e venceu a Heat.

Ryan Dungey, atual campeão, tomou um tombo na segunda volta e precisou participar da Semi para ir ao Main Event.

450_heat2_anaheim1_2016

 

450 – Semi 1 / Top 5 passa para a final
Justin Bogle saiu na frente, com Myusquin, Chisholm e Weimer logo atrás. Roczen largou mal e precisou trabalhar um pouco para entrar no Top 5 que passa para o Main Event. Nada que o alemão, candidato ao título, não pudesse tirar de letra.

450_semi1_anaheim1_2016

 

450 – Semi 2 / Top 5 passa para a final

 

Ryan Dungey dominou a corrida seguido de Dean Wilson, Davi Millsaps, Christophe Pourcel e Broc Tickle, que conquistaram a vaga direta na final.

Vince Friese e Weston Peick roubaram a cena nesta corrida quando caíram juntos, e Peick encheu o adversário de SOCOS!. Peick ficou muito brabo! Os dois já haviam se tocado na Heat 1 e, aparentemente, Friese derrubou Peick propositalmente na Semi 2.

No mesmo instante, a AMA – Associação Americana de Motociclistas – desclassificou Weston Peick. Friese nada sofreu.

 

450_semi2_anaheim1_2016

 

250 – LCQ / os dois primeiros passam para a final
250_lcq_anaheim1_2016

 

450 – LQC / os dois primeiros passam para a final
450_lcq_2016

 

 

Resultados dos treinos

A pista é longa ou os pilotos estão lentos? A volta mais rápida no treino classificatório desta tarde foi de Trey Canard, em 1min00seg999. Na 250, Cooper Webb fez o melhor tempo em 1min02seg817. Veja mais abaixo!

450 – grupo A
450_treino

 

250 – grupo A
250_treino

 

>>> 450 – grupo B
>>> 450 – grupo C

>>> 250 – grupo B
>>> 250 – grupo C

 

“Tombinho” de Jason Anderson nos Treinos

Piloto da Rockstar Energy Husqvarna decolou na primeira sessão de treinos deste sábado. Veja.

 

Cadê a lama?

pista_a1_supercross
Pista é, teoricamente, fácil

 

A chuva foi constante nos dias que antecederam a abertura do campeonato. Mas, precavida, a organização cobriu a pista com lonas e o sol voltou a brilhar para secar e deixar tudo em condições perfeitas para este sábado. A menos que a chuva volte, teremos uma pista sólida para a primeira das 17 batalhas do ano.

O traçado é, aparentemente, simples. Geralmente, a organização começa com pistas mais fáceis e vai aumentando a dificuldade conforme o campeonato vai acontecendo.

 

chadreed_supercross_a1
Pilotos caminharam pela pista – Crédito: AMA Supercross

 

 

:: Programação – horário de Brasília

18h30 – treinos
1h06 da madrugada – Heat 1 da 250
1h19 – Heat 2 da 250
1h32 – Heat 1 da 450
1h44 – Heat 2 da 450

2h04 – LCQ da 250
2h13 – Semi 1 da 450
2h23 – Semi 2 da 450

2h43 – LCQ da 450

3h02 – Main Event da 250
3h30 – Main Event da 450

>>> Clique aqui para ver os resultado no site oficial

 

Explicação: por que o BRMX ficou off-line durante parte da abertura do AMA Supercross?

Talvez você tenha sido uma das pessoas que foram dormir P-DA-VIDA com o BRMX. Bem na hora da abertura do AMA SX o site ficou off-line, fora do ar, em vários momentos.

O servidor – Bluehost, dos Estados Unidos – não aguentou a grande quantidade de pessoas conectadas ao mesmo tempo. Tentamos resolver, mas não foi possível e o site permaneceu instável, indo e voltando.

A verdade é que todo ano, na abertura do AMA SX, algo semelhante acontece. Por mais que tentamos nos precaver, aumentando a capacidade do servidor, toda vez ele não aguenta.

Pedimos desculpas pelo transtorno e informamos que desde a noite de sábado estamos trabalhando para melhorar nosso serviço.

 

 

E Por que o AMA Supercross não passou ao vivo?

No ano passado, a organização do AMA SX liberou a transmissão oficial para Brasil, Inglaterra e Alemanha. Neste ano, sem dar qualquer explicação, não liberaram.

Há diversos sites que pirateiam as transmissões dos canais de TV ao redor do mundo. Existe um que sempre consegue o sinal da Fox Sports, que transmite todas as etapas do AMA Supercross.

Clique aqui para acessar e procure pela transmissão da etapa. Basta escolher pela data.

Depois é só ir fechando as caixas de anúncio e assistir as corridas!

Boa sorte nas próximas 16 etapas 🙂