ÁUDIO: Hector responde perguntas sobre estreia no AMA Supercross 2020

Yamaha
Hector Assunção – Foto: Divulgação

 

Hector Assunção fez sua estreia no AMA Supercross sábado passado, 4 de janeiro, e conseguiu se classificar para as corridas noturnas.

O piloto brasileiro agora volta à pista na terceira etapa, novamente em Anaheim, Califórnia, no dia 18 de janeiro.

Confira abaixo a entrevista que concedeu ao BRMX nesta segunda-feira, 6.

 

Fale um pouco do seu sentimento ao viver de dentro da pista esta espetáculo que é o AMA SX, algo que a gente sempre acompanhou desde pequeno e sempre sonhou estar lá dentro do estádio.

 

Como foi alinhar ao lado de Barcia, Webb, Cinciarulo, Anderson e toda esta turma na Heat 1? Coração bateu mais forte?

 

Você girou cerca de 5seg mais lento que o Top5 – Jason Anderson – na Heat 2. Aonde você acha que está esta diferença? Moto? Experiência? Algum ponto da pista? Ou outra coisa?

 

A 450SX tem muitos pilotos de ponta. Chad Reed, por exemplo, foi para a LCQ. Aaron Plessinger quase não classificou. Muitos perguntaram por que você não escolheu correr na 250SX?

 

Quais são os aprendizados desta primeira etapa? O que fazer de diferente para a sua segunda participação – na terceira etapa – que vai ser também em Anaheim?

 

Neste período entre as duas etapas, qual a sua programação?

Yamaha