AMA SX 2019: o que esperar da 12ª etapa em Seattle

Yamaha
AMA Supercross em Seattle, costa oeste dos Estados Unidos, Adam Cianciarulo (#92) e sua turma da 250SX estão de volta neste sábado! – Foto: Racer X Online

 

Neste sábado, 23, o AMA Supercross 2019 volta para a costa oeste dos Estados Unidos, ou seja, hora de rever Adam Cianciarulo na categoria 250SX, e claro, torcer pelo brasileiro Enzo Lopes!

No sábado passado em Indianapolis, Marvin Musquin conquistou sua primeira vitória na temporada e diminuiu para 14 pontos a diferença em relação ao líder do campeonato na categoria 450SX, seu companheiro na Red Bull KTM, Cooper Webb.

Como em Seattle (palco da 12ª etapa) geralmente as corridas são niveladas por baixo, devido à chuva e a lama, será que os resultados ao final da noite irão “abalar” ainda mais a classificação do campeonato?

Aliás, ao final da madrugada, já que as corridas em Seattle estão previstas para começar a partir das 23h05 pelo Horário Oficial de Brasília (confira a programação completa no final desta postagem).

 

Volta Virtual em Seattle

Perguntas que precisam ser respondidas

– Conforme o campeonato avança, os momentos ficam cada vez mais decisivos. Marvin Musquin venceu a primeira na categoria 450SX em Indianapolis no sábado passado. O francês será capaz de aumentar essa pressão sobre Cooper Webb? Ou essa responsabilidade também cabe a Eli Tomac?

– Conforme citado acima, teremos o retorno da região Oeste na categoria 250SX. Adam Cianciarulo vai continuar de onde parou (ou seja, nas vitórias)?

– Seattle é conhecida por sempre proporcionar corridas na lama, já que a terra utilizada na pista é bastante arenosa e fofa e costuma chover muito na cidade. Será assim em 2019? Ou teremos uma rara corrida com clima bom e em condições secas, como aconteceu em 2008?

– Justin Barcia andou muito bem no sábado passado em Indianapolis, finalizando na 5ª posição. O tipo de pista e condições climáticas de Seattle também costumam ser favoráveis ao seu estilo de pilotagem. Será que ele vai se aproveitar disso para obter um resultado ainda melhor (ou quem sabe uma vitória)?

– Nesta semana a equipe Monster Energy Yamaha confirmou que Josh Grant irá substituir Aaron Plessinger no restante da temporada, começando neste sábado em Seattle. Plessinger fraturou o calcanhar num acidente sofrido na 10ª etapa em Daytona. Grant disputou a temporada passada pela equipe Monster Energy Kawasaki e até então estava sem equipe em 2019. O veterano foi piloto da equipe JGR Yamaha entre as temporadas 2009 e 2014. Como será o seu desempenho após mais de um ano longe do supercross?

 

Justin Barcia – Foto: Racer X Online

 

Josh Grant – Foto: Racer X Online

 

Quem está quente

– Cianciarulo pode até ter “esfriado” um pouco desde o Showdown da categoria 250SX em Atlanta, mas ele ainda é o mais rápido da região Oeste, portanto, na condição de líder do campeonato e detentor das vitórias, está mais quente do que nunca.

– Em Indianapolis, Musquin finalmente encontrou o degrau mais alto do pódio. Era a chance que o francês queria para transformar motivação em briga pelo título nesta reta final de campeonato.

– Além da vitória em Glendale no início do campeonato, Blake Baggett subiu ao pódio em duas das últimas três rodadas. Alguém aí apostava no “El Chupa Cabra” no início da temporada?

 

Adam Cianciarulo – Foto: Racer X Online

 

Quem precisa esquentar

– Ken Roczen esteve irreconhecível nas últimas etapas e ainda é o único entre os favoritos da categoria 450SX que está com as vitórias zeradas em 2019. Precisa melhorar muito se ainda quiser ter alguma chance no campeonato e seus fãs sabem do que ele é capaz.

– Idem Eli Tomac, outro que possui capacidade muito superior ao que foi apresentado até agora. Para quem deu show nas últimas duas temporadas do AMA Supercross, no momento 2019 em nada lembra 2018 e 2017 (principalmente 2017).

– Colt Nichols, vencedor da rodada de abertura da 250SX Costa Oeste em Anaheim 1, perdeu muitos pontos no Showdown da categoria em Atlanta, mas a contar a partir de Seattle, tem quatro etapas para recuperar o prejuízo.

 

Colt Nichols – Foto: Racer X Online

 

Previsões corajosas

– Justin Hill vai surpreender no Main Event da categoria 450SX (não perco a esperança, então sigo colocando o meu na reta em prol do garoto kkkkkk).

– Cianciarulo terá um sábado perfeito em Seattle: volta mais rápida nos treinos classificatórios, holeshot, volta mais rápida e vitória na Heat Race, idem no Main Event.

– Três KTM’s irão dividir a liderança na largada do Main Event da 450SX: Cooper Webb, Musquin e Baggett (em ordem aleatória).

 

Programação da etapa

Horários de Brasília

 

16h – Início dos treinos livres
17h05 – Início dos treinos classificatórios
19h15 – Segunda parte dos treinos classificatórios

 

23h05 / 250SX Heat 1 – 6 minutos + 1 volta – 20 pilotos (1 – 9 vão para a final)
23h19 / 250SX Heat 2 – 6 minutos + 1 volta – 20 pilotos (1 – 9 vão para a final)

 

23h33 / 450SX Heat 1 – 6 minutos + 1 volta – 20 pilotos (1 – 9 vão para a final)
23h47 / 450SX Heat 2 – 6 minutos + 1 volta – 20 pilotos (1 – 9 vão para a final)

 

0h10 / 250SX Repescagem (LCQ) – 5 minutos + 1 volta – 22 pilotos (1 – 4 vão para a final).

0h23 / 450SX Repescagem (LCQ) – 5 minutos + 1 volta – 22 pilotos (1 – 4 vão para a final).

 

0h52 / Main Event 250SX – 15 minutos + 1 volta – 22 pilotos.
1h27 / Main Event 450SX – 20 minutos + 1 volta – 22 pilotos

Yamaha