AMA SX 2013 começa com vitória surpreendente de David Millsaps na 450

Yamaha
Visão da pista de Anaheim – Foto: Divulgação

 

Os CAFEINADOS que cruzaram a madrugada de sábado para domingo puderam ver boas corridas na abertura do AMA SX 2013, em Anaheim, Califórnia.

A começar pelas classificatórias. Primeiro porque o brasileiro Jean Ramos fez uma largada “a la Mike Alessi” na sua bateria (Heat 2), quando saiu lado a lado com Tyla Rattray, ofereceu dificuldades a Eli Tomac, andou em terceiro, quarto, e foi o piloto que mais apareceu na TV nas primeiras voltas. Chamou atenção com sua pilotagem veloz e seu enorme “X”, da Escuderia X Motos, estampado no peito.

Com o passar das voltas, perdeu posições e foi parar em 11º. Mas achou forças sabe-se-lá-aonde e nas duas últimas voltas passou dois para chegar à nona posição, posto limite para ir direto ao Main Event, despachando a repescagem, ou a Last Chance Qualifier (LCQ), como dizem os gringos.

\”Quase matei meio Brasil com essa heat, mais consegui meu objetivo! Na final (foi) td foi bem, mas cometi muitos erros e um tombo me atrapalhou!\”, escreveu Jean em seu perfil de Twitter depois da corrida.

Mas não apenas para brasileiros as classificatórias foram boas. A primeira bateria da 250 mostrou um Ken Roczen determinado e consistente. E os dois “heats” da 450 foram animados.

Justin Barcia e Ryan Villopoto protagonizaram uma batalha que chegou beirar o INSANO no fim da bateria 1. E na bateria 2, tinha Trey Canard voltando, James “Bubba” Stewart (um rei em decadência), e Balbi Junior que, para tristeza tupiniquim, ficou em 13º e perdeu a chance de ir direto para o Main Event.

Aliás, Balbi ficou fora do Main Event da 450 após conquistar o quarto lugar na LCQ. Faltou pouco. Vince Friese, Kyle Chisholm, Phillip Nicoletti e Chris Blose ficaram na sua frente na bateria, e na LCQ, Justin Brayton e os Kyles (Chisholm e Partridge) o venceram.

A nova chance é logo ali, no próximo sábado, 12, em Phoenix, Arizona, onde acontece a segunda rodada do AMA SX 2013.

 

250 sob domínio de Eli Tomac

Sabe aqueles corridas Michael Schumacher? A final da 250 foi assim. Eli Tomac assumiu a liderança e SUMIU na frente. Ganhou com sobras de Ken Roczen, o segundo colocado.

As emoções ficaram por conta do tombo de Jessy Nelson logo após a primeira curva, causando uma queda coletiva, e pelos pegas pela quarta, quinta, sexta posições.

Desta vez, o brasileiro Jean Ramos pouco apareceu na transmissão. Figurou sempre na 16ª, 15ª, 17ª posições. Acabou em 17º, na frente de Jessy Nelson (o da queda), e Jake Canada e Martin Davalos, que abandonaram.

Resultado
1) Eli Tomac
2) Ken Roczen
3) Cole Seely
4) Jason Anderson
5) Malcom Stewart
17) Jean Ramos
Completo

 

Surpresas na 450

Duvido que alguém tenha acertado essa no Bolão do BRMX! David Millsaps venceu a primeira etapa do AMA SX 2013 na 450. E que vitória!

– Ultimamente eu enfrentei muitas lesões. Me machucava mesmo fora da temporada. E agora voltamos trabalhando duro, cumprindo um programa, e a dedicação aliada ao grande suporte fez com que chegássemos a essa vitória – disse o vencedor.

Sua única ameaça veio de Trey Canard, o SOBREVIVENTE. Depois de se recuperar de uma lesão muito grave na coluna, o piloto Honda chegou a assumir a liderança da corrida na noite deste sábado, mostrando que voltou bem demais.

Millsaps e Canard brigaram durante as 20 voltas do Main Event. O atleta da Suzuki liderou a maior parte do tempo. Faltando quatro voltas, Canard foi ao ataque e ultrapassou Millsaps. Mas, na última volta, Millsaps deu o troco, Canard tentou recuperar, quase caiu, e ficou com a segunda posição e um belo de um sorriso no rosto.

– Estou muito agradecido de estar aqui. Se você voltar um ano, nem imaginaria que eu estaria aqui hoje. É inacreditável – disse Trey Canard, lembrando de seu acidente.

As surpresas da etapa de abertura seguem com as colocações patéticas de Ryan Villopoto (16º) e James “Bubba” Stewart (8º).

Bubba poderá usar a desculpa de que machucou o joelho durante os treinos (se cogitou que ele nem participaria das classificatórias), mas Villopoto, onde ele estava com a cabeça?

Depois de largar mal, tentou forçar uma ultrapassagem em um piloto intermediário e passou reto na curva. Ao retornar, cortou a pista, passando por fora dos obstáculos. Mais tarde, na nona volta, brigava com Bubba pela sétima posição e caiu feio ao errar um salto e aterrizar sobre um fardo de feno. Levantou, voltou, e errou cinco voltas mais tarde pela terceira vez, jogando a corrida fora.

Ryan Dungey e Chad Reed optaram por pilotagens seguras e conseguiram se manter no top 5, diferente de Justin Barcia, que largou bem, chegou a disputar posição com Trey Canard, mas caiu nas voltas finais e acabou em sétimo.

Veja os resultados!

1) David Millsaps
2) Trey Canard
3) Ryan Dungey
4) Chad Reed
5) Jake Weimer
Completo

Yamaha