“Mesmo que conquistasse um milhão, não teria mudado muita coisa”, Ken Roczen sobre a Monster Energy Cup

roczen_honda-2
Roczen venceu duas das três baterias da noite – Fotógrafo: Richard Shepherd

 

A estreia de Ken Roczen com as motos Honda foi empolgante. No sábado passado, 22, durante a sexta edição da Monster Energy Cup, o alemão venceu duas baterias – a primeira e a terceira – e precisou abandonar a segunda, que estava liderando até cair, com problemas na moto.

Mesmo assim, Roczen não parecia chateado por perder um milhão de dólares – talvez todo aquele dinheiro não fizesse tanta diferença assim para o piloto. O site norte-americano RacerX conversou brevemente com o alemão para saber mais sobre a estreia. Confira!

 

Você parecia lidar bem com a moto, exceto em uma parte do dia. Vocês precisaram fazer muitos ajustes?
Ken Roczen: Foram ajustes pequenos, uma coisinha ali e outra aqui. Já me sinto muito bem com a moto, como vocês repararam. Tudo aconteceu de maneira natural e não conseguimos fazer um super teste com as motos ainda. Foi muito bom andar aqui e ver, mas ao mesmo tempo, sabemos que tem mais a ser feito. A primeira bateria foi uma grande surpresa, consegui o holeshot e mantive a liderança. Na segunda bateria não fiz uma boa largada, mas consegui o primeiro lugar, até que cometi um erro e tive problemas, estava tentando um traçado diferente, mas era complicado e a pista estava difícil. Na terceira bateria eu precisava de uma boa largada, mas não estava gostando da minha pilotagem. No fim, conquistei mais uma vitória. Eu não estava tão contente com a minha corrida, mas tudo bem.

Obviamente estava tudo bem com você para correr na terceira bateria. Está tudo em ordem mesmo?
Ken Roczen: Sim, estou muito bem. Apenas bati o meu pé direito e meu tornozelo começou a doer um pouco, mas estou bem. Foi apenas um erro.

Você imagina porque se sentiu tão bem na nova moto?
Ken Roczen: Simplesmente aconteceu. Mesmo todo mundo comentando que com uma moto nova não seria tão fácil. Acho que foi o conjunto, tornou tudo mais tranquilo. Eles não precisam de muito para deixá-la boa.

Você poderia ter cancelado sua participação na terceira bateria. Por que continuou?
Ken Roczen: Nós tínhamos três corridas e eu estava bem, sem dor. Eu estava pronto para correr as três!

Qual a maior diferença entre a Suzuki e a Honda?
Ken Roczen: Essa pergunta é difícil. É uma moto nova e estou muito feliz com a oportunidade. Trabalhar com esses caras é demais, suas mentes estão sempre trabalhando.

Após a vitória da primeira corrida, o pensamento estava em ganhar um milhão de dólares?
Ken Roczen: De maneira nenhuma. Fiquei super relaxado durante todo o dia e mesmo que eu levasse o prêmio, não teria mudado muita coisa.

Red Bull Straight Rhythm na próxima semana?
Ken Roczen: Gostaria, mas não vai rolar. O pessoal da equipe está indo para o Japão e eu vou para o Alabama para o lançamento das motos 2017. Nós literalmente não temos equipe e nem moto. Infelizmente não vou poder correr.

Vai participar de mais alguma corrida neste ano?
Ken Roczen: Em 2016, não.

 

roczen_honda-1
Patrocinado pela Red Bull, Roczen não vai poder correr o Straight Rhytm – Fotógrafo: Richard Shepherd