Enduro da Independência 2016 acontece entre os dias 3 e 7 de setembro

Enduro da Independência 2016

Jomar Grecco, bicampeão na categoria Master – Fotógrafo: Janjão Santiago / Y.Sports

 

A maior e mais tradicional prova do enduro de regularidade no país não poderia ficar fora de um acontecimento histórico para o esporte mineiro: a inauguração do primeiro autódromo internacional do estado, o Circuito dos Cristais, em Curvelo, a 170 quilômetros de Belo Horizonte. E como a região é carregada de significado e importância turística, narrada na prosa de Guimarães Rosa e cercada de trilhas exigentes, a combinação ficou perfeita. O Enduro da Independência 2016 será atração de uma semana cheia de eventos, na terra e no asfalto, para mostrar ao Brasil e ao mundo o mais novo pólo do esporte motor.

Entre os dias 3 e 7 de setembro, os pilotos das mais variadas categorias passarão por locais carregados de história como Diamantina e Cordisburgo. E o percurso inédito promete esquentar as disputas e aumentar as chances das feras de outros estados que sempre marcam presença na prova. O desafio será interpretar da melhor forma os caminhos do “Grande Sertão”, pedregosos e técnicos.

 


 

Simultaneamente, o Circuito dos Cristais receberá também a primeira etapa do GP Gerais e etapa do Brasileiro de Trial. Para que todos possam participar e prestigiar o evento, os organizadores criaram um esquema especial de logística que não deixará ninguém sem local para pernoitar. Além da rede hoteleira de Curvelo, várias casas, sítios, chácaras e fazendas da região oferecerão aluguel para o período. Já foram cadastrados mais de 30 casas e cômodos  pela Dinâmica Imóveis, parceira da prova. Os interessados podem fazer suas consultas pelo email: contato@gpgerais.com.br.

 

Programação

04/09 – primeiro dia
Competidores saem de Curvelo, passam pelo vilarejo de Saco Novo, com neutralizado em Cordisburgo, terra natal de Guimarães Rosa. Um roteiro à moda antiga, com percurso de 190 quilômetros, que vai exigir precisão na navegação e médias horárias mais puxadas e terreno com muito cascalho pela frente. Antes de retornar para Curvelo, a prova também passa na cidade de Paraopeba.

05/09 – segundo dia
Para poupar os pilotos do deslocamento por estradão, a largada vai ser na cidade vizinha de Monjolos. Logo depois, uma seleção de trilhas, já no relevo da Serra do Espinhaço, que também faz parte do prolongamento da Estrada Real de Ouro Preto à Diamantina. Serão 145 quilômetros de percurso em um misto de cascalho e muitas pedras, com altitudes mais elevadas. O destaque fica por conta de um trecho de 30 quilômetros de trilhas ininterruptas e ainda virgens, para testar a técnica e resistência e esquentar o braço dos pilotos. Para que o público possa acompanhar de perto o desempenho dos competidores, trilhas dentro da cidade, também fazem parte do roteiro, que igualmente termina em Monjolos.

06/09- terceiro dia
Metade da prova já foi concluída. Pilotos seguem para a cidade de Presidente Juscelino, também conhecida como Paraúna. Serão 110 quilômetros de muitas trilhas com grau de dificuldade técnico e elevado. Vai ser um dia decisivo, ainda mais com o clima quente e seco da região e também com alguns balaios no roteiro de pedras e cascalho.

07/09 – quarto dia
O último dia vai contar com 115 quilômetros de percurso no entorno da cidade de Curvelo. Vai ser um dia mais tranquilo, com previsão de poucos pontos perdidos para que os pilotos possam voltar e subir a rampa de chegada onde receberão a medalha de participação. Nem por isso, as trilhas e a navegação foram esquecidas.

 

O Enduro da Independência 2016 tem patrocínio e apoio da ASW, Honda, Orange BH, Cervejaria Backer, Triumph BH, Motostreet Racing. Microcity, Plena Alimentos, Edgers, Motul, Carbonex, Moto World, Alex Design. Revista Pró Moto e sites Mais Trilhas, Corrosivo Filmes e GP Gerais.

 

 

Leia também:

>>> Jomar Grecco é campeão do Enduro da Independência 2015

>>> Mais notícias sobre o Enduro da Independência

>>> Site oficial do Enduro da Independência

 

 

.