Youthstream aposta na CBM para realizar etapa brasileira do Mundial de Motocross 2015

Yamaha
mundialmx14mx2_trindade_mauhaas-9
Onde você gostaria de ver o GP Brasil se houvesse a possibilidade de escolher? – Foto: Mau Haas / BRMX

 

Depois do anúncio de cancelamento do GP Brasil de Motocross 2015 por parte da Romagnolli Promoções e Eventos (leia aqui), a Youthstream – detentora dos direitos do Mundial de Motocross – emitiu nota na manhã desta terça-feira, 24, informando que trabalha com a CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo – para realizar o evento ainda neste ano em solo tupiniquim.

A nota fala em “otimismo” após conversas com o presidente da CBM, Firmo Henrique Alves. O BRMX conversou com Alves ainda pela manhã, o qual falou das dificuldades em se fazer uma prova deste tamanho, mas disse que há um fio de esperança.

– A Youthstram me procurou falando dos problemas que tiveram, pedindo se a CBM tinha interesse em salvar o evento. Sabendo de todas as dificuldades, disse a eles que vamos tentar e já iniciei os trabalhos, agendando reuniões com possíveis patrocinadores. Seria muito precipitado nominar alguma cidade, estado ou patrocinador neste momento, mas estamos tentando. É um evento muito caro e está em cima da hora. Teria que ser trabalhado com mais tempo, mas vamos tentar salvar, em nome do esporte – afirma.

A crise política e econômica do Brasil são lembradas a todo instante pelos organizadores. Etapas do Mundial de Enduro e da Fórmula Indy também foram canceladas recentemente com esta prerrogativa. A outra possibilidade ventilada pela Youthstream é a substituição do Brasil por outro país para manter as 18 etapas anunciadas no calendário 2015.

– É o maior evento que poderia acontecer no Brasil em termos de motociclismo, com o maior retorno de mídia e público. Problema é a crise econômica e os novos governos, pessoas que acabaram de assumir cargos importantes e ainda estão se organizando – comenta Firmo Alves.

O MXGP Brasil 2015 é a esperança de muitos brasileiros para assistir de perto a batalha entre Antonio Cairoli (oito vezes campeão mundial) e Ryan Villopoto (dez vezes campeão norte-americano), que provavelmente acontecerá somente neste ano, já que Villopoto anunciou sua aposentadoria para o fim da temporada – relembre aqui.

 

Confira a nota da Youthstream (traduzida do inglês para o português)

“Devido à instável situação política e às dificuldades financeiras, o organizador do MXGP Brasil, Romagnolli Promoções e Eventos, nos informou que eles não estão em condições de organizar o MXGP Brasil previsto para o dia 16 de agosto, em Trindade.

Youthstream está atualmente em negociações com a CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) para organizar o evento em outro local no Brasil. Depois das declarações do presidente da CBM Sr. Firmo Henrique Alves estamos otimistas de que o MXGP do Brasil vai acontecer, porém, de qualquer maneira, o evento será substituído.

Quaisquer novidades serão anunciados em breve.”

 

mundialmx14dom_trindade_mauhaas-73
O Mundial MX 2015 começa neste fim de semana, dia 28, no Catar – Foto: Mau Haas / BRMX
Yamaha