Yamaha Racing Brasil terá três representantes no MX das Nações 2019

Carlos Campano, pentacampeão brasileiro de motocross – Foto: Danyllo Proto

 

Todos os holofotes do mundo das competições off-road estarão voltados para Assen, na Holanda, durante o próximo fim de semana.

É porque acontece o Motocross das Nações 2019, uma prova anual que reúne países em uma disputa para descobrir qual é a melhor nação neste esporte.

A Yamaha Racing Brasil terá três representes, pilotos que competem regularmente no campeonato brasileiro e agora se reúnem para defenderem as bandeiras de seus países.

Fabio Santos (Yamaha Monster Energy Geração), atual líder da MX2 no Brasileiro de Motocross, defende o Brasil pela quinta vez consecutiva. Ele corre de YZ450F na categoria MXGP.

Carlos Campano (Yamaha Monster Energy Geração), atual líder da MX1 no Brasileiro de Motocross, corre com as cores da Espanha na categoria Open, também a bordo de sua YZ450F.

Pepê Bueno (piloto bLU cRU) competirá no MX das Nações pela primeira vez. O paranaense encara a categoria MX2 com uma YZ250F.

As provas serão transmitidas ao vivo pela Bandsports, no domingo – veja programação completa abaixo.

 

Como funciona o MX das Nações

É uma competição entre países, parecida com as Olimpíadas. Cada país convoca três pilotos. A soma dos resultados deles dará a classificação final da sua respectiva nação.

No sábado, acontecem provas classificatórias, já que apenas 20 países podem correr as finais, no domingo. São três categorias – MXGP e Open com motos de 450cc, e MX2 com motos de 250cc.

No domingo, as categorias são misturadas e são realizadas três corridas principais. Em cada corrida, cada país tem dois representantes.

A soma final de resultados determina o país campeão, por isso, nem sempre um piloto que ganha a corrida consegue fazer seu país campeão, já que depende também do desempenho de seus compatriotas.

 

Expectativas da Equipe

Carlos Campano #21

Categoria Open
Moto YZ450F

– Estou muito feliz por ser convocado mais uma vez. Vim direto do Brasileiro de Motocross em Jarinú para a Holanda. No começo, estranhei um pouco a areia, mas aos poucos me sinto melhor, mais confortável. Faz mais de dez anos que não ando neste tipo de areia tão macia. Mas estou me sentindo bem. A equipe é muito sólida. O Larrañaga e eu podemos ter bons resultados. O Prado com certeza vai brigar pela vitória, está muito bem de 450. Ficamos em sétimo ano passado, eu levei muito azar e acabei sem terminar uma bateria, mas este ano estamos melhores, com motos melhores acertadas, um grande apoio da Federação Espanhola. Vai ser duro, em uma pista muito difícil, mas é uma pista que todos só andam uma vez por ano, não é uma pista que os pilotos estão treinando todos os dias. Acho que isso vai ser bom. Estou com muita vontade de começar e dar meus 100% para ter um bom resultado.

 

Fabio Santos #46

Categoria MXGP
Moto YZ450F

– Sabemos que temos um grande desafio pela frente! São muitos pilotos com um nível muito alto, e uma pista que nós, brasileiros, não estamos acostumados. Mas estou bastante confiante! Uma boa largada será muito importante para conseguir um bom resultado. Venho em uma fase muito boa, tanto fisicamente quanto mentalmente! Da minha parte vou dar 110% para conseguir um bom resultado para o time Brasil! Contamos com a torcida de todos!

 

Pepê Bueno #47

Categoria MX2
Moto YZ250F

– A expectativa é a melhor. Amanhã (quarta-feira) a gente treina com as motos, e vamos acertar tudo para o final de semana. Estou muito animado pela oportunidade que estou tendo. Gosto bastante de andar na areia e acho que de YZ250F posso andar bem. Vou dar o meu melhor e tenho certeza que o Fabinho e o Ramyller também. Aqui somos um time, então temos que trabalhar juntos. Não vejo a hora de entrar na pista no sábado.

 

Programação do MXoN 2019

27, 28, 29 de setembro

*HORÁRIOS DE BRASÍLIA

Sexta, 27
12h00 Apresentação dos times

Sábado, 28
03h00 Treino Livre bLU cRU (65, 85, 125) – 30 min (10/10/10)
05h00 MXGP Treino Livre – 40 min
05h50 MX2 Treino Livre – 40 min
06h40 OPEN Treino Livre – 40 min

08h10 bLU cRU – Corrida 65cc / 12 min + 2 voltas
08h40 bLU cRU – Corrida 85cc / 15 min + 2 voltas

09h30 Classificatória MXGP / 20 min + 2 voltas
10h30 Classificatória MX2 / 20 min + 2 voltas
11h30 Classificatória OPEN / 20 min + 2 voltas

Domingo, 29
03h35 Warm-up da repescagem (B-Final) / 15 min
04h20 bLU cRU – Corrida 125cc / 20 min + 2 voltas
05h00 Warm-up MXoN 1 / 15 min
05h20 Warm-up MXoN 2 / 15 min
06h00 Repescagem – corrida (B–FINAL) / 20 min + 2 voltas

08h10 MXGP + MX2 / 30 Min + 2 voltas
09h40 MX2 + Open / 30 Min + 2 voltas
11h08 Open + MXGP / 30 Min + 2 voltas