Vai começar o AMA Motocross 2014! Confira os destaques da 450

:: Mapa virtual da pista

 

É sem dúvida o campeonato de motocross mais esperado, e os caras realmente sabem organizar um grande evento: de volta à pista de Glen Helen Raceway, em San Bernardino, na Califórnia, no próximo sábado, 24, senhoras e senhores vai começar o Campeonato Americano de Motocross, o AMA MX 2014!

Conhecida por suas subidas íngremes e saltos espetaculares, Glen Helen será um teste imediato de força e resistência para os astros da 450. Uma corrida forte em pleno sul da Califórnia, potência no esporte, é sem dúvida uma excelente maneira de começar o AMA MX, que este ano terá 12 rodadas. A Espn transmite para o Brasil nos mesmos moldes que fez ano passado.

>>> Com algumas mudanças, pista de Glen Helen foi aberta para treinos. Assista os videos!

Existe uma grande expectativa em relação ao AMA MX deste ano. Com o recente anúncio de que o atual campeão, Ryan Villopoto, vai ficar fora das pistas durante os próximos meses para passar por uma cirurgia e se recuperar da lesão que sofreu no joelho nos momentos finais do AMA Supercross, cada piloto vai entrar na pista sabendo que este ano teremos um novo campeão das 450. A notícia, claro, não soa nada bem nos ouvidos dos amantes de motocross, mas por outro lado aumenta a expectativa dos pilotos que estão ávidos por tomar o seu lugar e levar o título do campeonato de motocross mais acirrado e prestigiado do mundo.

Na verdade, teremos três ex-campeões do AMA MX 450 tentando recuperar a placa #1. O primeiro grande nome nesta disputa é Ryan Dungey, da Red Bull KTM, vice-campeão do ano passado. Dungey, que vem de Belle Plaine, Minnesota, levou o título das 450cc em 2010 e 2012, e foi também campeão da 250 na temporada 2009. A equipe de Dungey, aliás, conta com o ex-campeão do Mundial de Motocross, Ken Roczen, importando da Alemanha, que terminou em segundo em sua última temporada nas 250cc.

 

Dungey é um dos favoritos para o AMA Motocross 2014
Ryan Dungey busca o terceiro título da carreira na 450 em 2014 – Foto: KTM Images Simon Cudby

 

James “Bubba” Stewart chega a Glen Helen com a equipe Yoshimura Suzuki. Da cidade de Haines, na Flórida, o veterano é considerado um dos pilotos mais rápidos e mais inovadores da história do esporte. Stewart não leva nenhum título desde 2008, quando simplesmente correu uma temporada perfeita, varrendo todas as 12 rodadas e vencendo cada corrida.

James Stewart, o Bubba
James Stewart – Foto: Suzuki Racing

 

Outro grande nome que vem trabalhando para recuperar seu lugar ao sol e a placa #1 é o australiano Chad Reed, da equipe TwoTwo Motorsports Discount Tire Racing. Reed levou o título de 2009 na classe 450, e este ano, novamente em uma boa fase de sua carreira, vinha muito bem no AMA Supercross quanto sofreu um acidente e machucou o ombro. Desde então ele vem voltando sua atenção para Glen Helen, para recomeçar de onde parou.

Chad Reed da TwoTwo Motorsports/Discount Tire Racing
Chad Reed, após se recuperar de lesão, retorna para a abertura da temporada o próximo sábado – Foto: Feld Motorsports

 

Eli Tomac, campeão das 250cc do ano passado é esperado para fazer sua estreia no AMA Motocross na categoria 450. Ele ainda se recupera de um acidente em que fraturou a clavícula. O piloto, que vive em Cortez, estado do Colorado, vai liderar a equipe Geico Honda.

A equipe Honda Muscle Milk – equipe de fábrica no AMA MX/SX – também tem um antigo campeão: Trey Canard levou o título do AMA Motocross na categoria 250 em 2010. Na 450, Canard será acompanhado na largada por seu companheiro de equipe Justin Barcia, que fez sua estreia profissional em Glen Helen, na última vez que o AMA MX visitou a pista, em 2009, quando terminou em sexto na 250.

Trey Canard
Trey Canard quer melhorar o quarto lugar do ano passado – Foto: Simon Cudby Racer X / Alli Sports

 

Outro ex-campeão da 250 que espera estar no pelotão da frente é Ivan Tedesco, recém-contratado pela RCH Racing Soaring Eagle Suzuki. Tedesco, que venceu o AMA MX 250 em 2005, terá agora Weston Peick como companheiro na equipe chefiada por Ricky Carmichael.

Outro californiano para se ficar de olho é Mike Alessi, da equipe Smartop/MotoConcepts Racing, que praticamente cresceu correndo em Glen Helen. Alessi tem sido um piloto bastante competitivo na última década, mas ele é esperado para correr o campeonato canadense logo após a abertura de Glen Helen.

A equipe Toyota Yamaha JGRMX contará com dois competidores na categoria 450: Josh Grant e Justin Brayton. Ambos são grandes pilotos, e Grant, que é californiano, já venceu em Glen Helen e estará se sentindo em casa.

Josh Grant entra na temporada de 2014 pela equipe Toyota/Yamaha/JGRMX
Josh Grant – Foto: Jason Hooper

 

A Monster Energy Kawasaki, que não poderá contar com Villopoto, machucado, convidou Brett Metcalfe para se juntar à equipe que já conta com Jake Weimer. Metcalfe, campeão da MX1 canadense, ficou no TOP-5 nas corridas que participou na última edição do AMA Motocross. Já para Weimer, a ausência de Villopoto é uma oportunidade perfeita para o veterano tentar se firmar como capitão da equipe.

A KTM tem outros três pilotos com vitórias nacionais em seus currículos: Davi Millsaps da equipe Rockstar Energy KTM Racing estará de volta em ação depois de perder uma temporada inteira com uma lesão no joelho, além de Andrew Short e Matt Goerke, ambos da equipe BTO Sports.com KTM.

E para engrossar o enredo da temporada na 450 temos o jovem Malcolm Stewart, da equipe Troy Lee Designs MAVTV Honda. Irmão mais novo de James Stweart, Malcolm tem mostrado grandes melhoras desde que se tornou profissional em 2011, e vem com força total e tem a temporada inteira pela frente para mostrar serviço.

Estes são alguns dos principais destaques, os pilotos mais talentosos para se ficar de olho nesta temporada do maior campeonato de motocross do mundo.

 

:: Mapa Virtual 2