Thunder Valley recebe a terceira etapa do AMA Motocross 2014 neste sábado, 7

Yamaha

:: Mapa virtual da pista

 

Depois de duas rodadas do AMA Motocross 2014, duas equipes despontaram com força total nas categorias 450 e 250. A dupla da Red Bull KTM tem o bicampeão Ryan Dungey, e o novato na categoria, Ken Roczen, que alternaram vitórias gerais neste começo de temporada na 450. Enquanto isso a equipe Yamalube Star Racing Yamaha emplacou dois resultados idênticos nas duas etapas da 250: O invicto Jeremy Martin em primeiro, vencendo todas as corridas, e Cooper Webb em segundo, também em todas as baterias.

Neste fim de semana, estes pilotos vão enfrentar seus concorrentes e um dos desafios mais originais da temporada, correndo nas altitudes do Colorado, no Thunder Valley MX Park, em Lakewood, pela terceira etapa do campeonato. A etapa de Thunder Valley marca o décimo ano de participação da pista sediando uma rodada do AMA MX, e acontece no sábado, 7.

Embora as tendências iniciais já tenham sido estabelecidas em apenas duas rodadas na temporada, a altitude de Thunder Valley sempre pode vir a ser um curinga no desenrolar da corrida. Além da altitude, as dramáticas e imprevisíveis mudanças climáticas em Thunder Valley tornam o lugar diferente de qualquer outro no mundo. Thunder Valley é um lugar onde qualquer piloto ou qualquer equipe pode dar um passo em falso, abrindo a porta para um possível abalo no campeonato.

Em 10 anos sediando o AMA Motocross, Thunder Valley cresceu e se tornou uma das instalações de ponta no mundo. Embora a sua configuração montanhosa ofereça panoramas incríveis da bela região de Denver, um dos cenários mais pitorescos de qualquer pista de motocross na face da Terra, a sua distinção por ter sido o local da primeira corrida noturna de motocross em 2008 e ter sediado o Motocross das Nações em 2010, confirmou o legado de Thunder Valley na história do esporte.

As provas iniciam às 16h (horário de Brasília) com as primeiras baterias da 450 e 250. Para acompanhar, acesse a página de eventos ao vivo do BRMX! A Espn+ transmite as baterias finais! Fique ligado na programação da emissora!

 

Thunder Valley
Chegou a hora de Bubba vencer? – Foto: Mau Haas / BRMX

 

No fim de semana passado, em Hangtown, Ken Roczen conquistou sua primeira vitória da carreira na categoria 450 com um desempenho marcante (1-1), e provou que está pronto pra disputar o título de maior prestígio no esporte com seu companheiro de equipe. Uma semana depois do novato alemão deixar a vitória escapar na última volta para Dungey, em Glen Helen, Roczen respondeu com uma performance confiante em que, sem duvida, foi o piloto a ser batido na etapa. Enquanto Dungey segurava as pontas, conseguindo dois segundos lugares nas baterias em Hangtown, dando à Red Bull KTM sua segunda dobradinha geral em duas etapas, Roczen assumiu a liderança do campeonato nos pontos, e vai usar, pela primeira vez em sua carreira nas 450, a “Red Plate” neste sábado, 7, em Thunder Valley.

O único piloto na 450 para desafiar o domínio da KTM até agora é Trey Canard, da equipe Honda Muscle Milk. Apesar de não ter participado de boa parte das corridas da primeira metade da temporada 2014 devido a uma lesão, Canard está pronto para o AMA Motocross e vem mostrando discretamente seus esforços, com dois terceiros lugares nas duas primeiras rodadas.

Hangtown também viu o surgimento de Brett Metcalfe, da equipe Monster Eneregy Kawsaki, que liderou uma boa parte da última bateria e tem sido presença constante nas batalhas dos cinco primeiros. Até agora, Metcalfe é o “representante”, digamos assim, do atual campeão e companheiro de equipe, Ryan Villopoto, embora não tenha tido um início à altura. Em Thunder Valley, além de Canard e Metcalfe, também James Stewart, da equipe Yoshimura Suzuki, e Justin Barcia, da equipe Honda Muscle Milk, vão fazer todo o possível para desbancar a supremacia da KTM até o momento.

 

Trey Canard - Foto: Alli Sports
Trey Canard – Foto: Alli Sports

 

 

Ninguém bate as Yamahas na 250

Embora tenha sido inicialmente considerada uma batalha aberta para título, a categoria 250 tem sido um show de Jeremy Martin e a ascensão de sua equipe, a Star Racing Yamaha. O piloto não estava no topo das apostas para levar o título deste ano, mas durante as quatro primeiras baterias de 2014 ninguém sequer chegou perto de desafiá-lo, e até agora Jeremy está invicto. Vencer assim na elite é novidade para ele, mas quem vê como o garoto lida bem com toda a pressão pode até pensar que ele está acostumado a ser o líder da categoria. Com tanto sucesso, Jeremy já virou “o cara a ser batido” na 250.

 

Jeremy Martin tem 100% de aproveitamento - Foto_ Alli Sports
Jeremy Martin tem 100% de aproveitamento – Foto_ Alli Sports

 

Se não fosse a maneira convincente como Martin vem vencendo nesta temporada, o bom desempenho de Webb desde o início do ano poderia ser, facilmente, um dos principais roteiros da série. Novato na temporada passada e altamente elogiado, Webb vinha superando as expectativas de todos, até ser forçado agora a perseguir o mais novo astro da 250, seu companheiro de equipe. Com 12 pontos de diferença na tabela, Webb é o único piloto até o momento que mostra ser capaz de interromper a trajetória perfeita de Martin, e é o que ele vai tentar fazer em Thunder Valley.

Como resultado desta disputa fantástica entre dois companheiros de equipe, estamos presenciando um grande ano para a Star Racing Yamaha, que nunca tinha vencido uma corrida no AMA Motocross, apesar de seus esforços e de ser uma das maiores equipes no esporte. O proprietário da equipe, Bobby Regan, mudou de estratégias de uns anos para cá e resolveu investir no desenvolvimento de jovens talentos, pilotos promissores. Este movimento estratégico agora está pagando grandes dividendos e tem sido comemorado não só pela equipe, mas por todos os apreciadores do esporte.

 

Christophe Pourcel - Foto: Alli Sports
Christophe Pourcel conquistou o terceiro lugar em Hangtown – Foto: Alli Sports

 

Atrás de Martin e Webb, a disputa tem sido evidente na 250. Quer se trate de Christophe Pourcel, da equipe Valli Motorsports Yamaha, ou do trio da equipe Geico Honda, Justin Bogle, Zach Bell e Matt Bisceglia, ou ainda de Cole Seely e Jessy Nelson, da Troy Lee Designs Honda, ou também Jason Anderson, da Rockstar Energy KTM, ou, por fim, a dupla Blake Baggett e Justin Hill da equipe Monster Energy Kawasaki. Cada um desses pilotos teve oportunidade de brigar pelo pódio em algum momento durante este início de temporada. Todos tiveram seus momentos e foram muito rápidos, mas o maior desafio até agora tem sido a consistência, exceto para Martin e Webb, e é por isso que uma certa disparidade começa a ser observada na tabela do campeonato entre os dois primeiros e os demais.

Outro piloto para ficar de olho na tarde do sábado é o favorito da torcida local, Andrew Short. O piloto da BTOSports.com KTM é nativo da região e parece sempre intensificar seus esforços em Thunder Valley. O veterano não vem tendo um bom momento até agora em 2014, mas uma corrida em casa é sua grande chance de mudar as coisas em sua 13ª temporada na competição.

 

Blake Baggett tenta o primeiro triunfo do ano - Foto: Matt Rice / Alli Sports
Blake Baggett tenta o primeiro triunfo do ano – Foto: Matt Rice / Alli Sports

 

Confira os resultados dos dez primeiros da última etapa em Hangtown, Califórnia, realizada em 31 de maio de 2014 e a classificação geral após duas etapas.

:: Top 10 geral da 450 em Hangtown
1. Ken Roczen, Germany, KTM (1-1)
2. Ryan Dungey, Belle Plaine, Minn., KTM (2-2)
3. Trey Canard, Shawnee, Okla., Honda, (3-4)
4. James Stewart, Haines City, Fla., Suzuki (5-3)
5. Justin Barcia, Monroe, N.Y., Honda (4-5)
6. Weston Peick, Wildomar, Calif., Suzuki (8-6)
7. Jake Weimer, Rupert, Idaho, Kawasaki (7-8)
8. Brett Metcalfe, Australia, Kawasaki (6-9)
9. Malcolm Stewart, Haines City, Fla., Suzuki (10-7)
10. Chad Reed, Australia, Kawasaki (11-12)

:: Top 10 no campeonato 450
1. Ken Roczen, Germany, KTM, 94
2. Ryan Dungey, Belle Plaine, Minn., KTM, 89
3. Trey Canard, Shawnee, Okla., Honda, 72
4. James Stewart, Haines City, Fla., Suzuki, 66
5. Brett Metcalfe, Australia, Kawasaki, 61
6. Justin Barcia, Monroe, N.Y., Honda, 52
7. Weston Peick, Wildomar, Calif., Suzuki, 52
8. Jake Weimer, Rupert, Idaho, Kawasaki, 52
9. Malcolm Stewart, Haines City, Fla., Suzuki, 51
10. Josh Grant, Riverside, Calif., Yamaha, 43

 

:: Top 10 geral da 250 em Hangtown
1. Jeremy Martin, Millville, Minn., Yamaha (1-1)
2. Cooper Webb, Morehead City, N.C., Yamaha (2-2)
3. Christophe Pourcel, France, Yamaha (8-3)
4. Justin Hill, Yoncalla, Ore., Kawasaki (4-6)
5. Jessy Nelson, Paso Robles, Calif., Honda (7-5)
6. Jason Anderson, Edgewood, N.M., KTM (10-4)
7. Marvin Musquin, France, KTM (9-7)
8. Zach Bell, Cairo, Ga., Honda (5-12)
9. Matt Bisceglia, Weatherford, Texas, Honda (13-8)
10. Justin Bogle, Cushing, Okla., Honda (3-35)

:: Top 10 no campeonato 250
1. Jeremy Martin, Millville, Minn., Yamaha, 100
2. Cooper Webb, Morehead City, N.C., Yamaha, 88
3. Christophe Pourcel, France, Yamaha, 63
4. Jessy Nelson, Paso Robles, Calif., Honda, 51
5. Marvin Musquin, France, KTM, 50
6. Jason Anderson, Edgewood, N.M., KTM, 49
7. Justin Bogle, Cushing, Okla., Honda, 48
8. Blake Baggett, Grand Terrace, Calif., Kawasaki, 48
9. Matt Bisceglia, Weatherford, Texas, Honda, 45
10. Justin Hill, Yoncalla, Ore., Kawasaki, 43

 

:: Metcalfe em Hangtown

Yamaha