Teste BRMX: Husqvarna demonstra força e controle

NOTA DA REDAÇÃO: Fernando Silvestre é piloto e diretor comercial da ASW Racing, e participou do lançamento da Husqvarna no Brasil. Escreveu suas impressões sobre as motos à convite da Revista Promoto, que gentilmente concordou que o texto fosse dividido também com os seguidores do BRMX. Confira abaixo este belo relato sobre as motos e sobre o dia do (re)lançamento da marca em solo brasileiro. Nós, do BRMX, agradecemos muito a colaboração de Fernandinho e da Promoto.

 

fernandinho_asw_husq_mauhaas-2
Fernandinho Sivestre testou as motos de enduro e motocross – Foto: Mau Haas / BRMX

 

A convite da Promoto, parti para Votorotim, São Paulo, no último sábado, 4, chuvoso e frio, para participar da apresentação da nova operação Husqvarna em Terra Brasilis. A ordem era levar equipamento par andar!

O novo distribuidor Husqvarna é o grupo Power, de São Paulo, que opera com revendas BMW e Triumph. Com o Mauricio Fernandes, diretor do grupo e um das pessoas à frente da operação Husq, as expectativas já eram ótimas, mesmo antes da primeira informação. O Mauricio Fernandes e a sua família são pessoas do ramo, do mercado de duas rodas. E nada melhor do que pessoas que sabem o que estão fazendo para conduzir um produto especializado em um mercado especializado.

Chegando à Fazenda da Família Fernandes, as surpresas só melhoraram. Primeiro ao encontrar toda imprensa especializada reunida, alguns revendedores da marca, convidados e muitos amigos. Logo de cara encontrei com o Mauricio Haas, e surgiu mais um convite de dividir minhas impressões com os leitores do BRMX. Mais uma honra para o sábado chuvoso!

 

Primeira providencia ao chegar: Colocar o equipamento!

husq_mauhaas-1
Convidados puderam testar todos os modelos – Foto: Mau Haas / BRMX

 

Com um lindo local, uma pista de MX das mais clássicas e um circuito de cross-country delicioso e, o mais legal, toda a linha de motos disponível para a imprensa e os revendedores andarem e conhecerem.

Já estou no mercado há 20 anos e posso afirmar que de todas as apresentações que fui de motos off-road no Brasil, esta, se não foi a melhor, com certeza top 3. Um evento feito com carinho, com muito respeito ao nosso mercado. Podemos esperar um ótimo futuro para a Husq no país. Com a linha completa disponível, inclusive a 85cc de cross.

Infelizmente, em tempos de dólar no céu, nosso governo cada segundo com mais fome de impostos e uma operação feita com seriedade, as motos não conseguem ter um preço popular. Esta é uma realidade do país, não do importador. Ficou claro que estão construindo uma ótima receita. Com sacrifícios para oferecer a melhor condição possível e já largando com uma ótima rede de revendedores.

A Husqvarna tem uma tradição gigante. Passou por muitos momentos difíceis e instáveis no passado recente. Teve um período italiano, no qual a Agrale fez um ótimo trabalho com as motos aqui. Depois teve uma fase germânica, na qual a BMW comprou a marca mas não deu tempo de colocar os produtos realmente para girar. Agora, de propriedade de um sócio da KTM e trabalhando e sendo produzida juntas na Áustria, parece que a Husq voltou para um porto seguro. Os resultados nas provas e comerciais no ano passado, mundialmente, já provam isso.

 

Husqvarna é a moto Premium!

fernandinho_asw_husq_mauhaas-3
Fernandinho Silvestre – Foto: Mau Haas / BRMX

 

Tudo que vai em uma KTM Sixdays, como opcional, esta lá como equipamento standard na Husq. E com a nacionalização das KTM agora, imagino que esta distância vai aumentar. Se você procura um produto top, está ai uma ótima opção!

A suspensão dianteira quatro câmeras, mesas de guidão lindas, tanque com mais autonomia, suspensão traseira com link, ventoinha nas quatro-tempos de enduro, ou seja, não faltam cerejas neste bolo.

Eu, como piloto, sou um trilheiro razoável. Então, restringi as minhas impressões ao dirigir no circuito de cross-country. Mas não economizei quilometragem, andei com todas as motos e algumas mais de uma vez. O circuito era muito completo e divertido, oferecendo todas as situações de terreno e obstáculos. Até uma deliciosa laje de pedra fazia parte. Girava em 12 minutos cada volta e foram muitas as surpresas e aprendizados.

Vamos às moças!

 

Avaliações

:: TE 300 2T

husq_TE_300_MitterbauerH
Moto de 300cc dois-tempos – Foto: Mitterbauer H.

 

Esta cilindrada está muito na moda. E realmente é uma delícia. Mas não se engane, é um monstro de motor! A todo tempo mostra as garras. Tem muita baixa, muita media, e quando cresce em alta não pára mais! Em matéria de suspensões e freios, padrão. Tudo muito eficiente e confortável. Esta suspensão 4C é um espetáculo na trilha. Engole tudo, muito precisa. Ótima de mudança de direção. Quem já experimentou sabe que é uma suspa diferenciada. Como na 300 sobra motor, quem tem experiência se diverte, e quem é menos experiente também curte. Na minha cabeça, é um modelo para gente experiente e bem fisicamente.

 

 

:: TE 250 2T

husq_TE_250_MitterbauerH
Moto 250cc dois-tempos – Foto: Mitterbauer H.

 

Uma ótima surpresa! Tem um comportamento muito diferente da 300. Para mim, ao mesmo tempo que foi mais prazerosa, ela não é mais dócil que a 300. Na real, é um pouco mais ágil e mais esperta nas mudanças. O motor parece elétrico de tão linear. Foi muito prazeroso andar neste modelo. Vibração zero, suspensão e freio padrão Husq. Ágil demais. Esta aqui é uma moto que entrou na minha lista de desejos!

 

 

:: FE 350 4T

husq_FE_350_MitterbauerH
Moto de 350cc quatro-tempos – Foto: Mitterbauer H.

 

Esta todo mundo sabe que é ótima! A moto para trilha hoje em dia, na minha cabeça. Uma máquina de subidas, uma máquina de descidas! Deixe seus pés nas pedaleiras que ela vai te levar a qualquer lugar! O que me impressionou foi como a moto evoluiu em pouco tempo. Ando de Husaberg, a irmã mais velha, 350. E esta moto é completamente diferente da minha! Esta é mais ágil, mais confortável e mais fácil de andar ainda! A suspensão traseira, com link, muda o comportamento da moto. Um SENHOR produto para trilha e enduro!

 

 

:: FC250 4T

husq_250_FC_MitterbauerH
Moto de motocross, 250cc, quatro-tempos – Foto: Mitterbauer H.

 

Lá fui eu levar a moto de cross para o XC. E foi outra ótima surpresa! A dinâmica das motos Enduro e Cross são completamente diferentes. Posição de pilotagem, maneabilidade, curva de motor. Tudo diferente. E surpreendeu no cross country demais! Este motor 250 é forte, muito forte. E surpreendentemente, muito torcudo. Empurra o tempo todo. A forma de encarar a trilha nesta moto tem que mudar. Um obstáculo que era para ser contornado vai virar uma oportunidade de dar um pulinho. Se você fizer motocross, cosscountry e veloterra e uma trilha de vez em quando, está aí uma moto que te atende em tudo!

 

 

:: FC350 4T

husq_350_FC_MitterbauerH
350cc quatro-tempos – Foto: Mitterbauer H.

 

Outra surpresa. O desempenho deste motor é completamente diferente da moto de enduro. E completamente diferente da 250. O cara é forte, muito forte, mas muito controlável. Está aí uma moto forte, mas muito na mão. Ficou claro como é mais fácil andar de 350 do que de 450. Mais uma moto de cross que consegue atender bem em outras modalidades.

 

 

:: FC450 4T

husq_FC_450_MitterbauerH
Moto quatro-tempos de 450cc – Foto: Mitterbauer H.

 

Em uma palavra: MONSTRO. Muito forte o motor. Para quem quer potencia, esta é uma grande opção. Mesmo sendo muito forte, é uma moto na mão. Com o devido espaço, deliciosa. Fiquei sonhando em andar nesta moto nas Dunas do Maranhão ou em Ibiraquera. Sonho de cinema!

 

 

Saudação final

Foi uma sábado delicioso! É ótimo ver mais uma marca em nosso mercado e mais uma boa operação.

Obrigado ao Grupo Power pela ótima recepção. Bem-vinda, Husqvarna!

 

fernandinho_asw_husq_mauhaas-1
Fernando Silvestre – Foto: Mau Haas / BRMX