Stefan Everts avalia as condições da equipe Red Bull Teka KTM para 2012

Yamaha
Stefan Everts voltou das ferias e concedeu uma rápida entrevista para traçar um panorama de como estão seus comandados na equipe Red Bull Teka KTM. O decacampeão mundial de motocross tem sob sua coordenação para o Mundial de 2012 o italiano Antonio Cairoli e o alemão Max Nagl na MX1, além do holandês Jeffrey Herlings e do belga Jeremy van Horebeek na MX2.
Após alguns dias na Tailândia, onde descansou e comemorou seu 39º aniversário ao lado da esposa Kelly e dos filhos, Everts falou à YouthStream sobre detalhes do condicionamento de cada piloto, das motos, e dos próximos passos do time. Confira!
Sobre Antonio Cairoli
– Nosso campeão mundial da MX1, Antonio Cairoli, está recuperado de sua lesão na mão e já terminou os testes nas motos 350cc e 450cc. Ele está muito feliz com a nova 450, e achou o motor melhor do que na versão antiga. Mesmo assim, decidiu continuar com a 350cc para 2012.
Sobre Jeffrey Herlings
– Tenho lido em muitos websites que o Jeffrey Herlings vai competir na América (EUA) em 2013, mas isso não está 100% certo. Ele esteve na América em novembro e dezembro, pilotando supercross. A questão para o Herlings são os grandes saltos do supercross. Ele se divertiu nos EUA, mas não tenho certeza que ele quer correr lá. Ele tem dito em entrevistas que deseja ir, mas para mim não esta 100% que ele irá, e isso é o que ele me falou também. Jeffrey parou de pilotar na metade de dezembro e deve ficar de férias até metade de janeiro. A partir disso, ele vem para a Espanha e iniciaremos os treinos. Depois vamos para Sardenha (ilha italiana) para uma sessão de fotos e mais treinos.
Max Nagl, Antonio Cairoli, Jeremy van Horebeek e Jeffrey Herlings – Foto: G. Freeman/KTM Racing
Jeremy van Horebeek
A recuperação do ombro machucado de Jeremy tem sido boa e ele tem trabalhado pesado para entrar em forma. Já começou inclusive os treinos com moto e tem treinado um pouco de enduro para ajudar na recuperação, principalmente porque treinar motocross com o mau tempo que tem feito na Bélgica e na Holanda nem sempre e fácil.
Max Nagl
Max fez a segunda operação para tentar resolver seus problemas nas costas. Está difícil para ele encontrar um bom especialista. Vamos esperar que ele possa estar em forma para Valkenswaard (Holanda – abertura do Mundial em 9 de abril), mas vai ser difícil.
Por fim, Everts traçou os próximos passos do time laranja.
– A equipe KTM vai correr na Starcross em Mantova (Itália) e depois na rodada de abertura do Campeonato Italiano de Motocross, em Montevarchi. Aí então veremos o que acontece.

Yamaha