Ryan Dungey quebra sequência de Villopoto e vence 450 em Muddy Creek, no Tennessee

A terceira rodada do AMA Motocross 2013 derrubou os 100% de aproveitamento de Ryan Villopoto na classe 450cc, porém, não o destituiu da liderança da competição.

>>> Confira a classificação atualizada!

Com o terceiro lugar na primeira bateria e vitória na segunda corrida, Ryan Dungey ocupou o lugar mais alto do pódio na soma final da rodada realizada neste sábado, 1º de junho, em Muddy Creek, no Tennessee. Justin Barcia, com dois segundo lugares, e Ryan Villopoto, que ganhou a primeira e ficou em quarto na segunda, completaram o pódio.

Na 250, Marvin Musquin ganhou a etapa com dois segundo lugares. Ken Roczen venceu a primeira bateria e Eli Tomac faturou a segunda. O pódio da etapa ficou com Musquin, Tomac e Roczen, nesta ordem.

A próxima etapa acontece dia 8, na pista de High Point, em Mount Morris.

:: Resumo das baterias

> 450 – bateria 1
Ryan Villopoto fez o holeshot e ganhou a quinta em cinco baterias da temporada com quase dez segundos de vantagem para o segundo colocado, Justin Barcia, que fez sua melhor corrida na temporada, dando muito trabalho para o líder.

Ryan Dungey e Clement Desalle tiveram largadas ruins, mas conseguiram se recuperar bem. Dungey acabou em terceiro depois de ultrapassar Bubba. E Desalle conseguiu o quinto lugar depois de passar Alessi e ainda tentou roubar o quarto de Bubba.

Trey Canard sofreu uma queda e, pela primeira vez na temporada acabou fora do TOP 5.

> 450 – bateria 2
Villopoto caiu no começo da bateria e deixou o caminho livre para que sua sequência de vitórias fosse quebrada. Saindo na 16ª colocação, ele conseguiu chegar em quarto.

Justin Barcia largou na ponta e liderou boa parte da corrida, até a chegada de Ryan Dungey, que lhe tomou a liderança para não soltar mais.

Musquin venceu a etapa sem ganhar bateria – Foto: Divulgação

> 250 – bateria 1
O garoto de 17 anos, Cooper Webb, largou na ponta mas foi ultrapassado por Ken Roczen antes dos 5 minutos iniciais de corrida.

Quem
se recuperou foi Blake Baggett e Marvin Musquin, que conseguiram fazer
boas corridas, chegando em terceiro e segundo na bateria,
respectivamente.

Eli Tomac largou pra trás do décimo lugar e
precisou correr contra o tempo para chegar em quarto, mesmo tendo caído
depois da metade da prova. Ele e Webb protagonizaram uma das melhores
disputas da corrida.

> 250 – bateria 2
Enquanto Eli Tomac largou na frente e não olhou mais para trás, Ken Roczen largou muito mal e teve que fazer uma corrida de recuperação.

O alemão chegou a ultrapassar Justin Bogle, Baggatt e Osborne, mas tomou o troco de Baggett, o atual campeão, nas voltas finais. Assim, Roczen deixou escapar a vitória overall.

Musquin ganhou com dois segundo lugares, conquistando assim a segunda vitória na carreira sem nunca ter ganho uma bateria.

Baggett fez dois terceiro lugares, melhorando seu desempenho que havia começado abaixo do esperado na temporada.

:: Resultado overall

450
1. Ryan Dungey (3-1)
2. Justin Barcia (2-2)
3. Ryan Villopoto (1-4)
4. James Stewart (4-6)
5. Mike Alessi (6-5)
6. Clement Desalle (5-9)
7. Kevin Strijbos (14-7)
8. Andrew Short (12-10)
9. Trey Canard (29-3)
10. Broc Tickle (13-11)
11. Jake Weimer (18-8)
12. Chad Reed (15-13)
13. Josh Grant (7-36)
14. Phil Nicoletti (8-33)
15. Ryan Sipes (9-21)
16. Justin Brayton (10-40)
17. Tyla Rattray (11-38)
18. Malcolm Stewart (25-12)
19. Les Smith (17-18)
20. Vince Friese (40-14)

250
1. Marvin Musquin (2-2)
2. Eli Tomac (4-1)
3. Ken Roczen (1-4)
4. Blake Baggett (3-3)
5. Zach Osborne (6-5)
6. Jason Anderson (7-7)
7. Justin Bogle (12-6)
8. Kyle Cunningham (8-11)
9. Blake Wharton (11-9)
10. Cooper Webb (5-15)
11. Martin Davalos (13-8)
12. Joey Savatgy (10-12)
13. Cole Seely (9-13)
14. Justin Hill (16-14)
15. Jeremy Martin (21-10)
16. Alex Martin (15-16)
17. Darryn Durham (14-17)
18. Jackson Richardson (19-19)
19. Dillan Epstein (17-39)
20. Brady Kiesel (24-18)