Ramyller Alves deve ficar mais de dois meses fora das pistas

ramylleralves
Ramyller em 2013, em Carlos Barbosa-RS – Foto: Marco Dotto / BRMX

 

Ramyller Alves, 16 anos, deve ficar mais de dois meses afastado das pistas por causa de um acidente na quarta-feira, 15, em Miami, Flórida, Estados Unidos.

De acordo com o pai do piloto, Mauricio Alves, o acidente causou fraturas na perna (fêmur) e no braço esquerdo (pulso e acima do cotovelo). O garoto passou por cirurgias no dia 16 (data em que completou 16 anos) e depois ficou em repouso na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Agora se recupera no quarto do hospital em Miami.

Neste sábado, 18, o BRMX conversou com o pai do piloto, que contou mais detalhes e desmentiu a história de que Ramyller teria fraturado a bacia e o coxis, como algumas pessoas divulgaram nas mídias sociais.

– Ele está bem, melhorando. Estamos muito chateados por ver ele machucado e porque ele vivia um momento muito bom e uma expectativa muito grande para este ano. Agora é esperar e fazer a recuperação direitinho. Os médicos falaram que vai demorar cerca de seis semanas para o osso calcificar, e depois vamos voltando devagarzinho, sem apressar nada – disse Mauricio Alves por telefone.

A previsão inicial é que Ramyller fique pelo menos até junho afastado das competições. O pai tem esperança o filho possa participar das últimas classificatórias para o Loretta Lynn 2014.

– O tombo foi no mesmo lugar que ele caiu há um mês. Só uma pessoa viu, de longe, ele cair. Não sabemos direito como foi, mas é provável que a moto tenha batido nele para causar as lesões. Mas ela (moto) estava inteira, sem nenhum problema, mesmo depois do tombo. Só que ele (Ramyller) não lembra como caiu – relata.

Era um treino de rotina, conforme contou Mauricio, em uma pista que Ramyller estava acostumado a trabalhar com seu treinador. Ele havia feito sessões de treinos técnicos e o tombo aconteceu quando iria realizar uma bateria final.

– Estava falando com Ramyller no hospital e ele brincou comigo que vai voltar igual ao Villopoto, que voltou ganhando tudo depois da lesão no joelho – disse o pai.