Rally Cuesta Off-Road: Cesar Peduti vence a bordo da Husqvarna TE 300

Os nove pilotos da Bianchini Rally-Power Husky fecharam a 13ª edição do Rally Cuesta Off-Road com pódio. A prova foi disputada no fim de semana 4 e 5 na região de Botucatu, interior paulista, e reuniu competidores de vários estados e somou pontos para as 3ª e 4ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Baja e as 7ª e 8ª etapas do Brasileiro de Rally Cross Country.

Destaque para Cesar Peduti Filho #23 que foi Campeão da prova na categoria Marathon e o 5º mais rápido da geral pilotando uma Husqvarna TE 300.

Peduti acelerando sua Husqvarna TE 300 – Foto: Virgílio Cruz

Com 31 anos de off-road e há 11 competindo no Enduro FIM e Enduro de Regularidade, Peduti fez sua estreia no rali.

– Vim para Botucatu animado para correr essa etapa do Brasileiro de Rally Baja. Esperava completar bem a prova e me divertir nesta modalidade que acabei de conhecer e fui presenteado com essa vitória, comemorou o paulista que fez aniversário no domingo.

Sobre o desempenho da Husqvarna o piloto fez elogios:

– Gostei demais da performance da moto, em especial da suspensão original trabalhando em alta velocidade num terreno com muitas lombas, pedras escondidas, em meio a trechos com eucaliptos, além de trechos de areia.

 

Peduti: 1° na Marathon – Foto: Luciano Santos

Ainda na Marathon, Fernando Carvalho #5 ficou em 3º a bordo de uma Husqvarna. A equipe conquistou troféus também na Super Production, Prodution Aberta, Over 40 e Regional, mas nem todos os pilotos puderam ficar para a premiação.

 

Na Over 40 a equipe garantiu o 2° e 4° lugar – Foto: Luciano Santos

 

Na Over 40, Josemar Ferro #18 (Honda CRF 450X) ficou em 2º e Luiz Fernando Nutti #16 (KTM EXC 450) em 4º, Sérgio Souss (KTM 450) terminou em 5° nas Motos Regional.

Bianchini finalizou em 3° na Production Aberta – Foto: Sanderson Pereira

Fabrício Bianchini #4 (Husqvana FE 501) – Campeão Brasileiro de Rally Baja 2018 na Production Aberta – e Elias Folly #1 (KTM450) – Campeão Brasileiro de Rally Baja na geral e na Super Production 2018 – largaram para o segundo dia de prova, mas não completaram devido a um acidente com Folly, que sofreu uma forte queda em alta velocidade no início da Especial deste domingo.

– Larguei em 5º logo atrás dele e quando cheguei estava no chão com dor. Estava a 140 km/h quando passou por um mata-burro, que formou um degrau, e o jogou longe. Daí aguardamos a ambulância entrar na Especial e abandonei a prova para acompanhá-lo. Inacreditável que não aconteceu nada de grave com ele, ainda bem, relatou o amigo e companheiro de equipe Fabrício, 3º na Production Aberta no acumulado da prova.

 

Fabrício e Folly aliviados após o susto – Foto: Divulgação

Após vários exames Folly foi liberado para voltar para casa.

– Graças a Deus fiz ressonância e alguns exames e não teve nenhuma fratura, foi um milagre porque o tombo foi muito feio, fui ejetado da moto para longe, relatou o piloto no início da noite. O paranaense terminou o rali em 4º na Super Production.

Rodrigo Montemor #15 (Husqvarna FE501) teve um mal-estar e não largou no segundo dia, terminando em 3ª na Production Aberta.

Já Antonio Borges #9 (Kawasaki KLX 450) completou a Especial do dia com o  3º tempo na Super Production e finalizou o rali também em 3º na categoria.