Quinta etapa do Mundial de Motocross 2014 acontece neste fim de semana, na Bulgária

MXGP_5_BG_2013_MIX_1198
A pista de Sevlievo recebe Mundial há oito anos – Foto: Divulgação

 

Sevlievo, na Bulgária, recebe neste fim de semana de Páscoa a quinta rodada do Mundial de Motocross 2014. Localizada a 180 quilômetros de Sofia, capital búlgara, a pequena cidade está no calendário do Mundial MX há oito temporadas e já caiu nas graças do público, que costuma lotar o local em dia de motocross.

Em paralelo às corridas de MXGP e MX2, neste fim de semana e na mesma pista acontecerá a estreia do campeonato europeu de 300 cilindradas dois-tempos (EMX300), além da primeira etapa da temporada do europeu de 250cc (EMX250) e da segunda rodada do europeu de 125cc (EMX125).

Tamanho da pista: 1.680 metros
Tipo de solo: duro

 

:: Transmissão

Você pode acompanhar todas as etapas do Mundial MX online. Basta comprar a transmissão por 5,99 Euros (aproximadamente R$ 15). Se preferir, acompanhe os tempos cronometrados volta-a-volta aqui, é grátis. O canal de TV por assinatura Bandsports transmite para o Brasil – confira a programação aqui.

>>> Acesse aqui e saiba mais!

 

:: Programação – horário de Brasília

4h05 – EMX 300 – bateria 2
4h55 – EMX 125 – bateria 2
5h45 – EMX 250 – bateria 2

7h – MX2 – bateria 1
8h – MXGP – bateria 1

10h – MX2 – bateria 2
11h – MXGP – bateria 2

 

:: Na cola de Cairoli

PaulinSat_MXGP_4_TN_2014
Paulin venceu em Sevlievo no ano passado – Foto: MXGP

 

Nas quatro rodadas anteriores, muita coisa aconteceu no Mundial deste ano. Depois de passar por Catar, Tailândia e Brasil, o campeonato teve sua primeira rodada na Europa há uma semana, na Itália. O belga Clement Desalle venceu a categoria MXGP e o holandês Jeffrey Herlings faturou a MX2.

Mas a boa performance de Desalle não foi o único destaque do GP italiano. Jeremy van Horebeek ficou em segundo e mostrou mais uma vez estar em grande forma (é o único piloto que fez TOP5 em todas as oito baterias desta temporada).

Quem decepcionou foi Antonio Cairoli. Largou mal, caiu duas vezes, e terminou apenas na quinta colocação no fim do dia. Apesar disso, segue líder da MXGP com 17 pontos de vantagem sobre Desalle.

Vale lembrar que Gautier Paulin, Max Nagl, Desalle e Cairoli já venceram baterias nesta temporada. Paulin, incluisive, venceu em Sevlievo no ano passado e é quem mais ganhou baterias neste ano depois de Cairoli. O francês (Paulin) e os dois belgas (Desalle e Horebeek) são as maiores ameaças a Cairoli neste início de temporada.

 

:: MX2

RedPlate_MXGP_4_TN_2014
Tonus e seu number plate vermelho – Foto: MXGP

 

O suíço Arnaud Tonus segue líder da categoria após conquistar o number plate vermelho no Brasil, mas tem Jeffrey Herlings recuperado de lesão e “louco” para reconquistar a dianteira na tabela.

Glenn Coldenhoff vem crescendo no campeonato. Ganhou uma bateria na Itália e ainda é vice-líder na tabela, quatro pontos à frente de Herlings, que ocupa a terceira colocação.

Vale lembrar que em 2013, Jeffrey Herlings ganhou em Sevlievo. Jordi Tixier e Alessandro Lupino completaram o pódio.