Quem são os pilotos da Honda Racing Brasil em 2021

Hector, Jetro, Cale, Souza e Henicka – Foto: Idario Cafe / Mundo Press

 

A Honda Racing Brasil anunciou os pilotos, patrocínios e estratégias de competições para 2021, nesta quarta-feira (24/3), por meio de vídeo no YouTube (Honda Motos Brasil) e Facebook (Honda Racing Brasil) -o vídeo permanece disponível para acesso-. Em temporada marcada pelos 50 anos da Honda no Brasil, a empresa, que é a maior patrocinadora do motociclismo nacional há mais de quatro décadas, reforçou o compromisso com as modalidades Motocross, Enduro, Rally, Enduro de Regularidade e Motovelocidade.

Entre os destaques deste ano está o projeto de intercâmbios internacionais. A novidade será a estreia do piloto paulista Eric Granado no Espanhol de Superbike – um dos principais campeonatos do cenário da Motovelocidade. Com patrocínio da Honda Brasil, Granado competirá pela equipe Honda Laglisse acelerando a nova CBR 1000RR-R Fireblade SP, modelo previsto para ser lançado no mercado brasileiro em 2021.

O projeto de patrocínios internacionais da Honda Brasil também contempla o segundo ano consecutivo de Bruno Crivilin no Mundial de Enduro. Em 2020, ele fez história ao levar o Brasil ao lugar mais alto do pódio em uma das etapas, além de trazer ao país a medalha de bronze na classe J1, para pilotos até 23 anos e com motocicleta até 250 cilindradas. Em 2021, Crivilin sobe para a categoria E1, com a mesma moto, a CRF 250RX, e continua na equipe Honda S2 Motorsport, liderada pelo italiano campeão mundial Alex Salvini.

Para Alexandre Cury, diretor comercial da Honda Motos, as iniciativas de patrocínio trarão inúmeros benefícios aos atletas e ao motociclismo brasileiro. “As participações dos nossos pilotos em provas internacionais são importantíssimas para o desenvolvimento do esporte no Brasil. É uma oportunidade única de atuarem ao lado dos principais pilotos mundiais, nos padrões globais de organização, com acesso ao que existe de melhor em termos de recursos técnicos e humanos. Esses intercâmbios são fundamentais para que os pilotos atinjam seu potencial máximo de desempenho, e para elevar o patamar do esporte no Brasil.”

O executivo continua: “Em 2021 teremos uma data especial para celebrar na nossa história, os 50 anos da Honda no Brasil. É meio século de muito trabalho e dedicação, tanto na produção das motocicletas quanto nos investimentos que movem este mercado. As competições fazem parte do universo das duas rodas e estão no DNA da empresa. Afinal, como disse nosso fundador Soichiro Honda, ‘sem competições, não há Honda’”.

Equipes 2021 – Comandados pelo multicampeão Felipe Zanol, a equipe de Enduro contará com o quarteto 100% vitorioso na última temporada: Bruno Crivilin (classe E1), com a CRF 250RX; Vinicius Calafati (E2) e Gabriel Soares (EJ), que encaram novas categorias em 2021 com a CRF 450RX; e Bárbara Neves, representante da equipe na classe EF, exclusiva para as mulheres, com a moto nacional Honda CRF 250F.

O time de Rally também continua com grandes campeões. Jean Azevedo, dono de dez títulos na geral do Brasileiro de Rally Cross Country e de sete taças na geral das motos no Sertões, representa o esquadrão vermelho na categoria Moto 1, ao lado de Gregorio Caselani, bicampeão brasileiro da modalidade e campeão do Sertões. Bissinho Zavatti vai acelerar na Moto 2. Os três utilizarão a CRF 450RX em 2021. Já Thiago Veloso segue na missão de representar o time na classe Brasil, destinada às motocicletas nacionais, com a CRF 250F. A novidade é a chegada de Tiago Wernersbach à equipe de Rally, também com o modelo nacional da Honda, na categoria Brasil. Ele é tricampeão brasileiro de enduro e, nos últimos anos, integrou equipes satélites da Honda.

Além de ser chefe da equipe de Rally, o experiente Dário Júlio representa a Honda Racing como piloto em competições de Enduro de Regularidade, pela categoria Over 40. Thiago Veloso e Tiago Wernersbach competem na categoria Brasil e Bárbara Neves, na Júnior. Os quatro utilizam nos desafios a motocicleta Honda CRF 250F. Outro piloto que encara provas de Enduro de Regularidade é Gabriel Soares, na classe Sênior, com a CRF 450RX.

No Motocross, a equipe oficial conta com os campeões Hector Assunção e Jetro Salazar na MX1, com a CRF 450R. Na MX2, com a CRF 250R, Leonardo Souza terá a companhia de Henrique Henicka, selecionado por meio do Honda Talent Test (HTT), programa direcionado aos novos talentos do motociclismo. O chefe do time é o Cale Neto. A modalidade também terá a equipe satélite FK Racing Team, chefiada por Franki Galvão. O time conta com os pilotos Gustavo Pessoa (MX1), Renato Paz “Muguinho” (MX2), Gabe Gutierres (MX2) e Mateus Oliveira (MX2 Jr).

Mais do que equipes e pilotos, a Honda patrocina as principais competições e provas do motociclismo nacional, como o Sertões, Campeonato Brasileiro de Motocross, Arena Cross, Campeonato Brasileiro de Enduro, Rally Piocerá/Cerapió, Enduro da Independência e SuperBike Brasil.

Investimento na formação de base – Com as novas estratégias de incentivo à Motovelocidade, o foco da Honda no SuperBike Brasil em 2021 será totalmente direcionado para as categorias de formação de novos pilotos: a Honda Junior Cup e a Copa Pro Honda CBR 650R. A ida de Granado para o Campeonato Espanhol e a despedida da equipe oficial da principal classe do SuperBike Brasil, a SuperBike Pro, abrem ainda mais espaço para as categorias de base.

Assim, o chefe de equipe Reinaldo Campos assume o cargo de responsável técnico da Honda Junior Cup, que completa nove temporadas de sucesso. Ele também será o coordenador técnico da Copa Pro Honda CBR 650R. A competição estreou em 2020 e o embaixador da categoria e da Honda Junior Cup continua sendo o piloto Rafael Paschoalin.

Outro piloto que terá novamente o apoio da Honda neste ano é Fred Kyrillos. Um dos principais nomes do Freestyle Motocross, ele já faturou em 2021 o Duelo de Motos e vai representar o Brasil no Mundial da modalidade, que tem etapa prevista no país em outubro.

Patrocinadores – Pelo terceiro ano consecutivo, o Óleo Pro Honda será patrocinador das equipes Honda Racing. DID Correntes e Honda Seguros estarão também com todos os times oficiais. No Motocross, a Fox retorna como fornecedora dos equipamentos e a equipe segue com o apoio da Zeta. Já no Enduro e Rally, o parceiro dos uniformes é a ASW. As botas serão novamente da Alpinestars.

Mesmo em um período marcado por dificuldades em função da pandemia de coronavírus, a Honda reforçou o compromisso com o esporte e trouxe parceiros que compartilham dessa mesma filosofia, como mostra Odair Dedicação Junior, gerente de marketing da Honda Motos. “Assim como em 2020, não teremos um ano fácil em 2021, por isso agradeço todos os parceiros. Estamos na expectativa de que toda essa situação de pandemia melhore. Para esta temporada, ajustamos e distribuímos os investimentos conforme as metas de cada modalidade, sempre com o objetivo de incentivar o esporte sobre duas rodas no Brasil”, finaliza.

Confira as equipes e pilotos oficiais da Honda Racing Brasil 2021:

 

MOTOVELOCIDADE
Eric Granado #51 – Campeonato Espanhol de SuperBike – CBR 1000RR-R Fireblade SP

ENDURO
Bruno Crivilin #1 – E1 e Mundial de Enduro – CRF 250RX
Vinicius Calafati #32 – E2 – CRF 450RX
Gabriel Soares #7 – EJ – CRF 450RX
Bárbara Neves #116 – EF – CRF 250F
Chefe de equipe: Felipe Zanol

RALLY
Jean Azevedo #3 – Moto 1 – CRF 450RX
Gregorio Caselani #7 – Moto 1 – CRF 450RX
Bissinho Zavatti #6 – Moto 2 – CRF 450RX
Thiago Veloso #25 – Brasil – CRF 250F
Tiago Wernersbach #41 – Brasil – CRF 250F
Chefe de equipe: Dário Júlio

ENDURO DE REGULARIDADE
Dário Júlio – Over 40 – CRF 250F
Thiago Veloso – Brasil – CRF 250F
Tiago Wernersbach – Brasil – CRF 250F
Gabriel Soares – Sênior – CRF 450RX
Bárbara Neves – Júnior – CRF 250F
Chefe de equipe: Dário Júlio

MOTOCROSS
Hector Assunção #30 – MX1 – CRF 450R
Jetro Salazar #60 – MX1 – CRF 450R
Leonardo Souza #45 – MX2 – CRF 250R
Henrique Henicka #75 – MX2 – CRF 250R
Chefe de equipe: Cale Neto