Resultados da primeira etapa do Super Enduro Borilli Racing 2016

Yamaha
superenduro_chapeco
Pilotos comemoraram realização do evento – Crédito: Divulgação

 

A cidade de Chapecó, no oeste do estado de Santa Catarina, recebeu 169 inscrições em 11 categorias para a abertura do Super Enduro Borilli Racing, nos dias 30 e 31 de julho. O evento que reuniu 2.500 pessoas nas arquibancadas e camarotes, segundo informações da organização. A organização do evento prevê mais quatro etapas até o final do ano.

No sábado, o Super Enduro iniciou com a categoria Trilheiros – criada para fomentar a iniciação ao esporte. Pilotos amadores entraram na pista para a volta rápida. Um a um eles fizeram a tomada de tempo. Juliano Zen, da cidade de Brusque, Santa Catarina, girou a volta com pouco mais de 39 segundos e foi o primeiro a subir ao pódio no final de semana. A iniciativa de colocar nos moldes “superpole” a categoria trilheiros é para fomentar novos pilotos na modalidade, que é nova no Brasil.

No domingo, o evento passou a contar com as corridas. A expectativa maior era com relação a principal categoria, a Prestigie Pró, que reuniu pilotos experientes e muitos com participação na etapa brasileira do Mundial de Super Enduro.

Foram duas largadas de 8 minutos mais uma volta. O piloto de Colatina, Espírito Santo, Patrick Capila, fez duas largadas precisas e venceu a etapa.

– Estou muito feliz. Este evento é um sonho para os pilotos porque o público vibra, aplaude e incentiva muito de perto. Achei muito legal e acho que essa modalidade é o futuro – disse Capila.


A próxima etapa será em Palmitos, Santa Catarina. Conhecida pela qualidade da água termal e rede hoteleira o Balneário de Ilha Redonda, a cerca de 500 km de Florianópolis, a cidade se prepara para receber o circo da nova modalidade no Brasil.

– Iniciamos bem. Procuramos montar uma estrutura para que os pilotos se divertissem e o público pudesse acompanhar com conforto – salienta Valerio Netto, locutor que está à frente do projeto.

 

Resultados

TRILHEIROS
1º –  JULIANO ZEN – 41’474
2º – HERICK DA SILVA – 41’503
3º – EVENDRO PERDERSETTI – 41’724

PRESTIGE
1º – PATRIK CAPILA DE SOUZA REGINALD -35’493
2º – RONALD SANTI – 35’636
3º – ANTONIO EDU BRAZACA – 35’933

IMPORTA F. L. EVOLUÇÃO
1º – VICTOR ALBERTO FONTANA – 35’793
2º – THAUAN LAUCSEN – 37’644
3º – 366 – CASSIO GHELLER MORETO – 41’631

IMPORTADA F.L. MASTER
1º – MICHEL CECHET – 35’845
2º – JULIANO CESAR SPIER – 38’381
3º – VALMIR ANTONIO MAISON – 38’616

IMPORTADA F.L. OVER 40
1º – VALMIR ANTONIO MAISON – 37’795
2º – JOCELITO K DE ALMEIDA – 38’899
3º – RONY VIEIRA – 44’235

JUNIOR
1º – DANIEL FOLADOR – 43’944
2º – VICTOR HUGO MILLER – 44’777
3º – MAURICIO MILAN – 46’224

FEMININO
1º – JANAINA TODESCHINI – 50’551
2º – JORDANA ZUFFO – 52’590
3º – RAFAELA ROSINA – 1:01,449

NACIONAL F.L.
1º – FABRICIO THEISS – 38’535
2º – GEAN TELMO POMPEO DA SILVA – 40’929
3º – DAGMAR CESAR CALZA – 44’679

NACIONAL F.L. ESTREANTE
1º – JULIANO HANS  – 41’157
2º – AUGUSTO CESAR GIRARDI – 41’835
3º – ONEI LEHMEN – 40’814

NACIONAL F.L. MASTER
1º – RAFAEL CHAVIER DA CRUZ – 41.649
2º – VOLNEI MAISON – 43.839
3º – ADRIANO LUCCA – 46.317

NACIONAL F.L. OVER 40
1º – VOLNEI MAISON – 43’726
2º – DANIEL MORANDINI – 43’261
3º – RICARDO ZANCHETT – 50’480

 

superenduro_chapeco2

superenduro_chapeco3

Yamaha