Polêmica: FIM faz inspeção e confirma motor de 350cc na KTM de Cairoli

KTM 350
Antonio Cairoli em Talavera de la Reina, na Espanha – Foto: Youthstream

 

Há muito tempo haviam especulações sobre a potência do motor de Antonio Cairoli. Apesar das afirmações da equipe Red Bull KTM que se trata de um motor de 350 cilindradas, muitos achavam – pela supremacia e facilidade com o italiano vence corridas – que a KTM 350 do piloto tinha mais potência (a maioria da categoria MXGP usa motores de 450cc).

Depois do GP da Espanha do Mundial de Motocross 2014, realizado no domingo passado, 11, a Federação Internacional de Motociclismo (FIM) fez uma inspeção no motor da KTM 350SX-F do italiano, e confirmou que se trata de um motor de 350cc.

– Os rumores podem parar agora. A verdade veio a tona. Sabíamos o tempo todo, mas ninguém acreditaria em nós – disse Dirk Gruebel, coordernador técnico da Red Bull KTM.

Porém, há motivos para a dúvida persistir. O primeiro é que a inspeção foi encomendada pela própria KTM. O segundo é que a abertura do motor aconteceu justamente no fim de semana em que Cairoli teve um desempenho abaixo do normal (quarto colocado no GP da Espanha). Não poderia o campeão ter utilizado uma 350cc só nesta corrida, sabendo que haveria uma inspeção no fim do dia?

Cairoli compete de KTM 350SX-F desde o fim de 2009, quando assinou o primeiro contrato com a marca austríaca. De lá pra cá, ganhou o Mundial na principal categoria nos anos de 2010, 2011, 2012 e 2013. Atualmente lidera a MXGP com 24 pontos a mais que o vice-líder, o belga Clement Desalle.

A grande especulação é que a KTM usa Cairoli para fazer uma bela jogada de marketing. No Mundial as motos são protótipos e podem sofrer diversas alterações em relação as produzidas em série pelas fábricas. Seria relativamente fácil para a KTM transformar o motor da 350 em um motor mais forte para competir de igual para igual com as 450, mas a equipe da fábrica jura (e agora tem como provar pela inspeção da FIM) que é uma moto com motor de 350cc.

 

KTM 350
Inspeção da FIM – Foto: Adam Wheeler