Organização mantém provas das categorias MX1, MX2 e MX3 na quinta etapa do Brasileiro de Motocross 2013

Italiano Andrea Terenzi fará participação especial na MX3 – Foto: Mau Haas / BRMX

* Atualização da manhã deste domingo
O dia amanheceu com sol, mas por volta das 8h30 rolou a primeira pancada de chuva na pista. A previsão é que chova 10mm ao longo do dia, o que é menos que no sábado, mas ainda assim é uma quantidade razoável de água.

Os pilotos fizeram um protesto antes dos treinos por diversas reivindicações e por isso a programação está atrasada em uma hora. Ainda hoje: saiba mais sobre os protestos aqui no BRMX.


Depois de muita chuva e reuniões ao longo de sábado, a CBM decidiu manter a realização das provas de domingo das categorias MX1, MX2 e MX3, válidas pela quinta etapa do Brasileiro de Motocross 2013, que acontece m Salvador, Bahia.

As provas das categorias 65cc e Júnior foram adiadas. Em uma das três etapas restantes – Santa Catarina, Goiás ou Paraná – haverá rodada dupla destas categorias. Como geralmente acontece uma bateria só, em um destes lugares haverá duas.

>>> Veja fotos deste sábado em Salvador

A possibilidade de cancelar todas as corridas foi cogitada, já que a chuva que caiu prejudicou demais o circuito. Quem se lembra do GP Brasil em Penha-2012, quando era impossível pilotar, pode fazer um comparativo e ter uma ideia de como está a pista em Salvador.

A chuva também trouxe preocupação quanto ao resgate dos pilotos na parte
mais alta da pista. De acordo com o presidente da CBM, Firmo Alves, uma
ambulância 4X4 foi contratada para trabalhar neste domingo, precavendo a
necessidade de resgate rápido naquela parte do traçado.

– Já vi etapa de Brasileiro, na época forte do Brasileiro, lá em Belo Horizonte, em Serra Verde, ser cancelada porque não
dava para chegar com a ambulância no local mais alto. Se não tem
segurança, é melhor cancelar. Um pulmão perfurado pode ser fatal se o
socorro não for rápido. E é \”fácil\” perfurar um pulmão – disse
Chumbinho, que já teve este tipo de lesão duas vezes.

Devido a todo esse impasse, o sábado foi de muita indecisão para todos. Houve atletas da MX3 que tiveram que decidir entre adiar a passagem de volta para casa ou então desistir da bateria de domingo. O debate entre pilotos, mecânicos e chefes de equipe também foi grande, todos especulando se a etapa seria cancelada ou não.

– O mais importante é a segurança dos pilotos. Acho que se não tem segurança suficiente, não vale a pena levar nada adiante, seja onde for a etapa. Nenhum prejuízo é maior do que um piloto machucado – ponderou Wellington Valadares, chefe da equipe Honda Mobil.

:: Confira a programação deste domingo

WARM UP
9h – MX3 / 15min.

CRONOMETRADOS
9h20 – MX2 / 15min.
9h40 – MX1 / 15min.
10h – Nacional Pró – Intermediaria (regional)
10h20 – MX Pro Intermediaria (regional)

PROVAS
10h35 – MX2 / 1ªbat / 30min + 2 vol.
12h – MX1 / 1ªbat / 30min + 2 vol.
12h40 – MX3 / 20min + 2 vol.
13h20 – MX2 / 2ªbat / 30min + 2 vol.
14h20 – MX1 / 2ªbat / 30 min + 2 vol.
15h20 – Nac. Intermediaria – Pro / 10min + 2 vol. (regional)
16h – MX Inter. – Pro – 10min + 2 vol. (regional)