Números apontam Carlos Campano como favorito ao título do Brasileiro de Motocross 2012 na MX1

O fim de semana dos dias 8 e 9 de setembro se aproxima e as expectativas para a final do Brasileiro de Motocross 2012 aumentam.

Para que você fique ligado em tudo que pode acontecer em Dourados, Mato Grosso do Sul, o BRMX tabelou as estatísticas dos candidatos aos títulos das duas principais categorias – MX1 e MX2.

Nesta segunda-feira, 3, você acompanha os números da MX1, que apontam o favoritismo para Carlos Campano. O espanhol venceu quatro vezes mais baterias que Adam Chatfield – oito vezes mais que Balbi Junior – e só não ganhou pelo menos uma das duas baterias na etapa de Foz do Iguaçu. Compare!

Carlos Campano

Carlos Campano depende apenas de si para levantar a taça do Brasileiro de MX 2012 – Foto: Mau Haas / BRMX

300 pontos
8 vitórias em baterias
2 vezes segundo colocado
Nenhuma vez terceiro colocado

Média de pontos por bateria: 21,4
Aproveitamento: 85,7%
Pior resultado: o espanhol registra duas vezes o 10º lugar. Uma foi na lama de Foz do Iguaçu e outra após um pneu furado em Nova Alvorada do Sul.

O que precisa para ser campeão? Com dois segundos lugares, Campano será campeão – alcançaria 344 pontos. Se Adam Chatfield ganhar as duas baterias, chega a 343 pontos.

Adam Chatfield

Adam Chatfield encostou em Campano na etapa de Nova Alvorada do Sul, a quarta do campeonato – Foto: Mau Haas / BRMX

293 pontos (7 a menos que o líder)
2 vitórias em baterias
7 vezes segundo colocado
2 vezes terceiro colocado

Média de pontos por bateria: 20,9
Aproveitamento: 83,7%
Pior resultado: sexto colocado – após cair duas vezes – na primeira bateria da etapa de Anchieta, Espírito Santo.

O que precisa para ser campeão? O inglês precisa vencer as duas baterias e torcer para Campano ficar para trás do segundo colocado em pelo menos uma delas. No caso de Campano ganhar a primeira, ele abre, no mínimo, dez pontos sobre Chatfield. Assim, o inglês teria que vencer a segunda corrida e torcer para o espanhol ficar em sétimo na bateria.

Jorge Balbi Junior

Balbi Junior demorou para \’engrenar\’ na temporada 2012 – Foto: Elton Souza / BRMX

253 pontos (47 a menos que o líder)
1 vitória em bateria
2 vezes segundo colocado
5 vezes terceiro colocado

Média de pontos por bateria: 18,07
Aproveitamento: 72,2%
Pior resultado: Balbi caiu feio e ficou sem pontuar na primeira bateria de Carlos Barbosa, Rio Grande do Sul. Depois disso, seus piores desempenhos foram três quintos lugares em baterias diferentes – Carlos Barbosa, Foz do Iguaçu e Aracaju.

O que precisa para ser campeão? As chances de Balbi são remotas. Carlos Campano teria que ficar sem pontuar e Balbi teria que ganhar as duas baterias. Assim chegaria a 303 pontos, três a mais que os atuais 300 de Campano.

:: Classificação do campeonato

MX1
1) Carlos Campano – 300 pontos
2) Adam Chatfield – 293 pontos
3) Balbi Júnior – 253 pontos
4) Leandro Silva – 248 pontos
5) Wellington Garcia – 247 pontos
6) Jean Ramos – 211 pontos
7) Marcello \”Ratinho\” Lima – 198 pontos
8) Humberto Martin – 192 pontos
9) Duda Parise – 66 pontos
10) Adrian Garrido – 62 pontos