Norte-americano, Cody Webb, vence etapa brasileira do Mundial de Super Enduro 2016

Yamaha
139144_Cody Webb KTM 250 XC-F Belo Horizonte 2016
Cody Webb agora é vice-líder do campeonato – Crédito: Future7

 

Um sábado inesquecível para as 8.500 pessoas que acompanharam, no Mineirinho, a etapa brasileira do Mundial de Super Enduro 2016, a quarta da temporada 2015/2016. E também para o norte-americano Cody Webb, para quem Belo Horizonte virou sinônimo de conquistas. No ano passado, foi na capital mineira que ele chegou ao alto do pódio pela primeira vez na competição. E repetiu a dose desta vez, com um estilo eficiente e agressivo de pilotagem, arrancando aplausos da plateia. Especialmente porque o lugar mais alto do pódio veio na última curva da última corrida, com uma manobra sensacional.

Webb foi o melhor na primeira bateria, mas, na segunda, se desequilibrou duas vezes e recebeu a bandeirada em segundo, atrás do companheiro de equipe Jonny Walker. Na corrida decisiva, parecia caminhar para um domínio tranquilo, mas voltou a cair, passando do primeiro para o terceiro lugar. Começou então uma perseguição a Walker, que, com a segunda posição momentânea (Colton Haaker herdou a liderança e não a perdeu até a bandeirada), levaria o triunfo geral. Mas o norte-americano da KTM não se deu por vencido e, ao bloquear a trajetória do rival nas pedras da última curva, acelerou para fazer a festa.

– É incrível, vou me lembrar para sempre, duas vitórias em dois anos é realmente especial. Ainda mais do modo como foi, posso dizer que me diverti bastante. Na segunda bateria quis impor um ritmo muito forte e acho que isso me desconcentrou, cometi erros bobos. Na terceira foi algo parecido e, quando vi que Jonny havia me ultrapassado, os números do campeonato começaram a passar pela minha cabeça, isso me incentivou a tentar superá-lo. E consegui exatamente onde havia planejado. O público aqui é sensacional – elogiou o simpático californiano, aplaudido de pé.

 

:: Melhores momentos

 

Quem também leva ótimas lembranças de BH na bagagem é o alemão Manuel Lettenbichler, que venceu a etapa na Júnior dominando as três corridas e mostrando por que é o líder da competição. O português Luís Oliveira e o sul-africano Blake Gutzeit completaram o pódio. O capixaba Bruno Crivilin fez bonito, com a quinta posição geral.

– Valeu muito, pois adquiri bastante experiência e andei num ritmo forte, apesar de estar voltando de uma lesão. Quero andar novamente ano que vem – disse o brasileiro.

Na categoria Nacional, outro bicampeão, o capixaba Felipe Carlette, que havia vencido em 2014. Na categoria com maior número de inscritos do evento (43), não faltaram pegas, tombos e engarrafamento nos pontos mais críticos do circuito. O campeão brasileiro de Trial, Thiago “Vermelho” Pimenta, surpreendeu em sua estreia na modalidade e ficou com a segunda posição.

O Mundial de Super Enduro no Brasil teve a Supervisão da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais (FMEMG). Realização da ABC Communications e organização da Quanta Sports. A competição prossegue dia 12, em Praga, na República Tcheca, e será encerrada uma semana depois, em Madri (Espanha).

 

Resultados da 4ª etapa / Belo Horizonte

Categoria Prestige
1) Cody Webb (EUA/KTM)
2) Colton Haaker (EUA/Husqvarna)
3) Jonny Walker (ING/KTM)
4) Taylor Robert (EUA/KTM)
5) Alfredo Gómez (ESP/KTM)

Classificação do campeonato
1) Walker, 212 pontos
2) Webb, 203
3) Haaker, 188
4) Gómez, 142
5) Taylor Robert, 141.

 

Categoria Júnior
1) Manuel Lettenbichler (ALE/KTM)
2) Luís Oliveira (POR/Yamaha)
3) Blake Gutzeit (AFS/KTM)
4) Tim Apolle (ALE/Husqvarna)
5) Bruno Crivilin (BRA/KTM)

Classificação do campeonato
1) Lettenbichler, 223 pontos
2) Oliveira, 181
3) Gutzeit, 170

 

Categoria Nacional
1) Felipe Carlette (ES/Kawasaki)
2) Thiago “Vermelho” Pimenta (MG/KTM)
3) Guilherme Nascimento (MG/KTM)
4) Ronald Santi (MG/Honda)
5) Gabriel Badaró (MG/Yamaha)

Yamaha