MXoN 2020: CBM divulga nomes dos pilotos que irão representar o Team Brasil na França

Após o encerramento da temporada 2019 do Brasileiro de Motocross, realizado no fim de semana dos dias 26 e 27 de outubro no BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte em Confins, Minas Gerais, a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) começou a preparação para a formação do Team Brasil que irá representar o país no Motocross das Nações 2020, na França.

Durante o briefing técnico realizado na grande final do Brasileiro de Motocross, o presidente da CBM, Firmo Alves, informou as mudanças na forma de convocação dos atletas. A instituição passará a ter participação direta na formação do time.

– O Nações acontece somente em 2020, mas já começamos a partir de agora os trabalhos para selecionar os melhores pilotos brasileiros e formar a equipe para representar o país no mundial. Estamos convocando quatro atletas, sendo que três farão as disputas oficiais e um ficará na reserva. Com a antecipação da divulgação dos nomes que farão parte do Team Brasil queremos dar a oportunidade aos pilotos de começar a partir de agora a fazer a negociação com seus patrocinadores para conseguirem a permissão para participar desta competição – comentou o presidente, que já antecipou a divulgação dos nomes dos pilotos.

Entre os nomes que vão integrar o Team Brasil no Nações estão Fábio Santos, Gustavo Pessoa, Enzo Lopes e Hector Assunção, que já tiveram a honra de representar o país na competição em outros anos.

 

 

Todos os atletas convocados possuem uma brilhante carreira e já se consagraram campeões brasileiros de motocross. A CBM ainda não confirmou quem ficará na reserva, pois uma avaliação técnica de cada piloto será feita para posteriormente ter a decisão final. Em breve a convocação oficial será encaminhada aos atletas.

A CBM, a maior e única instituição do motociclismo sendo reconhecida como representante da FIM no Brasil, começará a desenvolver campanhas de cunho comercial que ajudarão a custear as despesas da equipe.

Diferentemente do que era realizado pelas gestões anteriores da CBM, agora os atletas passam a integrar o time de forma homogênea e independente, podendo tanto os atletas terem seus próprios patrocinadores como também o time ter uma ou várias empresas apoiadoras.

– Antes um piloto não podia participar porque na equipe havia pilotos de marcas concorrentes e isso acabava gerando desgastes e favorecendo às empresas e não o talento dos atletas indicados. Com isso, a CBM viu a necessidade de assumir a organização do Team Brasil para que tenhamos um time com o mesmo uniforme defendendo a bandeira verde e amarela, mesmo podendo os pilotos de forma individual defender o interesse de seus patrocinadores particulares, sem interferir na qualidade técnica da equipe formada – explicou Firmo.

Desta forma, a CBM convoca os quatro melhores pilotos da atualidade para participar do MXoN 2020, marcado para os dias 26 e 27 de setembro do próximo ano em Erneé, na França.