MX Vacation, bastidores do AMA, dica de pilotagem!

Olá amigos leitores do BRMX!

De agora em diante estarei com o blog hospedado aqui e espero poder contribuir muito com novidades, não apenas sobre mim, mas também com notícias do motocross mundial (hoje começamos com o “desemprego” no AMA).

Além disso, todas as minhas postagens terão algumas dicas de pilotagem, já que sei que a maioria das pessoas que acompanha o site também acelera uma moto!

Vamos lá!

Mesmo com o fim dos campeonatos no Brasil, tenho vivido dias agitados. Após a última etapa do Brasileiro de Motocross 2012, procurei traçar algumas metas para 2013.

Felizmente, a primeira delas já foi atingida antes mesmo do que eu imaginava: voltar a correr no SX americano. A minha participação e os meus resultados no Monster Cup me deixaram bastante feliz. Porém, não vou me alongar neste assunto, já que o BRMX fez uma cobertura fantástica não só da minha participação, mas de tudo o que aconteceu antes, durante e depois!

Como tudo na vida, para alcançar o sucesso é preciso programar e começar a trabalhar com antecedência. Tenho feito muito mais coisas do que vinha fazendo durante a temporada. Além de manter meus treinos em ritmo mais light (aprimorando algumas técnicas novas fora da moto) e cuidar de algumas pequenas lesões (normais a um piloto de MX), tenho ministrado cursos de pilotagem e trabalhado em um novo projeto.

Vou passar a oferecer alguns serviços na Califórnia a partir de janeiro de 2013. Será uma espécie de “motocross vacation”, com aluguel de motos, cursos, e até mesmo a chance para pilotos profissionais que desejam fazer uma pré-temporada completa na Califórnia, com hospedagem, moto, transporte e acompanhamento profissional. Como isso ainda é um projeto em construção, é tudo que eu posso dizer no momento. Em breve darei mais detalhes.

Vamos falar um pouco de AMA SX?

O AMA vive um momento no mínimo estranho. Grandes pilotos estão ficando sem emprego ou sendo obrigados a ir para equipes inferiores, enquanto outros como Josh Hill, que vem de temporadas ruins, já estão garantidos.

A última bomba foi o desmoronamento da equipe Jeff Ward Racing, que já tinha como certo o Dean Wilson e o Kyle Chisholm, dois pilotos que entraram para lista dos desempregados. Dificilmente Dean Wilson ficará sem equipe. Mesmo após um ano ruim, ele ainda continua sendo uma grande promessa.

Ivan Tedesco tem feito testes para o time Pro Circuit, porém não pode correr por eles já que, pelo regulamento, ele não pode correr de 250 no Supercross.

Josh Hansen está treinando supercross de Suzuki 450, mas segue sem emprego.

Brett Metcalfe também está sem equipe. Ele confidenciou que, após um acidente com moto Suzuki Oficial, causado por um defeito mecânico (nas palavras dele), nem um comunicado recebeu da equipe. Os rumores dizem que correrrá somente o motocross, pela Valli Yamaha.

Tommy Hahn vive situação complicada aos 26 anos! Caso não consiga um bom emprego, deve pendurar as botas no final do ano. Que situação.

E, para fechar a lista dos desempregados, Kyle Regal, 25º colocado no SX e 22º no MX – classe 450 – em 2012 anos.

:: Dica de pilotagem ::

Procure pilotar sempre na ponta dos pés. Isso, além de tornar sua pilotagem mais segura, vai aumentar muito sua sensibilidade e precisão com os controles de freio e marcha, além de proporcionar mais confiança em retas ou decidas com buracos, já que a distância entre a bunda do piloto e a moto será maior, evitando aquele famoso tapa que descontrola e geralmente faz perder os pés das pedaleiras.

Não entendeu? Assista algum vídeo do Ryan Villopoto ou do lendário Stefan Everts, os dois que melhor executam essas técnicas.

Grande abraço, e até a próxima! Braaaaaaaaaaap!