Mundial de MX 2019: conheça a história do GP da Inglaterra

Matterley Basin recebe nos dias 23 e 24 de março o GP da Inglaterra, segunda etapa do Mundial de Motocross 2019. Rodada britânica do campeonato é sediada neste circuito desde 2006 – Foto: mxgp.com

 

A temporada 2019 do Mundial de Motocross prossegue no próximo fim de semana, dias 23 e 24 de março, com a segunda etapa do campeonato, o GP da Inglaterra, em Matterley Basin.

Esse é um dos GPs mais antigos do calendário.

O primeiro foi realizado em 1957, em Hawkstone Park, e quem venceu foi a lenda britânica Jeff Smith, bicampeão mundial de motocross, na época pilotando uma BSA.

 

Jeff Smith (#14) durante o GP da Inglaterra das 500cc de 1957 em Hawkstone Park, o primeiro GP da história disputado em solo britânico, com vitória do próprio Smith

 

Desde então, ao longo destes 60 anos, o GP da Inglaterra visitou muitos circuitos incríveis.
Hawkstone Park foi a base do GP das 500cc após a estreia em 1957 e, durante oito anos, os melhores pilotos do mundo competiram no arenoso circuito.

Pilotos como Bill Nilsson e Rolf Tibblin obtiveram vitórias em Hawkstone, mas foi novamente Smith quem encerrou o ciclo de vitórias em Hawkstone Park, ao faturar os últimos GPs em 1963 e 1965 (o GP da Inglaterra ficou fora do calendário do mundial em 1964).

 

Bill Nilsson venceu alguns GPs da Inglaterra em Hawkstone Park entre as décadas de 50 e 60…

 

… idem o piloto Rolf Tibblin

 

Hawkstone Park entrou e saiu do calendário do Mundial de Motocross muitas vezes, revezando o GP da Inglaterra nas 500cc com outros circuitos, como Farleigh Castle e Donington Park.

 

Circuito de Hawkstone Park nos dias atuais

 

Muitas lendas do esporte venceram também nos citados circuitos acima, mas entre esses vencedores, ninguém foi mais popular que a lenda britânica Dave Thorpe, tricampeão mundial das 500cc nas temporadas de 1985, 1986 e 1989.

Thorpe venceu o GP da Inglaterra em 1984, 1988 e 1989, embora uma de suas maiores performances tenha sido em 1985, mesmo deixando a vitória escapar.

 

Dave Thorpe (#3) durante o GP da Inglaterra das 500cc de 1989, em Farleigh Castle. Ele venceu as duas baterias

 

Caindo na primeira curva depois da largada, após se enroscar com Merv Anstie (pai do piloto Max Anstie), Thorpe voltou para a corrida em último, ultrapassando todo mundo até alcançar a liderança.

Entretanto, completamente desgastado no final da corrida, acabou sendo ultrapassado por Andre Malherbe na última volta.

 

Andre Malherbe, o “carrasco” de Dave Thorpe no GP da Inglaterra de 1984

 

A categoria 250cc também teve muitos momentos memoráveis, desde a vitória de Dave Bickers no primeiro GP em 1962, realizado no circuito de Ipswich, até o domínio de Stefan Everts no circuito de Foxhills, nos GPs de 1995, 1996 e 1997.

 

Dave Bickers, vencedor do primeiro GP da Inglaterra na categoria 250cc, no circuito de Ipswich, em 1962

 

O GP da categoria 250cc foi disputado em vários circuitos diferentes entre 1962 e o final dos anos 90, dentre eles Donington Park, Hawkstone Park e Foxhills, sendo estes os três circuitos que trouxeram grandes multidões e criaram uma atmosfera incrível.

 

Circuito de Foxhill nos dias atuais

 

Stefan Everts na década de 90. Ele venceu o GP da Inglaterra na categoria 250cc em Foxhill nos anos de 1995, 1996 e 1997

 

O primeiro GP da Inglaterra na categoria 125cc só foi disputado em 1975, no circuito de Pembrokeshire, sendo vencido pela lenda belga Gaston Rahier (campeão mundial da categoria em 1975, 1976 e 1977. Posteriormente Rahier ficaria famoso por disputar o Rally Dakar com motos BMW, em 1984 e 1985).

 

Gaston Rahier, vencedor do primeiro GP da Inglaterra na categoria 125cc em 1975, no circuito de Pembrokeshire

 

Vários pilotos venceram o GP da Inglaterra na categoria 125cc entre 1975 e 1999, mas uma das maiores vitórias foi a do piloto local Paul Malin em Foxhill, na temporada de 1995.

Malin venceu na frente de uma enorme multidão, que na época há muitos anos esperava pela vitória de um piloto britânico no GP da Inglaterra na categoria 125cc.

 

Paul Malin, vencedor do GP da Inglaterra de 1995 em Foxhill, na categoria 125cc. Após muitos anos, multidão local vibrou a com vitória de um piloto da casa

 

Neste novo milênio, o GP da Inglaterra passou alguns anos tentando encontrar “uma casa fixa”.

O circuito de Foxhills “envelheceu” e já estava em condições precárias para sediar um GP.

Idem Hawkstone Park.

Embora houvessem fortes candidatos, como os circuitos de Isle of Wight, Matchams Park, Donnington Park e Mallory Park, Steve Dixon, responsável pela construção das pistas no Mundial de Motocross, decidiu construir um novo circuito nas instalações de Matterley Basin, em 2006.

Desde então, o GP da Inglaterra se estabeleceu neste local.

Ao longo dos últimos anos, nomes como Antonio Cairoli, Jeffrey Herlings, Clement Desalle, Tommy Searle, Glenn Coldenhoff, Tim Gajser, Valentin Guillod e Pauls Jonass tiveram sucesso no GP da Inglaterra em Matterley Basin.

Em 2006 e 2017, Matterley Basin sediou o Motocross das Nações.

Na primeira edição, Stefan Everts derrotou James Stewart (mas o título na disputa por países ficou com os americanos).

Na segunda, mesmo com o título dos franceses, Max Anstie chocou o mundo ao vencer duas baterias e colocar a equipe inglesa no pódio na classificação final.