Mundial de Motocross: Red Bull KTM renova com Jorge Prado até o final de 2023

Yamaha
Jorge Prado

 

A equipe Red Bull KTM anunciou durante o GP da Alemanha do Mundial de Motocross 2019 a renovação de contrato com o espanhol Jorge Prado, atual campeão e líder da categoria MX2, até o final da temporada 2023, ou seja, contrato de mais quatro anos.

Quando Prado se tornou profissional no final da temporada de 2016, havia rumores de que ele acabaria se mudando para os Estados Unidos, seguindo o caminho de pilotos como Ken Roczen e Marvin Musquin.

Além disso, quando ele foi campeão da MX2 no ano passado, colocou seu futuro na categoria MX2 em risco, já que outro título nesta temporada o obrigará a subir para a categoria MXGP em 2020, conforme manda o regulamento do campeonato.

No entanto, Prado está feliz na equipe, e esta renovação aumenta suas chances de ir para os Estados Unidos disputar a categoria 250, antes de encarar a MXGP no Mundial de Motocross.

Embora tenha perdido a segunda fase da temporada 2019 no GP da Grã-Bretanha, o espanhol venceu todas as rodadas que disputou neste ano, totalizando nove trunfos. Apesar de ter perdido uma rodada, ele tem 44 pontos de vantagem sobre Thomas Kjer Olsen, da Rockstar Energy Husqvarna.

– A KTM me apoia desde que comecei a correr e conquistei meu primeiro título mundial na 65cc. Eles me ofereceram uma grande oportunidade na MXGP, porque se eu vencer o campeonato deste ano, eu precisarei estar numa 450 e tudo isso está acontecendo muito rápido. Estou muito feliz por ficar mais quatro anos e estamos bem entusiasmados, tanto eu quanto a equipe. Desde que me juntei a essa equipe e passei a trabalhar com Claudio (De Carli), realmente senti que meu lugar era ficar aqui e aprender. Ele tem muita experiência e tenho certeza que faremos uma boa transição para a 450. Eu tenho uma ótima equipe comigo e é difícil encontrar um lugar melhor do que onde estou agora – disse Prado.

Yamaha