Motocross dos Pioneiros foi realizado com sucesso em Rio Negro

Pilotos responsáveis pela vinda do esporte ao país organizaram evento para resgatar a história e celebrar o estilo raiz

 

A turma responsável pela estreia do motocross no Brasil, em Curitiba, Paraná, na década de 70, se reuniu para um evento repleto de nostalgia. Homenagens e uma competição nos moldes da época foram o ponto alto da festa, realizada neste fim de semana, 13 e 14, no Parque Esportivo Maximiano Pfeffer, na cidade de Rio Negro, Paraná.

Um jantar de confraternização marcou o sábado à noite, sendo celebrados alguns dos grandes nomes do esporte paranaense: Walter Pfeffer – de 75 anos, Ademir Silva – de 63 anos, Gilberto Camargo Cesario – de 64 anos e Guilherme Boeing – de 53 anos. Todos com papel fundamental na história da modalidade no país.

Já no domingo o momento mais aguardado, a hora de acelerar na pista, feita especialmente para o evento, no mesmo estilo do início do motocross. Um traçado bruto, com solo irregular, pontos estreitos, fatores que exigiram bastante preparo físico dos veteranos.

As provas foram divididas em cinco categorias: 4T até 250cc, 2T até 125cc, 4T até 500cc, 2T até 500cc e Força Livre, sendo que a última acabou com o gás dos atletas. Todos receberam troféus de participação e comemoraram a oportunidade de estarem juntos mais uma vez praticando o que tanto amam.

O projeto partiu da Associação Paranaense de Pioneiros do Motocross, liderada pelo presidente Luiz Felipe Campelo, um dos grandes responsáveis pela estreia do esporte no país. A ideia foi reviver o motocross raiz, muito diferente dos tempos de hoje. A Federação Paranaense de Motociclismo ofereceu todo o suporte.

Eduardo Saçaki, colecionador de títulos nos anos 80, marcou presença.

– Foi um prazer compartilhar a pista com nomes que participaram da primeira corrida no Brasil, uma brincadeira muito divertida entre amigos. E repercutiu tão bem que já tem pioneiros de todo o país querendo participar. Tem tudo para crescer, desejo muito sucesso.

 

Lista de pilotos participantes

Walter Pfeffer Filho – 52 anos

Walter Pfeffer – 75 anos

Luiz Alberto Dancs – 53 anos

Gaspar João de Matos – 67 anos

Aurely Carlos Antonio – 56 anos

Guilherme Boeing – 53 anos

Nicolau Bazan – 56 anos

Carlos Humberto Pilla – 53 anos

Eduardo Saçaki – 49 anos

Carlos Murilo Paiva – 58 anos

Marlon Olsen – 47 anos

Antonio Lincoln Berrocal – 60 anos

Gilberto Camargo Cesario – 64 anos

Marcos Roberto Holtman – 60 anos

Ademir José de Almeida – 63 anos

Dirceu Dal Piva – 54 anos

Celmo Dzickanski – 57 anos

Rodrigo D’Andrea

Fabiano Grahl de Souza

Gilmar Câmara

Nasri Sarkis

Marcelo Machado da Ponte

Junior Barbosa Santos

Thell Ardur

Gilberto Rosa

Marcelo José de Almeida

Luiz Gustavo Grahl de Souza

Vivaldo Teixeira