Morre George Jobe, pentacampeão mundial de motocross

Momento: Jobe passa Malherbe no duplo da pista inglesa de Hawkstone Park, em 1984 Foto Moto Magazine

O belga George Jobe morreu na última quarta-feira, 19, vítima de leucemia. Grande nome do motocross, Jobe foi cinco vezes campeão mundial, sendo duas vezes na classe 250cc e três na 500cc. Correu de 1979 até 1992, ganhou 31 GPs e venceu o MX das Nações em 1980.

Depois de conquistar seu primeiro título mundial e o MXoN, em 1980, Jobe perdeu o caneco do ano seguinte para o britânico Neil Hudson, e em 1982 para o norte-americano Danny Laporta, ambos em campeonatos muito acirrados.

Seu segundo título mundial veio com mais tranquilidade, em 1983, vencendo Laporte, quem se tornou seu amigo com o passar dos anos.

Em 1984 subiu para a categoria das 500cc, passando a ter adversários do quilate de Eric Geboers, Dave Thorpe, Andre Malherbe. 

Seu primeiro título mundial na classe veio em 1987, quando venceu por uma diferença de quase 50 pontos. Mas na sequência, as lesões o afastaram do topo.

Seu retorno triunfal se deu no início dos anos 90, quando faturou os títulos mundiais de 1991 e 1992, se igualando a Roger De Coster e Eric Geboers nos cinco títulos mundiais.

Aposentado das pistas, Jobe foi gerente da equipe KTM no início de sua ascensão como equipe de motocross, em 2006. No ano seguinte, porém, sofreu um grave acidente, em Dubai, enquanto ensinava jovens pilotos. Machucou costas e pescoço, e os médicos chegaram a dizer que ele não caminharia mais. Mas Jobe venceu outra vez e voltou a andar.

Morreu aos 51 anos, um ano após receber o diagnóstico de que estava com câncer.

:: Jobe X Geboers – 1986

Jobe e Geboers protagonizaram muitas batalhas dentro das pistas. Nesta corrida, na Inglaterra, Jobe vem de trás (número 4) para cruzar a linha de chegada lado-a-lado com Geboers. Preste atenção nos detalhes. O motocross era muito divertido nos anos 80!

:: Quebra