Milton “Chumbinho” Becker busca novos desafios nos Estados Unidos

Foz-do-Iguaçu-domingo-Keu-Lerner-413
Incansável, Chumbinho mira novos desafios aos 46 anos – Foto: Keu Lerner / BRMX

 

Eram cerca de 20h de sábado, 26, quando Milton “Chumbinho” Becker atendeu ao telefonema do BRMX em um dos saguões do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Aos 46 anos, um dos maiores ícones do motocross brasileiro embarcava para os Estados Unidos para correr na pista de Glen Helen, outra lenda do esporte.

O atleta catarinense vai participar pela primeira vez do Mundial de Motocross Veteranos (MTA World Vet Motocross Championship), que acontece anualmente na pista localizada em San Bernardino, Califórnia. O desafio será no próximo fim de semana, 2 e 3 de novembro. Chumbinho correrá nas categorias Over-40 e Over-45.

– Vou lá para aprender e para andar em uma das pistas que eu sempre assisti pela televisão. É a pista que todos sonham em andar. Desde muitos anos atrás que eu acompanho esta pista e quero conhecer. Lembro sempre de um pega entre o Carmichael e o Bubba, em que só os dois faziam um pulo monstruoso. Quero ver isso ao vivo! – exclama, empolgado como se fosse a primeira corrida de sua vida.

>>> Clique aqui para acompanhar os resultados

A última vez que Chumbinho correu no exterior foi em 2000, no Motocross das Nações, na França. Ele também já havia corrido um Mundial de Supercross na França (1999) e uma etapa do Mundial de Motocross na Argentina, além de outras provas de Latinoamericano pela América do Sul. Porém, nos Estados Unidos, onde o vivem as maiores forças do motocross, esta será a primeira experiência do multicampeão brasileiro.

– Já faz algumas semanas que eu venho assistindo vídeos no Youtube para ver se decoro o traçado. Este ano quero aprender como funciona, para no ano que vem voltar mais forte e levar mais pilotos brasileiros junto. Quero que o Elton, meu irmão, vá também – avisa, Chumbinho.

Chumbo vai correr de Kawasaki 450F, com apoio da TBT suspensões, quem conseguiu as motos e a estrutura para a participação do atleta. Nesta quarta-feira, 30, ele deve fazer os primeiros treinos em pistas da Califórnia, e na sexta-feira, dia 1º, os treinos livres em Glen Helen.

Na volta para o Brasil, Chumbinho buscará o vigésimo título nacional – o terceiro na categoria MX4. No fim de semana do dia 20 de outubro, ele conquistou o heptacampeonato na categoria MX3 do Brasileiro de Motocross.

 

Qual é desse World Vets?

wvglenhelentrack77
Pista de Glen Helen atrai pilotos de mais de 20 países – Foto: Divulgação

 

É a competição de veteranos mais antiga do mundo. Começou há 30 anos, e por isso se intitula como “Mundial de Veteranos”, apesar de não ser reconhecida assim pela FIM – Federação Internacional de Motociclismo.

São dois dias de competições e várias categorias em disputa. Tem Over-25, Over-30, Over-35, Over-40, Over-45, Over-50, Over-55, Over-60, Over-70 e Feminina (Over-30).

No sábado rolam as corridas de “aquecimento”, com exceção da Over-40, que premia o vencedor em U$ 4 mil e dá o título de campeão mundial de veteranos. Essas corridas servem para os pilotos se acostumarem com a pista, suas canaletas e buracos, e sua largada sobre o concreto. No domingo, de fato, saem os campeões mundiais veteranos de 2013 em cada classe, com exceção da Over-40, que já correu no sábado.

Nomes como Gary Jones, Rex Staten, Jeff Ward, Erik Kehoe, Warren Reid, Kent Howerton, Torlief Hanssen, Alan Olson, Rich Thorwaldson, Ron Turner, Feets Minert, Kyle Lewis, Casey Johnson, J.N. Roberts, Lars Larsson, Eyvind Boyesen, Andy Jefferson, Zoli Berenyi, Ryan Hughes e Doug Dubach já foram campeões.

 

:: Alguns momentos do Vet’s 2012