Mercado em movimento: produção e vendas de motocicletas registram crescimento em maio

motos_abraciclo_salao
Números ainda são inferiores a 2015 – Crédito: Salão Duas Rodas

 

A ABRACICLO (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) apresenta o desempenho do segmento de motocicletas no mês de maio. Saíram das linhas de montagem 92.308 unidades no mês passado, o que representa uma alta de 46,4% em relação a abril. Todavia, em comparação com maio de 2015, quando a produção havia totalizado 116.168, houve uma retração de 20,5%.

Seguindo a mesma tendência, as vendas no atacado – para as concessionárias – atingiram 87.252 motocicletas em maio, o que corresponde a um crescimento de 20,9% frente ao mês anterior e, porém, um recuo de 19,5%, em comparação com maio de 2015, com 108.420 unidades.

– Em abril, ocorreu um forte ajuste na produção para que ficasse adequada ao mercado. Em maio, a produção retornou a patamares suficientes para atender a demanda e recompor os estoques que estavam abaixo das necessidades para alguns modelos – avalia Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Mantendo o ritmo de ajustes desde o início do ano, reflexo da Argentina, as exportações totalizaram 5.606 motocicletas em maio, representando uma expansão de 36,0% em relação a abril. Em comparação ao mesmo mês de 2015, a elevação foi de 53,5%.

A fabricação nacional de motocicletas – majoritariamente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM) – está entre as seis maiores do mundo. Já no segmento de bicicletas, o Brasil se encontra na quarta posição entre os principais produtores mundiais. No total, as fabricantes geram aproximadamente 16 mil empregos diretos no PIM.

 

MOTOCICLETAS

Frota nacional: mais de 24 milhões
Produção anual: cerca de 1,2 milhão de unidades
6º maior produtor mundial

 

BICICLETAS

Frota nacional: mais de 70 milhões
Produção anual: cerca de 3,5 milhão de unidades
4º maior produtor mundial