Marvin Musquin fala sobre a excelente pré-temporada para o AMA SX

musquin_lille
Musquin comemorando com os fãs franceses – Crédito: Lariviere/PH

 

Marvin Musquin dominou a edição 2016 do Lille Supercross, que aconteceu no fim de semana dos dias 12 e 13 de novembro.

O piloto da Red Bull KTM foi consagrado o Rei de Lille – King of Lille, e segue como um dos destaques desta pré-temporada para 2017. Ele não só venceu as duas baterias, mas também as corridas classificatórias e fez os holeshots. Praticamente inalcansável!

Além dessa vitória, o piloto venceu há poucas semanas o Red Bull Straight Rhythm, confirmando a boa fase. Confira abaixo uma entrevista com ele após a corrida.

 

Primeiramente, você chegou a cometer algum tipo de erro no fim de semana?
Marvin Musquin: Talvez eu tenha errado os saltos algumas vezes. A pista estava demais, eles construíram algo muito agradável que eu realmente gostei. As pistas na França geralmente são muito técnicas. Tivemos algumas partes tranquilas e outras mais complicadas. Não era como se todo mundo estivesse no mesmo traçado e andando igual, então foi bem bacana.

Você foi bem na Monster Energy Cup, na Supermotocross e no Red Bull Straight Rhythm. Você está fazendo um ótimo trabalho.
Marvin Musquin: Sim, concordo. Os treinos nos últimos meses têm sido ótimos e é apenas o começo. Temos um mês e meio até a abertura do AMA Supercross em Anaheim, e é importante ter bons resultados, traz confiança. Para a mente é muito bom!

Rei de Lille, Rei de Bercy… você é francês. Desde 2006, com Christophe Pourcel, a França não vencia. Os fãs foram à loucura, deve ser um sentimento muito bom.
Marvin Musquin: Com certeza, esse era o objetivo. Eu sei que Justin Barcia, Malcolm Stewart e Christian Craig também estavam correndo e foi muito bom tê-los aqui, mas ganhar é definitivamente maravilhoso!

 

sx_lille_geoff_nl241
Pódio com Justin Barcia e Malcolm Stewart – Crédito: Lariviere/PH

 

Você está no livro dos recordes com Jean-Michel Bayle, David Vuillemin e Jeremy McGrath.
Marvin Musquin: Sim, isso significa muito para mim. Costumava ir para Paris, em Bercy, quando era criança e ser capaz de vencer essa corrida é algo único. Estou muito feliz!

Quando Vuillemin estava vencendo de McGrath, ele era o melhor. Vuillemin era legal com as crianças?
Marvin Musquin: Na verdade ele é muito legal! Ele me deu sua camisa e eu dei a minha, nós dois colocamos. Claro que a dele ficou enorme para mim, assim como a minha ficou apertada nele, mas foi muito engraçado. Tínhamos uma foto disso e realmente foi demais. Tento ser legal com os fãs também. Às vezes não é fácil, mas esse público é ótimo.

Você esteve na liderança o tempo todo! Não houve nenhuma disputa.
Marvin Musquin: Eu sei. Talvez não tenha sido muito emocionante para o público, porque os pilotos estavam mais atrás, mas eu prefiro estar na liderança assim.

>>> Vídeos e resultados do Lille Supercross 2016