Lista de pilotos “brasileiros” confirmados para o GP Brasil do Mundial de Motocross

Yamaha
Jean_Ramos_7
Jean Ramos é um dos brasileiros – Foto: Idario Café

 

As aspas em “brasileiros” no título se explica pelo fato de que nem todos os pilotos listados são nascidos no Brasil, mas todos estão filiados à Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). Carlos Campano, Paulo Alberto e Jetro Salazar são estrangeiros, mas estão inscritos no GP Brasil através da CBM.

A entidade divulgou a relação nesta quinta-feira, 6, três semanas antes da realização do GP Brasil, marcada para os dias 29 e 30 de março, em Penha, Santa Catarina.

Os pilotos Anderson Cidade, Thales Vilardi e Paulo Alberto – atletas da categoria MX2 nos campeonatos do Brasil – tiveram que se inscrever para correr na MXGP por terem 24 anos, e a idade limite para correr na MX2 no Mundial é 23 anos.

Além da listagem divulgada pela CBM, Leandro Silva deve confirmar sua presença nos próximos dias. Richard Berois, que tem dupla nacionalidade – brasileira e uruguaia – também vai competir (inscrito pela confederação do Uruguai). Os irmãos Dudu Lima e Ratinho Lima já deram indícios de que vão estar no gate, mas falta confirmação.

Outros nomes importantes do cenário nacional como Julien Bill, Pipo Castro, Marçal Müller e Humberto “Machito” Martin estão fora da lista.

Confira!

:: MXGP
– Anderson Cidade (Yamaha Grupo Geração)
– Thales Vilardi (Yamaha Grupo Geração)
– Rafael Faria (Yamaha Grupo Geração)
– Carlos Campano (Yamaha Grupo Geração)
– Wellington Garcia (Honda Mobil)
– Paulo Alberto (Honda Mobil)
– Jetro Salazar (Escuderia X)
– Jean Ramos (IMS Honda)
– Balbi Junior (Pro Tork 2B Kawasaki)
– Richard Berois

 

:: MX2
– Hector Assunção (Honda Mobil)
– Endrews Armstrong (Bel Parts)
– Anderson Amaral (Amaral Racing)
– Rodrigo Lama (TM Racing)
– Fabinho Santos (Rossi Veículos)
– Caio Lopes

*Texto atualizado às 12h11 desta sexta-feira, 7

Yamaha