Ken Roczen brilha, vence as duas baterias na sexta etapa do AMA Motocross 2014, e aumenta vantagem na liderança

88681_Roczen-ThunderValley2014-Cudby-013
Roczen – Foto: Simon Cudby / Alli Sports

 

O alemão Ken Roczen chegou a sua quarta vitória em 2014 no AMA Motocross neste sábado, 5, na pista de Redbud, no estado de Michigan, e aumentou sua vantagem na liderança da categoria 450. O piloto da Red Bull KTM ganhou as duas baterias após bons duelos com Ryan Dungey e Trey Canard, seus principais adversários no campeonato, que acaba de passar da metade.

Eli Tomac, que disputou apenas a sua segunda etapa neste ano, mais uma vez mostrou bom desempenho, garantindo a segunda posição na rodada. Andrew Short também foi bem e completou o top 5 da etapa.

>>> Acesse a classificação do campeonato!
>>> Confira como foi a classe 250

Acompanhe abaixo o resumo das baterias!

A próxima etapa do AMA MX será dia 12, na pista de Budds Creek, em Mechanicsville, MD.

 

Crônica das provas

Roczen largou em oitavo na primeira bateria, mas na metade da corrida já estava em primeiro, e acabou vencendo com uma vantagem maior que seis segundos. Ryan Dungey e Trey Canard largaram na frente. Canard conseguiu a dianteira e liderou por quatro voltas. Andrew Short, Josh Grant e James “Bubba” Stewart completavam o top 5.

Bubba e Grant acabaram caindo durante o duelo pela quarta colocação. O piloto da Suzuki acabou tendo que ir para o pitlane tentar arrumar sua moto, mas não voltou para a corrida.
Depois que Roczen deixou todo mundo pra trás, a grande batalha do dia foi entre Canard e Dungey pela segunda colocação. Eli Tomac também se recuperou bem de sua largada apenas razoável e chegou a colocar pressão nos dois.

Frederik Noren, o sueco que assumiu a vaga de Justin Barcia na Muscle Milk Honda, fez uma estreia modesta na equipe, terminando na 17ª colocação esta primeira bateria.

Na segunda bateria, Roczen fez o holeshot, mas Canard lhe tomou a liderança nas curvas seguintes. Dungey, Noren e Tomac completavam o top 5 nas primeiras voltas, enquanto Bubba amargava a 31ª posição.

Os holofotes se concentraram em Canard e Roczen. Com 4min de prova, Canard deixou de fazer o “Larocco Leap” – salto gigantesco da pista – e o alemão encostou MUITO, chegando a assumir a liderança na volta seguinte, mas recebendo o troco do piloto Honda algumas curvas à frente.

Enquanto os dois brigavam na frente, Eli Tomac ganhava a terceira colocação de Ryan Dungey. Roczen assumiu a liderança DEFINITIVA aos 12min, mas Canard manteve a batalha aberta por mais algumas voltas. Porém, depois caiu e acabou cedendo posições para Eli Tomac e Ryan Dungey.

 

:: Soma das baterias – 450
1. Ken Roczen – 1-1
2. Eli Tomac – 4-1
3. Ryan Dungey – 3-3
4. Trey Canard – 2-4
5. Andrew Short – 5-5
6. Josh Grant – 6-6
7. Chad Reed – 8-7
8. Brett Metcalfe – 7-8
9. Justin Brayton – 10-9
10. Kyle Chisholm – 13-13

 

:: 1º bateria – 450

1. Ken Roczen
2. Trey Canard
3. Ryan Dungey
4. Eli Tomac
5. Andrew Short
6. Josh Grant
7. Brett Metcalfe
8. Chad Reed
9. Malcolm Stewart
10. Justin Brayton
11. Matt Goerke
12. Ben LaMay
13. Kyle Chisholm
14. Christian Craig
15. Ronnie Stewart
16. Nick Wey
17. Fredrik Noren
18. Evgeny Mikhaylov
19. Kevin Rookstool
20. Noah McConahy

 

:: 2ª bateria – 450
1. Ken Roczen
2. Eli Tomac (-10.3 segundos)
3. Ryan Dungey
4. Trey Canard
5. Andrew Short
6. Josh Grant
7. Chad Reed
8. Brett Metcalfe
9. Justin Brayton
10. Fredrik Noren
11. Ryan Sipes
12. James Stewart
13. Kyle Chisholm
14. Christian Craig
15. Ben LaMay
16. Matt Goerke
17. Nick Wey
18. Jimmy Albertson
19. Evgeny Mikhaylov
20. Cade Clason