Jorge Negretti e Rafael Ramos comentam experiência na abertura do Arena Cross 2016

negretti_rafaelramos_mauhaas
Rafael Ramos e Jorge Negretti após o duelo – Crédito: Mau Haas / BRMX

 

Jorge Negretti e Rafael Ramos encerraram a carreira profissional no motociclismo brasileiro há anos, levando consigo muitos títulos e principalmente, experiência no meio das duas rodas. Durante a abertura do Arena Cross no último sábado, 22, em Jundiaí, São Paulo, a promotora de eventos Romagnolli fez um convite especial aos dois: alinhar no gate para duas voltas como abertura oficial do calendário 2016.

Além do público poder acompanhar dois grandes ídolos do motocross nacional, Negretti e Rafael estavam muito contentes com a oportunidade. Na segunda-feira, 24, o BRMX conversou com os dois pilotos afim saber um pouco mais sobre a experiência em correr novamente em uma pista de Arena Cross.

 

:: Rafael Ramos

O Jorge me ligou no início da semana, logo após conversar com o Carlinhos Romagnolli e me deu a notícia. Fiquei surpreso, agradecido e feliz! Liguei para o Carlinhos para saber detalhes e agradecer o convite. A ideia de andar novamente no Arena, pela pista, organização, estrutura, amigos e público gerou uma sensação de alegria e aquela euforia, que há oito anos, desde que parei de correr, não sentia. Alinhar no gate com o Jorge, mesmo que para duas voltas, foi demais. Ele me incentivou a dar umas voltas novamente. Não importava ganhar ou perder, o fato foi, que estar ali já significava uma vitória, um sinal de reconhecimento e carinho de todos. Escutar o público novamente, disputar as voltas com o Jorge, levar a família, pai, esposa e filhos, rever amigos foi realmente bem legal. A pista, após oito anos, ficou mais técnica, com mais saltos de encaixe, o que eu gosto… porém é preciso estar bem preparado. Devemos andar em mais etapas durante o ano e isso será mais legal ainda, pois estaremos mais à vontade com as pistas. Agradeço muito aos amigos, público, fãs, família e organizadores, Lê e Carlinhos Romagnolli, pelo grande carinho. Isso me faz sentir vontade de treinar e fazer algumas provas novamente…

 

:: Jorge Negretti

Foi uma experiência bem legal, deveria ter em todas as etapas e com outros ídolos do esporte. O Carlinhos me convidou para fazer inicialmente com o Cristiano, que é da cidade (Jundiaí), mas como ele é secretário, não ia ficar bem. Então o Carlinhos convidou o Rafael Ramos. É sempre bom sentir aquele friozinho na barriga na largada! Espero sentir novamente ainda esse ano. Fui convidado por duas equipes para competir o Brasileiro de Motocross neste ano, quem sabe dá certo… Eu fiz alguns treinos com o Rafael, mas não era em pista de Arena, só motocross. O Rafa é super técnico e tem estilo. Andou bonito como sempre! A pista mudou bastante da minha época. Fazia 10 anos que não andava no Arena Cross. Eu gosto, mas está bem mais difícil. Super agradeço à todos pelo carinho. Eu sempre falo que esse é o principal combustível. Depois de tantos anos e ainda ter esse reconhecimento é muito gratificante. Muito obrigado!

 

negretti_rafaelramos_mauhaas (2)
Rafael Ramos e Jorge Negretti – Crédito: Mau Haas / BRMX