Jetro Salazar, da Honda Racing, é campeão da Elite MX do Brasileiro de Motocross 2018

Equipe Honda Racing celebra o título da Elite MX, conquistado pelo piloto Jetro Salazar, na final do Brasileiro de Motocross 2018, em Fagundes Varela, no Rio Grande do Sul – Foto: Idário Café/Mundo Press

 

O piloto Jetro Salazar, da equipe Honda Racing, é o grande campeão da Elite MX no Brasileiro de Motocross 2018.

O título da categoria que reúne os pilotos mais rápidos do campeonato foi confirmado no último domingo, 4, na oitava e última etapa da temporada, realizada em Fagundes Varela, no Rio Grande do Sul.

– Estou muito feliz pela conquista e agradeço a Honda Racing, todos da equipe foram fundamentais para esse título – disse o equatoriano.

Ele fechou o ano com o quarto lugar na etapa final, o suficiente para levantar a taça.

Quem venceu a corrida da Elite MX foi o companheiro de equipe Hector Assunção, de São Paulo, que também ganhou a prova da MX1.

– Foi um ano muito difícil para mim – lembrou Salazar.

– Tive que superar lesões e diversos desafios durante a temporada, mas hoje coloquei a cereja no bolo – comemorou.

Este é o segundo título brasileiro do piloto – em 2016, ele foi campeão por uma equipe satélite Honda.

– Eu estreei este ano na equipe oficial e estou muito feliz, com a sensação de dever cumprido. O clima do time é incrível, somos como irmãos.

O fato da categoria reunir os mais rápidos do certame foi exaltado pelo equatoriano.

– A Elite MX é a combinação da MX1 e da MX2, que são as duas categorias mais fortes do campeonato, então o título é muito importante. Agora quero treinar duro para no ano que vem vencer novamente esta categoria e a MX1, além do Arena Cross – concluiu o piloto.

Ele acelera a motocicleta Honda CRF 450R e ainda encerrou as disputas da MX1 no terceiro posto.

Destaque nas corridas da etapa final, Hector Assunção também saiu satisfeito.

– Foi um dia perfeito para mim, não teria uma forma melhor de terminar o campeonato. Cresci muito nesta reta final da temporada e consegui fechar com chave de ouro – declarou.

O piloto finalizou a sua participação em quarto lugar nas tabelas da MX1 e da Elite MX.

Pela MX2, Lucas Dunka venceu de ponta a ponta a primeira bateria da etapa final e foi o sexto na segunda corrida, ficando no terceiro posto na soma dos resultados.

– Estou muito feliz com meu desempenho, é nessas horas que a gente vê que o todo o trabalho duro realmente compensa – afirmou o catarinense.

Ele competiu com a moto Honda CRF 250R.

– Este é o meu primeiro ano como piloto profissional e estou gostando muito do trabalho. Continuo em uma evolução muito boa – concluiu o piloto, terceiro na classificação final de sua categoria.

Leo Souza, também pela MX2, subiu ao pódio nas duas baterias, com um quarto e um segundo lugar, e celebrou a segunda posição nos resultados acumulados.

– Estou muito feliz de ter acabado o ano assim. Desde que vim para a Honda Racing consegui obter ótimos resultados, sempre subindo ao pódio – concluiu o catarinense, quinto colocado da MX2.

A equipe Honda Racing de Motocross conta com o patrocínio de Honda, Alpinestars, Bell, D.I.D e Mobil.

 

Resultados – 8ª etapa do Brasileiro de Motocross

Elite MX

1 – Hector Assunção – Honda CRF 450R

2 – Paulo Alberto

3 – Carlos Campano

4 – Jetro Salazar – Honda CRF 450R

5 – Jean Ramos

 

MX1

1 – Hector Assunção – Honda CRF 450R

2 – Paulo Alberto

3 – Carlos Campano

4 – Humberto Martin

5 – Thales Vilardi

7 – Jetro Salazar – Honda CRF 450R

 

MX2

1 – Fábio Santos

2 – Leo Souza – Honda CRF 250R

3 – Lucas Dunka – Honda CRF 250R

4 – Pepê Bueno

5 – Tallys Nathan

 

Classificação final

MX Elite

1 – Jetro Salazar – 153 pontos – Honda CRF 450R

2 – Paulo Alberto – 150 pontos

3 – Carlos Campano – 150 pontos

4 – Hector Assunção – 111 pontos – Honda CRF 450R

5 – Humberto Martin – 98 pontos

 

MX1

1 – Carlos Campano – 336 pontos

2 – Paulo Alberto – 304 pontos

3 – Jetro Salazar – 301 pontos – Honda CRF 450R

4 – Hector Assunção – 270 pontos – Honda CRF 450R

5 – Jean Carlo Ramos – 207 pontos

 

MX2

1 – Fábio dos Santos – 313 pontos

2 – Pepê Bueno – 307 pontos

3 – Lucas Dunka – 271 pontos – Honda CRF 250R

4 – João Pedro Pinho Ribeiro – 221 pontos

5 – Leo Souza – 118 pontos – Honda CRF 250R