Hot 5: Horebeek confirmado. Rumores a todo vapor no Mundial. E o quarto título de Fontanesi na estante

Hot 5 é só notícia quente! Confira abaixo informações trazidas por nosso correspondente Adam Wheeler, direto da Europa para o Brasil!

 

1 :: Horebeek e a Yamaha

horebeek_yamaha
Horebeek vai para o terceiro ano de Yamaha – Foto: YRT

 

Fim dos rumores. A Yamaha anunciou na manhã desta quarta-feira, 29, que Jeremy Van Horebeek segue na equipe em 2016. O belga de 25 anos era especulado para integrar o time da Suzuki (caso se confirmasse a venda da equipe amarela a Stefan Everts). Horebeek vai para seu terceiro ano de Yamaha Factory Racing Yamalube, sendo que em 2014 (primeiro ano na MXGP) foi vice-campeão, e em 2015 passou muito tempo lesionado (está atualmente na oitava colocação do Mundial). Vale lembrar que o time ainda conta com o atual líder da categoria, Romain Febvre.

 

 

2 :: De Dycker, Coldenhoff, Searle e a KTM

mx2glenn-coldenhoff1
Coldenhoff pode ser o companheiro de time de Cairoli – Foto: Suzuki

 

Glenn Coldenhoff, vencedor do GP da Letônia, estaria acertando com a Red Bull KTM para 2016. O holandês de 24 anos já foi informado pela Suzuki que não terá seu contrato renovado e o chefe de equipe da KTM, Pit Beirer, confirmou que ele poderia migrar para o time alaranjado. Por outro lado, a situação do britânico Tommy Searle dentro da KTM é incerta, e o belga Ken De Dycker estaria disposto a se aposentar no fim da temporada. Assim, o time teria apenas Tony Cairoli e Coldenhoff na MXGP no próximo ano. De acordo com Pit Beirer, a KTM deve ter cinco pilotos, sendo três na MX2 – Jeffrey Herlings, Pauls Jonass e o jovem holandês Davy Pootjes.

 

 

3 :: Guillod nos EUA?

GuillodSat_MXGP_13_CZ_2015
Guillod quer seguir no Mundial – Foto: MXGP

 

O suíço Valentin Guillod, 22 anos, teria propostas para correr nos Estados Unidos em 2016. Porém, o piloto já declarou desejo de ficar na Europa e subir para a MXGP. Atualmente, ele corre pela Yamaha Standing Construct na MX2, sob olhares e comando do ex-piloto Yves De Maria, e já ganhou três GPs nesta temporada. A KTM e a Suzuki também estariam interessadas no piloto, que deve ter alguma definição mais precisa sobre seu futuro depois da etapa de Lommel, que acontece neste fim de semana, 1º e 2 de agosto.

 

 

4 :: Rumores mais fortes sobre Everts na Suzuki

everts
Belga deve seguir novos rumos em 2016 – Foto: KTM

 

O rumor está virando notícia. Stefan Everts deve mesmo comprar a Rockstar Energy Suzuki de Sylvain Geboers. Everts trabalhou (como piloto) com Geboers em 1991 – na categoria 125cc – e o possível acerto coloca em dúvida se Joel Smets, atual chefe de equipe da Suzuki, seguiria no cargo. Lommel, neste fim de semana, pode revelar diversas novidades nos bastidores do Mundial.

 

 

5 :: Tetracampeã mundial

feminino_mundialmx
Equipe Yamaha comemorou a conquista – Foto: MXGP

 

A italiana Kiara Fontanesi, da Yamaha, conquistou seu quarto título mundial de motocross na categoria feminina durante o GP da República Tcheca, em Loket, no fim de semana passado, 25 e 26. O campeonato teve seis etapas (todas disputas em paralelo à MXGP) e Fontanesi ganhou cinco baterias das 12 disputas. Finalizou o campeonato com 260 pontos, apenas 18 a mais que sua principal concorrente, a francesa Livia Lancelot.

 

:: Classificação final

1. Kiara Fontanesi (Itália, Yamaha) – 260 pontos / CAMPEÃ
2. Livia Lancelot (França, Kawasaki) – 242 pontos
3. Nancy Van de Ven (Holanda, Yamaha) – 229 pontos
4. Amandine Verstappen (Bélgica, KTM) – 176 pontos
5. Genette Vaage (Noruega, KTM) – 150 pontos