Honda é campeã das categorias Pró e AX2 no Arena Cross 2019

Equipe Honda fez a festa – Foto: Idario Café

 

A Honda Racing é a grande campeã da temporada 2019 do Arena Cross. Com os pilotos Hector Assunção (classe Pró) e Lucas Dunka (AX2), a equipe vermelha conquistou os títulos das principais categorias na etapa final da competição, na noite deste sábado, 23. As provas decisivas tiveram como palco a pista montada na área externa do Salão Duas Rodas, em São Paulo, capital.

Hector Assunção protagonizou uma grande virada. A quarta e última etapa do Arena Cross contou com rodada dupla em dois dias de disputas. Ele chegou como o terceiro colocado na tabela da Pró, mas venceu as quatro baterias da etapa final e ainda faturou dois pontos extras no Duelo 1×1 realizado nesta sexta-feira, 22, entre os dois pilotos mais rápidos dos treinos cronometrados.

– Cheguei à última etapa com uma desvantagem grande, porque estava 11 pontos atrás. Sabia que para ser campeão tinha que ganhar todas as corridas e vim muito focado nisso. Até então eu não havia feito nenhum holeshot no Arena Cross na temporada. E aqui fiz os quatro. Sou três vezes campeão da competição na AX2 e faltava esse título da Pró. Essa vitória não é só minha e sim de todo o time – comemora o paulista Hector Assunção.

Por outro lado, Lucas Dunka viveu uma situação completamente diferente na AX2 e fechou as disputas de forma invicta.

– Consegui andar bem em todas as etapas neste ano. Tive 100% de aproveitamento. Isso é muito importante para um piloto. Estou muito feliz com a conquista e quero dedicar o título para a minha família e toda equipe Honda Racing – ressalta Dunka. A Honda Racing garantiu dobradinha na categoria, com o também catarinense Leonardo Souza, vice-campeão da AX2.

 

Arena Cross Brasil 2019

Classificação final

Categoria Pró
1 – Hector Assunção (#30) – 180 pontos
2 – Paulo Alberto (#1) – 165 pontos
3 – Jetro Salazar (#20) – 142 pontos
4 – Humberto Martin (#101) – 142 pontos
5 – Caio Lopes (#134) – 98 pontos

Categoria AX2
1 – Lucas Dunka (#34) – 100 pontos
2 – Leonardo Souza (#45) – 77 pontos
3 – Leonardo Cassarotti (#25) – 65 pontos
4 – Renan Goto (#555) – 59 pontos
5 – Reginaldo Ribeiro (#416) – 58 pontos
9 – Matheus Klysman (#43) – 26 pontos