Hector Assunção vence MX2 na abertura do Brasileiro de Motocross 2014

Yamaha
hector_eltonsouza
Hector Assunção – Foto: Elton Souza / BRMX

 

* Texto atualizado às 14h30 desta terça-feira, 15

Com 4o pilotos no gate, a categoria MX2 do Brasileiro de Motocross 2014 teve início no último domingo, 13, em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. O paulista Hector Assunção, da Honda Mobil, saiu vencedor após fazer 2-1 nas baterias.

– Comecei bem este ano. Estou treinando bastante, vim mais preparado e consegui vencer. Acredito que será um bom campeonato – disse o piloto que já foi campeão brasileiro da categoria em 2012.

O atual campeão da categoria, o português Paulo Alberto, ficou em segundo lugar. Venceu a primeira bateria e ficou em terceiro na segunda.

– O resultado foi bom. Na segunda bateria precisei trocar de moto. Entrei com uma original que fez um pouco de diferença. Precisei forçar um pouco mais, foi bem cansativo. Mas estou feliz – disse o gajo.

Thales Vilardi, estreando pela Yamaha Grupo Geração, fez uma boa prova de recuperação após cair na largada da primeira bateria. Terminou em quarto. E na segunda, após largar bem e brigar bastante por posição com Paulo Alberto, ficou em segundo. Na somatória, fechou na terceira colocação.

– No geral, foi bom. Eu queria ganhar, mas após o tombo na largada da primeira bateria eu me desgastei demais. Achei que na segunda bateria eu sentiria mais cansaço, mas não foi esse o problema. Toda vez que eu tentava ultrapassar o Hector, saía do trilho, perdia tempo porque a pista estava bastante esburacada, e não conseguia fazer a ultrapassagem. Importante é que estou na briga pelo campeonato, apenas cinco pontos atrás do líder – conclui Thales Vilardi.

Enzo Lopes, que estreou na categoria MX2, atingiu o objetivo e terminou a prova em nono.

 

Importante

A próxima etapa do Brasileiro de Motocross 2014 será Pedra Bonita, Minas Gerais, nos dias 31 de maio e 1º de junho.

 

:: Resumo das corridas

enzolopes_eltonsouza
Enzo Lopes estreou na categoria MX2 – Foto: Elton Souza / BRMX

 

1ª bateria
José Bryan largou na frente, mas logo na primeira volta o português Paulo Alberto, que saiu em quarto, assumiu a liderança e administrou bem a prova até o final. Bryan acabou finalizando em quinto. Anderson Cidade ficou em segundo até o meio da disputa, quando perdeu a posição para Hector Assunção, que fez o melhor tempo no cronometrado. Os pilotos permaneceram nestas posições até o fim da prova.

A briga foi grande para as demais colocações. Aos 19 minutos de prova, Dudu Lima ultrapassou Anderson Amaral e assumiu a quinta posição, mas logo em seguida caiu nas costelas e abandonou a prova após quebrar um osso do pé.

Thales Vilardi fez uma boa prova de recuperação. Caiu na largada e saiu em 30º, mas terminou a prova em quarto. O piloto Enzo Lopes, que venceu a categoria Júnior no sábado, estreou na MX2. Largou em sétimo e passou na linha de chegada em décimo.

 

2ª bateria
Gustavo Henn foi quem fez a largada mais rápida, mas Hector Assunção ficou logo atrás pressionando muito, até que aos 12 minutos de prova Gustavo diminuiu o ritmo e perdeu a liderança para Hector, que cruzou a linha de chegada em primeiro.

A bateria foi disputadíssima do começo ao fim. Hector não teve uma vitória fácil, já que Thales Vilardi e Paulo Alberto também fizeram muita pressão e por várias vezes alternaram de posições. Aos 20 minutos, Paulo passou Thales, que deu o troco aos 27 minutos.

Gustavo Henn acabou em quinto. Dudu Lima não participou por causa da lesão no pé, e Enzo Lopes fez quase o mesmo resultado da primeira bateria: terminou em 11º lugar.

 

Resultado final

1. Hector Assunção – 2-1
2. Paulo Alberto – 1-3
3. Thales Vilardi (Yamaha Grupo Geração) – 4-2
4. Anderson Cidade (Yamaha Grupo Geração) – 3-4
5. Anderson Amaral – 6-6

 

Classificação do campeonato

1. Hector Assunção – 47 pontos
2. Paulo Alberto – 45 pontos
3. Thales Vilardi – 40 pontos
4. Anderson Cidade – 38 pontos
5. Anderson Amaral – 30 pontos

Yamaha