Glenn Coldenhoff surpreende e vence 12ª etapa do Mundial de Motocross 2015, na Letônia

mxgp8glenn-coldenhoff5
Jovem estreante da MXGP chegou a sua primeira vitória na carreira nesta categoria – Foto: Suzuki-racing

 

A 12ª etapa do Mundial de Motocross 2015 revelou um vencedor inédito neste domingo, 12, em Kegums, Letônia. O holandês Glenn Coldenhoff (Suzuki), estreante na categoria MXGP neste ano, subiu no lugar mais alto do pódio após fazer 1-2 nas baterias. Numa pista arenosa e molhada, o jovem de 24 anos desbancou favoritos como Gautier Paulin (vencedor da classificatória no sábado) e Romain Febvre, líder do campeonato, e deu a primeira vitória overall do ano para a Suzuki, que também tem Clement Desalle e Kevin Strijbos no elenco.

>>> Classificação atualizada aqui

Paulin (Honda) foi o segundo colocado no pódio com 3-3 nas baterias. Febvre (Yamaha) completou o pódio na terceira colocação com 8-1 nas corridas (caiu na largada da primeira), e segue líder da competição com 41 pontos de vantagem sobre Tony Cairoli (KTM), que acabou a rodada em quarto. O italiano parece estar melhor da lesão no braço, mas ainda falta algo para estar 100%.

Na categoria MX2, outro vencedor inédito. O britânico Max Anstie conquistou as duas baterias neste domingo e deu a segunda vitória do ano para a Kawasaki na 250. Correndo em casa, Pauls Jonass (KTM) ficou em segundo lugar com 2-2 nas baterias. O finlandês Harri Kulas, da Husqvarna, completou o pódio com 5-3 nas corridas. A liderança do campeonato na MX2 segue nas mãos do holandês Jeffrey Herlings (KTM), que não correu esta etapa por causa de lesão na mão.

A 13ª das 18 etapas programadas acontecerá daqui a duas semanas, dias 25 e 26 de julho, em Loket, na República Tcheca.

 

Melhores momentos

 

 

Resultados da 12ª etapa do Mundial de Motocross 2015

MXGP
mxgp_12etapa_letonia2015

 

MX2
mx2_12etap_letonia2015

 

 

Classificação do campeonato

MXGP
mxgp_campeonato_12etapas

 

MX2
mx2_campeonato_12etapas

 

Volta na pista

 

 

Vencedores de GPs na temporada 2015

MXGP
1. Catar – Max Nagl (Alemanha, Husqvarna)
2. Tailândia – Ryan Villopoto (EUA, Kawasaki)
3. Argentina – Max Nagl (Alemanha, Husqvarna)
4. Itália/Trentino – Max Nagl (Alemanha, Husqvarna)
5. Europa/Valkenswaard – Gautier Paulin (França, Honda)
6. Espanha – Antonio Cairoli (Itália, KTM)
7. Grã-Bretanha – Antonio Cairoli (Itália, KTM)
8. França – Romain Febvre (França, Yamaha)
9. Itália/Maggiora – Romain Febvre (França, Yamaha)
10. Alemanha – Romain Febvre (França, Yamaha)
11. Suécia – Romain Febvre (França, Yamaha)
12. Letônia – Glenn Coldenhoff (Holanda, Suzuki)
13. República Tcheca –
14. Bégica –
15. Itália/Mantova –
16. Holanda/Assen –
17. México –
18. Estados Unidos –

 

MX2
1. Catar – Jeffrey Herlings (Holanda, KTM)
2. Tailândia – Jeffrey Herlings (Holanda, KTM)
3. Argentina – Dylan Ferrandis (França, Kawasaki)
4. Itália/Trentino – Tim Gajser (Eslovênia, Honda)
5. Europa/Valkenswaard – Jeffrey Herlings (Holanda, KTM)
6. Espanha – Valentin Guillod (Suíça, Yamaha)
7. Grã-Bretanha – Valentin Guillod (Suíça, Yamaha)
8. França – Jeffrey Herlings (Holanda, KTM)
9. Itália/Maggiora – Tim Gajser (Eslovênia, Honda)
10. Alemanha – Tim Gajser (Eslovênia, Honda)
11. Suécia – Tim Gajser (Eslovênia, Honda)
12. Letônia – Max Anstie (Grã-Bretanha, Kawasaki)
13. República Tcheca –
14. Bégica –
15. Itália/Mantova –
16. Holanda/Assen –
17. México –
18. Estados Unidos –